domingo, 10 de dezembro de 2017

Pedófilo muslo que era médico da selecção olímpica de ginástica dos EUA condenado a 60 anos de prisão


Mais um taradão pedófilo islâmico (passe a redundância) a abusar de crianças brancas com a conivência das elites brancas:

«Um antigo médico da selecção de ginástica olímpica dos EUA foi condenado a 60 anos de prisão pelo Tribunal Federal de Grand Rapids, no estado do Michigan, por porngrafia de menores.

Larry Nassar, de 54 anos, declarou-se culpado em Julho de 3 crimes de pornografia infantil. Cerca de 37 mil imagens e vídeos foram encontrados no seu computador e no seu disco externo. "Ele  mostrou que nunca mais pode ter acesso a crianças", disse a juíza federal Janet Neff. Nassar recebeu a mais alta sentença possível, 20 anos por cada crime.»

 A ex-atleta olímpica Aly Raisman, uma das muitas vítimas do taradão muslo.

Mas o médico também é acusado de ter atacado sexualmente várias mulheres, incluindo três raparigas menores da equipa de ginástica. Aly Raisman, que ganhou uma medalha de ouro olímpica, afirmou que Nassar abusou dela várias vezes, a primeira quando ela tinha apenas 13 anos. McKayla Maroney, outra atleta olímpica galardoada com a  medalha de ouro, referiu-se a Nassar como "um monstro", acusando-o de a ter molestado sexualmente aos 13 anos.»

Agora resta saber como é que estas meninas ficaram sozinhas com o pedófilo muslo, logo no país mais rico e tecnologicamente desenvolvido de todo o mundo, sobretudo tendo em conta que o predador atacou também mulheres adultas que deviam ter intervindo e auxiliado as menores...

Sem comentários: