sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Notícias ao Minuto: fake news de confiança!


     Um muito obrigado! ao Filho da Truta (FdT) por ter trazido aqui este exemplo bem paradigmático da desonestidade me(r)diática que é comum à nossa comunicação sucial:

«O Dia da Independência da Polónia, que se assinalou no sábado Sáturnes [11 de Novembro] ficou marcado por uma manifestação que juntou nas ruas de Varsóvia dezenas de milhares de supremacistas. 


Escreve a CNN [A CNN?! Ah, bom, está tudo explicado!...] que as cerca de 60 mil pessoas muniram-se de bandeiras e desfilaram pelas ruas polacas, envergando cartazes onde se lia “Europa branca, Europa deve ser branca” e “Rezamos por um holocausto islâmico”.

Segundo as autoridades, alguns dos manifestantes usavam máscaras e entoaram gritos de guerra como “morte aos inimigos da pátria”. A polícia garantiu que a maioria dos manifestantes era de nacionalidade polaca, embora também houvesse pessoas naturais de outros países europeus.»

Ora bem, por onde começar? Como é que a CNN -e o seu papagaio "tuga" 'copy+pastor' de má qualidade Notícias ao Minuto- sabem que as 60 mil pessoas que desfilaram em Varsóvia eram "supremacistas"?! Quem, exactamente, empunhava os cartazes que tanto indignaram os jornalixistas? Eram todas as pessoas na marcha?! Eram indivíduos representativos de todas as pessoas na marcha?!?!

E onde é que estavam a CNN e o seu  papagaio "tuga" 'copy+pastor' de má qualidade Notícias ao Minuto quando houve manifestações de muçulmanos em várias cidades europeias, em que se viram cartazes como "A Europa é o cancro, o Islão é a cura" ou "A liberdade que vá para o Inferno" ou ainda "morte aos judeus"?! Ah, já sei... nesses casos, "não podemos generalizar", não é? As generalizações só são más quando falamos de muçulmanos, porque quando falamos de europeus, aí já não há problema! São todos nazis, genocidas e afins!...

É isto, caros leitores, é esta valente MERDA que são os nossos jornais e televisões...

____________
Ver também:


CNN: 'fake news' de confiança! (10)
CNN: 'fake news' de confiança! (9)
CNN: 'fake news' de confiança! (8)
CNN: 'fake news' de confiança! (7)
CNN: 'fake news' de confiança! (6)
CNN: 'fake news' de confiança! (5)
CNN: 'fake news' de confiança! (4)
CNN: 'fake news' de confiança! (3)
CNN: 'fake news' de confiança! (2)
CNN: 'fake news' de confiança!
Paul Joseph Watson denuncia a islamofilia da BBC (com legendas)
A vida na Bretanha Romana: novo documentário da BBC para crianças
Paul Joseph Watson sobre a censura islamófila da BBC (com legendas)
Mark Dice: «Apresentadora da CNN tem ataque de nervos»
Andrew Klavan: «O que são 'Fake News'?» (com legendas)
A multinacional das Fake News (Lura do Grilo)
E ainda a propósito das 'fake news'...

2 comentários:

Pedro disse...

Eu não sei porque os países do Visegardo continuam na União Europeia.

Afonso de Portugal disse...

Por dois motivos, caro Pedro: (1) dinheiro; e (2) medo justificado da Rússia.

A União Europeia ainda envia muitos milhões de euros em fundos estruturais e programas comunitários aos países do Leste da Europa. Aliás, ainda hoje vi um comentário do Douglas Murray no YouTube, em que ele dizia que uma das situações mais curiosas acerca da Hungria é que a esmagadora maioria dos húngaros é contra a imigração, mas também é a favor da permanência na UE, o que parece um contra-senso.

Só que não é um contra-senso: apesar de os húngaros e os europeus de Leste em geral não concordarem com as políticas demográficas da UE, eles querem pertencer à Europa porque há muito dinheiro em jogo e também porque têm a memória fresca em relação aos abusos da era soviética.