quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Lauren Southern: «Feminismo ou Islão?»



      Não sei onde e quando é que foi gravado este vídeo, mas também não interessa, porque o seu conteúdo permance relevante e, receio bem, tenderá a ser cada vez mais relevante no futuro. A nossa já bem conhecida Lauren Southern decidiu entrevistar um bando de lunáticas feministas (passe a redundância) que estavam a protestar a "cultura da violação" ou outra fantasia neomarxista do género. 

Quando a Lauren as questiona acerca da única verdadeira cultura de violação que existe, que é a islâmica, o frágil cérebro das cretinas entra imediatamente em curto-circuito!...

9 comentários:

João disse...

Quando a puta da cabeça é fraca é um problema... mas a culpa é da mídia que cria má imagem do Islão, como diz a gorda!

Afonso de Portugal disse...


Ahahahahahahaha pois é, os mesmos mé(r)dia que dizem que o Islão é a "religião da paz", que os muçulmanos violentos e terroristas não seguem ou distorcem o Islão, que todas as religiões são iguais, que os terroristas muçulmanos são "maluquinhos", que os seus atentados são apenas "incidentes", que desculpam os violadores islâmicos com a suposta "opressão" dos ocidentais, que representam todo e qualquer crítico do Islão como "xenófobo", "preconceituoso" e "intolerante", que afirmam convictamente que o islamização da Europa é uma teoria da conspiração, que defendem descaradamente a adesão da Turquia à UE, que caracterizam os partidos anti-islamização como "de extrema-direita", sim, É CLARO que esses mé(r)dia criam má imagem do Islão!

A sério, estas femicoisas vivem noutro planeta, só pode!!!

Anónimo disse...

"Islão ou direitos das mulheres?"

"(Feminista embaraçada)...isso não é pergunta que se faça"

Pois é suas filhas da puta (não têm mesmo outro nome) quando vos fazem perguntas a sério pedem por favor que apareça um lapis azul gigante que censure as questões incomodas, os vossos tabus, e se ele não aparecer até têm o descaramento de fazer 1 revisionisno qualquer sobre aquilo que o Islão é na realidade -.-

Este video devia aparecer no incio do telejornal da tvi, e da sic e dessa trampa toda para demonstrar esta farsa á população.

Ass:FdT

Afonso de Portugal disse...

«(...)quando vos fazem perguntas a sério pedem por favor que apareça um lapis azul gigante que censure as questões incomodas, os vossos tabus, e se ele não aparecer até têm o descaramento de fazer 1 revisionisno qualquer sobre aquilo que o Islão é na realidade -.-»

Em cheio, caríssimo, em cheio! Como o feminismo consiste num conjunto de dogmas ideológicos (patriarcado heteronormativo, opressão sistémica das mulheres, misoginia institucional) e de falácias lógico-dedutivas ("wage gap", privilégio branco, cultura da violação), estas desgraçadas não conseguem processar nada que não se enquadre na lavagem cerebral massiva de que foram vítimas! Vai daí, optam pela solução habitual dos tiranos: se não os podes vencer, manda-os calar!!!

Anónimo disse...

Falo do Brasil e desculpe meu linguajar, mas é que fico fulo pelo fato de que essas vagabundas e putas não sofrerão com o domínio do islão, até lá ou serão velhas caquéticas ou estarão mortas. Restará à suas herdeiras sofrer o que essas psicopatas e histéricas estão a construir. Se bem que outras no passado construíram essas merdas que aí estão.

Eduardo

Afonso de Portugal disse...

Esteja à vontade, caro Eduardo, é realmente difícil não perder a cabeça com estas vagabundas! Um das lições mais duras que os europeus estão aprendendo nos últimos anos é a facilidade com que as suas mulheres se deixam encantar pelo macho terceiro-mundista/muçulmano! Essas feministas desprezíveis são apenas a ponta do icebergue... o problema é mesmo o instinto primitivo do mulherio:

https://www.youtube.com/watch?v=GGhMvSFxQX0

Anónimo disse...

Caro Alonso, obrigado pelo vídeo.

Eduardo

Afonso de Portugal disse...

De nada, caro Eduardo, mas o nome é Afonso, com 'f'. Alonso é o piloto de fórmula 1 espanhol... ;)

Anónimo disse...

Sim, Afonso.
Acho que está na hora de trocar os óculos. he,he,he...