domingo, 21 de janeiro de 2018

Três vídeos que vale a pena ver (56): a fabulosa destruição de uma "jornalista" feminista às mãos do Prof. Jordan Peterson


      Muito provavelmente os caros leitores já terão conhecimento da fantástica entrevista que o Prof. Jordan Peterson concedeu há alguns dias a Cathy Newman, "jornalista" do britânico Channel 4, mas decidi publicá-la aqui à mesma, porque o que aconteceu naquele estúdio foi simplesmente épico e continua a ser tema de conversa vários dias depois. Newman é uma espécie de Margarida Marante inglesa, habituada a sodomizar intelectualmente convidados de terceira categoria. Era precisamente isso o que ela  esperava fazer ao Prof. Peterson, mas saiu-lhe o tiro pela culatra de uma forma verdadeiramente espectacular! A arrogante criatura (Newman) acabou por ser sistematicamente desmascarada como uma ignorante boçal, incapaz de endereçar os argumentos e até os conceitos mais simples expostos pelo Prof. Peterson e, como se isso não bastasse, empregando a falácia do espantalho repetidamente!

Há vários momentos memoráveis nesta entrevista, com o Prof. Peterson a destruir várias vezes os dogmas da "igualdade", os mitos do "patriarcado heteronormativo" e da "diferença salarial entre homens e mulheres". E, no momento mais notável desta entrevista, aos 22m10s, uma defesa soberba da supremacia da Liberdade de Expressão, com a própria Griffin a admitir a derrota!


1. A entrevista do Prof. Jordan Peterson a Cathy Graffin do Channel 4 (há uma versão abreviada com legendas em Português do Brasil aqui.)




2. Comentário de Paul Weston (não confundir com Paul Watson) à entrevista anterior: houve muitas reacções à entrevista anterior, mas a melhor que encontrei foi esta, do nosso já conhecido Paul Weston, que recentemente decidiu acabar com o seu partido Liberty GB para se juntar ao Pegida UK (do corajoso Tommy Robinson e da grande Anne Marie Waters, vergonhosamente corrida do UKIP pelo equivalente britânico dos nossos minho-timoristas). O Sr. Weston desmonta eloquentemente o modus operandi da jornalista.




3. Jordan Peterson: «O feminismo radical está a alienar os homens mais jovens»: não foi só ao Channel 4 que o Prof. Peterson concedeu uma grande entrevista. O Prof. da Univ. de Toronto também deu um grande baile a dois jornalistas da Rádio BBC que, embora bastante mais comedidos do que Newman, não deixaram de mostrar níveis elevados de dogma neomarxista e pós-modernista. A entrevista completa pode ser ouvida aqui mas, como ela é bastante longa, eu decidi escolher apenas este breve trecho, no qual o Prof. Peterson explica que, contrariamente ao que prega a doutrina criminosa do feminismo, os homens ocidentais não são nenhuns privilegiados, pelo contrário, estão cada vez mais perdidos e alienados, e precisam urgentemente de ter um guião diferente do das mulheres para se tornarem adultos maduros, competentes e realizados, um guião que se centre menos na reivindicação de direitos e mais na suprema virtude da responsabilidade.

Sem comentários: