sábado, 28 de julho de 2018

Acções de rua do PNR e das associações Escudo Identitário e Portugueses Primeiro


     Os movimentos nacionalistas portugueses têm estado a trabalhar bem nos últimos tempos. No passado dia 13 de Julho, um pequeno grupo de militantes do único partido nacionalista português (o PNR) fez uma contra-manifestação contra o racismo anti-branco da extrema-esquerda, em Lisboa. A contra-manifestação foi convocada com apenas 24 hora de antecedência, pelo que a comparência dos militantes em causa é absolutamente louvável. Excelente trabalho!



 Bela faixa, há que reconhecer! 😛


Pouco antes, nesse mesmo dia, a Associação Escudo Identitário tinha realizado uma acção excelente, com uma tarja enorme em plena Rua Augusta que depois foi içada sobre o Arco Triunfal, perto do Terreiro do Paço (muito obrigado! ao Paulo por me ter informado acerca deste evento):



A Associação Escudo Identitário explicou a acção desta forma:
«Esta foi uma acção que serviu para sensibilizar a população sobre o verdadeiro panorama nacional. Aquele que as agências de notícias e o Governo preferem ignorar, ou pior, ocultar.

Migrações em massa, falsos refugiados, substituição populacional são alguns dos pontos em que queremos abordar e informar com esta iniciativa.
Portugueses contra o fatalismo!»
De referir que a Associação Escudo Identitário tem estado muito activa recentemente, tendo realizado uma conferência e várias acções de rua, tanto em Lisboa como no Porto. Bem-hajam, razapes!


Por último, quero mencionar a sempre impecável Associação Portugueses Primeiro (APP), que continuou a sua campanha "Lisboa, não sejas francesa", com alguns activistas a distribuírem panfletos informativos e a falarem com diversos residentes, ouvindo a viva voz daqueles que ainda resistem, as suas preocupações e as ameaças que enfrentam, bem como as suas propostas para que se possa fazer algo para mudar o rumo das coisas. Com efeito, a APP promete lançar, nos próximos dias, um documento com as suas propostas, em forma de petição com carácter legislativo.




Ou seja, o Nacionalismo português está bem de saúde e recomenda-se cada vez mais! Apelo aos leitores do TU, sobretudo aos mais jovens, que se juntem a estas associações patrióticas e as ajudem a crescer ou, em alternativa, criem outras nas suas localidades! E não se esqueçam de apoiar o único partido nacionalista português, o Partido Nacional Renovador (PNR)!

5 comentários:

Anónimo disse...


Imigrantes invasores. Europa dos patetas sem mãos a medir. Espanha pede ajuda (para ficarmos com eles).

Só nesta sexta-feira e sábado (27 e 28-7-2018) chegaram a Espanha mais 1222 náufragos intencionais.

Uma notícia sobre isso em:

https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/espanha-pede-solucao-europeia-apos-chegada-de-1-200-migrantes-em-dois-dias

Nuno

Afonso de Portugal disse...

Obrigado, caro Nuno! Peço desculpa por não ter respondido ao seus comentários mais recentes, mas o fim do mês de Julho é sempre um pesadelo para mim por ser o último mês antes das férias! Prometo aproveitar esse e outros links nos próximos dias!

Saudações nacionalistas!

Anónimo disse...

Continua a inglória missão da Polícia Marítima portuguesa na Grécia, a fazer o transbordo de ilegais para dentro da UE: mais 61 neste 28-7-2018, provenientes do Afeganistão, Congo e Burkina Faso.
Esta contraproducente tarefa a que nos obrigam os patrões da EU implica que a embarcação Arade não possa estar a proteger-nos dos traficantes de droga na nossa costa.

Isso na mesma altura em que se contabilizavam (em dois dias) os tais 1222 ilegais que referi a invadir Espanha por via marítima.
Existe um vídeo rocambolesco do desembarque de um grupo de ninjas numa praia espanhola em
https://www.youtube.com/watch?v=yncnL96rDWY

Nuno

Afonso de Portugal disse...

Muito obrigado, caro Nuno! Vou fazer uma posta ainda hoje com todo esse material valioso que nos trouxe!

Anónimo disse...


Mais uma, onde se vê como eles agradecem o nosso esforço mais tarde... dando cabo de nós:

Jornal «Daily Mail» de hoje, 31-7-2018, informa que o suicida que causou 22 mortos no concerto da cantora Ariana Grande, em Manchester, tinha sido resgatado da Líbia pela marinha britânica, em 2014.

http://www.dailymail.co.uk/news/article-6008369/Manchester-bomber-rescued-Royal-Navy-Libyan-warzone-evacuated-Britain.html

Nuno