quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Mais propaganda pseudo-científica descarada para justificar a iminvasão da Europa


Diz aqui que «a região do sul da Ásia pode tornar-se inabitável até ao fim do século devido ao calor extremo, se nada for feito para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa». E também que «as vagas de calor mortais podem mesmo acontecer dentro de algumas décadas em regiões da Índia, Paquistão e Bangladesh, incluindo as férteis bacias dos rios Indo e Ganges, regiões agrícolas importantes", adiantam.»





 Você tem de enfiar alguns destes "seres humanos como nós" em sua casa, caro(a) leitor(a)... 
tem mesmo de ser, senão eles morrem de calor, pá!

Não surpreendentemente, pouco é dito acerca da metodologia e pressupostos do "estudo" que levou a estas brilhantes conclusões, apenas que «o estudo utilizou duas simulações climáticas baseadas nos últimos modelos matemáticos de circulação das correntes mundiais».

Os habitantes desses países já dizem muitas vezes que têm todo o direito de se mudar para a Europa porque «a densidade populacional da Europa é mais baixa». Quem os mandou ter tantos filhos? Graças aos "cientistas" ocidentais, têm agora também o argumento de poderem morrer de calor...

4 comentários:

Leitora disse...

gados marrons são mais fáceis de gerir do que gados brancos. Por isso, é melhor criar gados marrons, são mais burros e obedecem mais, além é claro de geralmente terem outra religião que não o Cristianismo.
Ninguém percebe sobre o que é isso realmente. Eu acho e cada vez vejo mais evidências que corroboram minha visão, de que tudo isso é pra enforcar o Cristianismo (como principal objetivo deles). Perseguição aos cristãos pode ocorrer no futuro em todo mundo por causa disso, dessas gentes coloridas hinduistas, voduzistas, e sabe-se lá que outras religiões professam podem ser usados na caça aos cristãos.

Afonso de Portugal disse...

Leitora disse...
«Ninguém percebe sobre o que é isso realmente. Eu acho e cada vez vejo mais evidências que corroboram minha visão, de que tudo isso é pra enforcar o Cristianismo (como principal objetivo deles).»

Bem, o principal eu não sei, julgo que o objectivo principal é mesmo acabar com os brancos. Eles querem destruir o Cristianismo porque percebem que o Cristianismo torna os brancos mais coesos e mais tradicionais, sobretudo no plano familiar.


«Perseguição aos cristãos pode ocorrer no futuro em todo mundo por causa disso»

Em relação a isso, eu não tenho qualquer dúvida! A história do Islão mostra-nos isso claramente, assim que os cristãos passam a ser minoritários, as outras religiões passam a oprimi-los. Mas quem consegue enfiar isto na cabeça dos cristãos? Aqui em Portugal, a esmagador maioria dos cristãos católicos mete NOJO, sempre fazendo peditórios pelas criancinhas de África, sempre apelando à ajuda aos "refugiados", sempre passando a mensagem que Jesus Cristo era uma espécie de hippie comunista que queria a paz e o amor em todo o mundo! >:(

Leitora disse...

Infelizmente, as Igrejas são todas controladas é claro. Pelos satanistas.

"sempre passando a mensagem que Jesus Cristo era uma espécie de hippie comunista que queria a paz e o amor em todo o mundo! >:("
isso me lembrou de um versículo... "não pensem que vim trazer a paz, vim trazer a espada!"
Se bem que aqui, pode ser que Ele se referisse ao mundo espiritual.
Mas infelizmente era melhor os cristãos cuidar dos órfãos e das viúvas de seu próprio país, antes de se meter na África.

O q ocorre na África é uma tragédia é claro, mas também precisamos ver pelo lado espiritual: a quem os africanos adoram, senão a demônios e praticam magia negra ou algo assim?
E depois eles querem que chova comida do céu pra esses pagãos?
O problema da África nunca vai ser resolvido com doações, isso só aumentará o problema, mas tenta dizer isso pras pessoas. Não é possível acabar com uma pobreza que aumenta exponencialmente. A pobreza e´apenas a consequência.

Afonso de Portugal disse...

Leitora disse...
«isso me lembrou de um versículo... "não pensem que vim trazer a paz, vim trazer a espada!"
Se bem que aqui, pode ser que Ele se referisse ao mundo espiritual.
»

Sim... Esse é Mateus 10:34, o versículo mais "belicoso" de todo o Novo Testamento... mas, de facto, não é um apelo à guerra por parte de Jesus. O que Jesus quis dizer (assumindo que ele disse mesmo isso e não foi inventado por aqueles que escreveram os Evangelhos) foi que a sua mensagem iria perturbar de tal forma as classes privilegiadas que o conflito seria inevitável.

Este sítio brasileiro explica o versículo de uma forma com a qual eu concordo:

http://novotempo.com/radio/em-mateus-1034-diz-nao-penseis-que-vim-trazer-paz-a-terra-nao-vim-trazer-paz-mas-espada-se-cristo-e-o-principe-da-paz-isaias-96-por-que-fez-esta-declaracao/


«Mas infelizmente era melhor os cristãos cuidar dos órfãos e das viúvas de seu próprio país, antes de se meter na África.»

Foi a ganância que levou os brancos ricos a África, os nobres e o clero. O povo nunca teve nada a ver com o colonialismo, mas foi precisamente o povo que mais pagou por ele! E continua pagando...


«O problema da África nunca vai ser resolvido com doações, isso só aumentará o problema, mas tenta dizer isso pras pessoas. Não é possível acabar com uma pobreza que aumenta exponencialmente. A pobreza e´apenas a consequência.»

Exacto... aliás, o caso de África é um perfeito exemplo de um caso de "feedback positivo", i.e. um processo que se agrava e reforça cada vez mais è medida que o tempo passa: quanto mais enviamos ajuda humanitária para África, mais filhos os africanos têm e mais se agravam os seus problemas de escassez e miséria.

Como bem ilustrou aquele vídeo do Haiti que eu publiquei anteontem, enviar continuamente dinheiro e recursos para África não pode ajudar África a longo prazo, porque a esmagadora maioria da sua população não tem capacidade intelectual para viver como os europeus.