sábado, 27 de janeiro de 2018

Entretanto, no "Brasíu"... (11)


   Um muito obrigado! ao Filho da Truta (FdT) por nos ter trazido aqui mais um episódio deslumbrante do quotidiano do "país do samba, do futebol e do carnaval":

«Um casal foi vítima de violação, tortura, canibalismo e homicídio, em Camaçari, no Brasil. Cristina Amaral, de 44 anos e Juvenal, de 57, foram encontrados enterrados no quintal de sua casa. Juvenal foi espancado, esfaqueado e obrigado a assistir à violação da mulher por um grupo de "jovens" entre os 13 e os 29 anos.»

 O casal "enriquecido", Cristina e Juvenal.

«As autoridades suspeitavam que a mulher de 44 anos e o homem de 57 tinham sido vítima de canibalismo, o que se veio a confirmar. Também já se sabe o que levou o gangue a atacar o pacato casal. O casal foi sequestrado e torturado durante mais de 24 horas, enquanto o grupo tentava encontrar dinheiro na casa.»


Atenção, que agora vem a parte mesmo "gira", caros leitores:

«“Os órgãos internos, incluindo os ovários e as trompas de Falópio foram arrancados do corpo dela e não foram encontrados. Os tecidos foram cortados cuidadosamente e separados dos ossos das duas vítimas. Estamos a investigar se os actos de canibalismo ocorreram também enquanto a vítima do sexo masculino estava viva”, afirmaram os investigadores.

Cristina terá mesmo sido comida viva. "Ela foi queimada e cortaram-lhe um braço enquanto estava viva", explica a responsável pelo caso. As autoridades conseguiram apurar que o gangue atacou o casal porque acreditava que Cristina e Juvenal tinham recebido uma quantia avultada de dinheiro. A avó de um dos suspeitos, que fazia serviços de limpeza para o casal, contou ao neto que os dois tinham recebido cerca de 17 mil euros de uma indemnização.

 Os "enriquecedores" que, pelo visto, tinham muita fome! 😶

«Os suspeitos são Daniel Santos Neves, de 29 anos e Carlos Alberto Neves, de 25 anos. Foram ainda detidos três adolescentes, de 13, 14 e 16 anos, após uma denúncia anónima ter chegado às autoridades. Estão acusados de roubo, tortura, homicídio, posse de armas ilegais, canibalismo e ocultação de cadáver. Encontram-se detidos a aguardar o início do julgamento.»

Moral da história: se tiverem dinheiro, não contem a qualquer um(a), sobretudo se estiverem numa das nossas antigas colónias, ou quando lidarem com gente que veio de lá. Olhem que quem avisa, amigo é!

_______________________________________
Outras história giras do "impávido colosso":

Entretanto, no "Brasíu"... (10): professora mostra aos alunos como colocar o preservativo com a boca
Entretanto, no "Brasíu"... (9): adolescente abatida a tiro dentro da sua escola por um "jovem" ciumento
Entretanto, no "Brasíu"... (8): homem esfaqueia mortalmente a sua namorada e é morto por populares
Em 2015, o "Brasíu" tinha 21 das 50 cidades mais violentas do mundo!
Entretanto, numa universidade brasileira...
A realidade do multirracialismo na Universidade de São Paulo

8 comentários:

Anónimo disse...

DESCUBRA AS DIFERENÇAS

Noticia de hoje no Jornal de Noticias sobre o Brasil:

https://www.jn.pt/mundo/interior/tiroteio-em-fortaleza-no-brasil-faz-pelo-menos-18-mortos-9079080.html

Noticia de hoje no Jornal de Noticias sobre a Polónia:

https://www.jn.pt/mundo/mundo-insolito/interior/vaca-foge-de-quinta-para-ir-viver-com-bisontes-9075133.html

Ass: FdT

Lura do Grilo disse...

É o desmoronamento da humanidade.

Pedro disse...

No Brasilixo, bandido é vítima da sociedade, funk é cultura, criança tocando homem pelado é arte e não pode falar que órgão excretor não serve para reprodução. Eu tenho nojo do Brasil, não existe país mais nojento e filho da puta que este. Caralho de país mesmo!!

Pedro disse...

Se fosse um país sério, eles iam pegar pena de morte. Mas no Merdil eles são vitimas da sociedade e se tiverem bom comportamento vão cumprir uma parte da pena. Odeio o Merdil!!

Afonso de Portugal disse...

FdT disse...
«Noticia de hoje no Jornal de Noticias sobre o Brasil (...) Noticia de hoje no Jornal de Noticias sobre a Polónia»

O que vale é que as culturas são todas iguais, caro FdT! E os povos também, evidentemente! "Somos todos seres humanos", pá!!! ;) Mas a notícia da vaca não deixa de ter uma certa piada: mesmo entre os animais, os bad boys acabam sempre por ficar com o mulherio, ou neste caso, a vacaria toda!!! :P



Lura do Grilo disse...
«É o desmoronamento da humanidade.»

O que é curioso é que estas coisas tendem a ocorrer mais vezes em certos lugares... porque será?


Pedro disse...
«No Brasilixo, bandido é vítima da sociedade, funk é cultura, criança tocando homem pelado é arte e não pode falar que órgão excretor não serve para reprodução. Eu tenho nojo do Brasil, não existe país mais nojento e filho da puta que este. Caralho de país mesmo!!»

O problema é que o resto do mundo Ocidental está indo pelo mesmo caminho, caro Pedro. É por isso que é urgente combater a esquerda no plano cultural e não apenas nas urnas, como tem feito a direita ao longo das últimas décadas.


Se fosse um país sério, eles iam pegar pena de morte. Mas no Merdil eles são vitimas da sociedade e se tiverem bom comportamento vão cumprir uma parte da pena. Odeio o Merdil!!»

Bem, isso eu ja não sei, porque o único país civilizado que ainda tem pena de morte são os EUA. Não me interprete mal, caro Pedro, há gente que efectivamente merece morrer pelos seus crimes, mas a pena de morte tem um grande problema: em caso de erro, não há possibilidade de reversão da pena. Seja como for, eu compreendo a sua revolta. Casos como o desta posta são animalescos demais para não ficarmos indignados! E o grande problema do Brasil é que, infelizmente, tem tido demasiados casos como este...

Pedro disse...

Afonso disse...
" porque o único país civilizado que ainda tem pena de morte são os EUA."
O EUA é o único país do Ocidente que tem pena de morte. Bielorrússia, Japão e China são civilizados e têm pena de morte.

"O problema é que o resto do mundo Ocidental está indo pelo mesmo caminho, caro Pedro."
É triste saber que todo o Ocidental está ficando igual este lixo de país. Os globalistas querem o planeta Merdil.

Fdt disse ...
"Noticia de hoje no Jornal de Noticias sobre o Brasil:"
É só mais um dia normal neste covil de bandidos.

Leitora disse...

Credo, não vi nada dessa história vibrante nos noticiários - se bem que quase não os assisto.
Mas me lembrou bastante as coisas que supostamente acontecem na "Mãe África". Eu já estabeleci previamente um paralelo entre tribalismo africano e guerra de gangs no Brasil. Agora parece que eles estão aderindo, mesmo que inconscientemente, ao resto da cultura africana que não é celebrada no "dia do neguinho". Porque será? Deveriam celebrar a cultura africana DE VERDADE nesses dias de neguinhos.

Leitora disse...

"No Brasilixo, bandido é vítima da sociedade, funk é cultura, criança tocando homem pelado é arte e não pode falar que órgão excretor não serve para reprodução. "
Essa frase poderia estar em qualquer site de citações.