domingo, 9 de julho de 2017

O Prof. Jordan Peterson denuncia a infiltração neomarxista no Ensino Superior (com legendas)


    O Doutor Jordan Peterson (assim mesmo, por extenso e com letra maiúscula, porque ele tem mesmo um doutoramento), é um professor de psicologia na Universidade de Toronto, no Canadá. Um autêntico herói dos tempos modernos, o Prof. Peterson tem sido um dos maiores críticos da (in)justiça social no Canadá, defensor indefectível da liberdade de expressão e, em particular, da ditadura dos "direitos de género".

Este vídeo centra-se no conservadorismo, mas a  mensagem é válida para o nacionalismo, uma vez que o inimigo é o mesmo, o neomarxismo pós-modernista que infectou as universidades de todo o Ocidente. O vídeo tem legendas em português de Portugal, feitas aqui pelo vosso blogueiro! 😜



Ah, quase me esquecia... nós aqui em Portugal temos a nossa própria versão da aberração que é o OISE: o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. O tal do Boaventura Sousa Santos e C.ª...
____________
Ver também:

O Prof. Jordan Peterson sobre a covardia dos tradicionalistas ocidentais (com legendas)
O Prof. Jordan Peterson fala sobre o mito da "apropriação cultural" e as preferências sexuais das mulheres
3VVPV (40): Jordan Peterson vs. Guerreiro da (in)Justiça Social transsexual
Jordan Peterson vs. ideólogo de "género"

14 comentários:

João José Horta Nobre disse...

«Ah, quase me esquecia... nós aqui em Portugal temos a nossa própria versão da aberração que é o OISE: o Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. O tal do Boaventura Sousa Santos e C.ª.»

Conheço bem essa lixeira que é o CES do Boaventura e já falei disso aqui:

http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/02/a-pouca-vergonha-que-se-anda-passar-em.html

Sobre os amigos do Boaventura, o Afonso e quem mais quiser ver aqui têm uma boa selecção com ampla matéria para leitura:

http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/05/a-venezuela-e-o-silencio-da-esquerda.html

http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/03/lula-so-se-for-frita-algarvia.html

http://historiamaximus.blogspot.pt/2017/04/o-silencio-ensurdecedor-do-professor.html

http://historiamaximus.blogspot.pt/2014/12/que-mal-fizeram-os-ucranianos.html

Afonso de Portugal disse...

Pois é... desconfio que tudo o que o Prof. Peterson disse sobre o OISE neste vídeo se aplica como uma luva ao CES! :(

Bilder disse...

check www.espada.eti.br/onu.asp eis os planos globalistas(ou parte deles pois o polvo é enorme e tem várias cabeças,incluindo a neomarxista)

Afonso de Portugal disse...

Obrigado pelo link, caro Bilder!

A propósito, tenho notado que o caro Bilder tem passado menos vezes por aqui... houve algum problema, i.e. alguma coisa que eu tenha feito que desgradou ao Bilder?

João disse...

Era preciso cortar o financiamento a todas as faculdades de letras e afins.

Afonso de Portugal disse...

Ou, pelo menos, torná-lo dependente de indicadores fiáveis de produtividade académica. É absolutamente escandaloso que 80% dos artigos de humanidades de todo o Canadá não sejam citados uma única vez! :|

Aliás, pergunto-me qual será a percentagem correspondente aqui em Portugal, em particular para os artigos publicados pela malta do CES...

João disse...

Mas não é só o CES, se bem que esse é um antro do piorio. Na Faculdade de Letras de Coimbra, quando lá andei, já se começava a notar a coisa - em Filosofia e línguas. Mas tudo piorou a partir do final da década de noventa início do século XXI. O presidente do Conselho Directivo era (não sei se ainda é) o João Maria André, que foi meu professor e era na onda do PSR. Criaram-se os Estudos Feministas. Na Filosofia há uma série de esquerdistas e progressistas - o citado André, o Padre Anselmo Borges, Fernanda Bernardo (maior fã de Derrida em Portugal), etc. Na literatura inglesa um dos nomes grandes é Maria Irene Ramalho (casada com o Boaventura). Nas clássicas está agora o Frederico Lourenço... é só correcção política.

Afonso de Portugal disse...

Credo, é aterrador só de ler a descrição do João! Agora multiplique-se isso por todas as universidades e institutos politécnicos do país... sim, porque se Coimbra está assim, não é de esperar que Lisboa, Porto, Évora, Braga, etc. estejam melhor. Aliás, basta ver o que aconteceu na FCSH da Nova há alguns meses atrás para percebermos rapidamente que não estão.

