segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Polícia 'bife'...



4 comentários:

Anónimo disse...

Insólito: Granada explode e mata homem numa estação de metro em Estocolmo, mas não se trata de 1 ataque terrorista. Ao que tudo indica foi apenas 1 "incidentezinho" "isolado" de causa irrelevante que pode acontecer a qualquer um, como tropeçar numa pedra e partir a cabeça.

http://observador.pt/2018/01/07/suecia-explosao-no-metro-de-estocolmo-faz-dois-feridos/

Ass: FdT

Afonso de Portugal disse...

É claro que foi só um incidentizinho, caro FdT, porque as granadas fazem parte da nova tradição sueca! Desde a guerra nos Balcãs que o número de incidentizinhos com granadas na Suécia tem aumentado (porque será que foi desde precisamente essa altura?)! Portanto, é natural que o caso não tenha relevância...

Quanto ao fulano morto, enfim, qualquer um de nós pode morrer a qualquer momento, caro FdT! Para morrer, só é preciso estar vivo!!! Não vamos fazer um velório por cada europeu morto, ainda por cima morto em nome da maravilha suprema do multiculturalismo!!! ;)

Obrigado pelo Link!

Anónimo disse...

"ainda por cima morto em nome da maravilha suprema do multiculturalismo!!!"

Bom é que neste caso nem isso podemos dizer com 100% de certeza dado que a policia não revela a identidade do portador da granada (se calhar ainda nem descobriram de onde ela veio e se descobrirem não sabemos ou ficamos a saber daqui meio ano...)

Em todo o caso e respondendo à sua deixa sobre o "multi-culturalismo", vou aproveitar para transcrever aqui uma conversa que tive com uma jovem "progressista" e assumidamente FEMINISTA que me é relativamente próxima e vive actualmente na Alemanha. Acredite quem quiser mas é verdade, aliás tudo o que escrevo neste Blog debaixo do possível anonimato é verídico:

(...)

eu: Então e viver em (cidade alemã) é seguro?

ela: ah sim! está-se muito bem não há problema nenhum...

eu: ah ok (fazendo-me de ingénuo)...então não se tem sentido mais insegurança após esta onde de refugiados e imigrantes?

ela: hummm...não! que agora as autoridades alemãs têm leis rígidas! se eles fizerem alguma coisa de mal são logo deportados!

eu: ah está bem...então nunca tiveste problemas?

ela: (visivelmente embaraçada) ah...só 3 vezes.... uns rapazes disseram-me umas coisas na rua...

(note-se que é ela só lá está desde há uns meses)

eu: pois...e eram alemães?

ela (esquerdista e feminista): Achas? OS ALEMÃES NÃO FAZEM ESSAS COISAS

Então isto das granadas e das violações deve ser mesmo fruto do "multi-culti" porque como muita boa FEMINISTA europeia reconhece à boca pequena: OS SUECOS NÃO FAZEM DESSAS COISAS!

De resto, tem imensa graça que muita dessa gente que passa a vida nas redes sociais a fazer-se de madre Teresa de Calcutá e Papa Chico, à boca pequena de repente diga frases que os "Racistas" da direita nacionalista passam a vida a dizer e são censurados e insultados por ESSA MESMA GENTE!

Ass: FdT

Afonso de Portugal disse...

Ahahaahahah essa conversa com a sua "amiga" é uma pérola da hipocrisia da parte dela e, como o caro FdT bem observou, bem reveladora da atitude que caracteriza esse género de pessoas! Ao longo dos anos, fui-me apercebendo de várias atitudes desse género nos autoproclamados "cidadãos do mundo":

1. As feministas condenam a "masculinidade tóxica", mas raramente acabam com homens pacatos, dóceis e, enfim, feminios!

2.1 Os esquerdistas em geral falam mal dos críticos das mulheres promíscuas mas, na hora de escolherem uma parceira a sério (i.e. para casar e/ou viver junto) escolhem quase sempre mulheres modestas e com um currículo sexual o menos extenso possível...

2.2 Há até um tipo de eaquerdista que garante que as mulheres "jovens" são melhores na cama mas, estranhamente, as suas namoradas são quase sempre brancas!

3. Os anti-racistas evitam ao máximo o convívio com as as "minorias" étnicas, a não ser quando o nível de instrução dessas minorias é elevado (médicos, engenheiros, actores, etc.)

3.1 Quem mais defende as comunidades ciganas, por exemplo, nunca vive perto dos ciganos; da mesma forma, quem mais equipara o Islão às outras religiões nunca teve de viver num bairro maioritariamente islâmico, e se visitou um país islâmico foi uma estância balnear no Catar, no Dubai ou na Turquia...

4. Os ambientalistas condenam as emissões de CO2, a poluição e os "excessos da civilização industrial", mas depois raramente abdicam de andar de carro quase todos os dias; alguns nem sequer se dão ao trabalho de separar o lixo para que ele possa ser reciclado.

5. Os "amigos dos animais" gostam muito de ter gatinhos e cãezinhos em casa deles, mas quando o cão do vizinho ladra a noite toda ou mija junto à porta de entrada, "raios partam o bixo e o anormal do seu dono"!!!

Enfim, podia estar aqui a noite toda a escrever outros exemplos do género. Não é por acaso que o povo diz: "de boas intenções está o Inferno cheio!"