Ora, o grande problema é que essas pessoas são precisamente aquelas que têm mais tempo de antena e influência global nos mé(r)dia. Só os economistas dão mais entrevistas... e a economia também está cheia de psudeocientistas keynesianos. Não amdira que o eleitorado deste país seja tão à esquerda!

João disse...

E depois formam os futuros professores, orientam mestrados e doutoramentos - quantas vezes sugerindo temas -, os alunos deles darão aulas no secundário, etc, e assim se reproduz o sistema.

Bilder disse...

Nada disso meu caro,acontece que por vezes dou folga a mim mesmo(dos blogs e da net em geral,até para manter alguma saúde mental,nem sequer tenho postado nos meus blogs)e também por vezes prefiro ocupar o tempo(que é pouco para mim na net)a navegar por "outros mares".

Afonso de Portugal disse...

João disse...
«E depois formam os futuros professores, orientam mestrados e doutoramentos - quantas vezes sugerindo temas -, os alunos deles darão aulas no secundário, etc, e assim se reproduz o sistema.»

É um círculo vicioso que urge quebrar! É por isso que eu defendo que os conservadores, os tradicionalistas e os nacionalistas têm de perder a vergonha de uma vez por todas e apostar em reconquistar as instituições. Aliás, essa é exactamente a ideia defendida pelo Prof. Peterson neste vídeo! Enquanto eles controlarem os centros de poder, os média e o sistema educativo, será sempre muito difícil vencê-los! Mas se começarmos a disputar-lhes as instituições, então poderemos pôr em causa o seu status quo.


Bilder disse...
«Nada disso meu caro,acontece que por vezes dou folga a mim mesmo(dos blogs e da net em geral,até para manter alguma saúde mental,nem sequer tenho postado nos meus blogs)e também por vezes prefiro ocupar o tempo(que é pouco para mim na net)a navegar por "outros mares".

Ah, bom... nesse caso, faz muito bem! Isto dos blogues satura um bocado, sobretudo porque é difícil não cair no discurso negativo e pessimista face à avalanche constante de más notícias. Eu também faço por para de vez em quando... em nome da preservação da minha sanidade mental! :)

João José Horta Nobre disse...

«Pois é... desconfio que tudo o que o Prof. Peterson disse sobre o OISE neste vídeo se aplica como uma luva ao CES! :(»

Não tenha qualquer dúvida sobre isso caro Afonso! Arrisco até a dizer que o CES poderá em certos aspectos ser ainda mais visceralmente doentio do que o OISE. São autênticos ninhos de víboras esses sítios.

João José Horta Nobre disse...

«Era preciso cortar o financiamento a todas as faculdades de letras e afins.»

Isso não basta. É preciso purgar os quadros de docentes e ponto final. Eu já escrevi sobre este problema aqui:

http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/07/as-universidades-ocidentais-tem-de-ser.html

João José Horta Nobre disse...

«Mas não é só o CES, se bem que esse é um antro do piorio. Na Faculdade de Letras de Coimbra, quando lá andei, já se começava a notar a coisa - em Filosofia e línguas. Mas tudo piorou a partir do final da década de noventa início do século XXI. O presidente do Conselho Directivo era (não sei se ainda é) o João Maria André, que foi meu professor e era na onda do PSR. Criaram-se os Estudos Feministas. Na Filosofia há uma série de esquerdistas e progressistas - o citado André, o Padre Anselmo Borges, Fernanda Bernardo (maior fã de Derrida em Portugal), etc. Na literatura inglesa um dos nomes grandes é Maria Irene Ramalho (casada com o Boaventura). Nas clássicas está agora o Frederico Lourenço... é só correcção política.»

Isso era assim no final da década de 1990 e continuava a ser assim uma década depois... A putada progressista que lá anda a arrastar-se pelos corredores da FLUC enquanto vivem à custa dos impostos pagos por todos nós, é escolhida a dedo pela sua filiação ideológica, não pelas competências que tem. O que ali conta é o grupinho a que se pertence. Quem for da maçonaria ou da esquerda, está sempre safo. Quem for nacionalista ou professar ideias da direita conservadora, está lixado ou na melhor das hipóteses não é perseguido ou prejudicado profissionalmente, mas também nunca vai ter hipóteses de conseguir uma bolsa de investigação da FCTUC ou fazer carreira na academia.

Quanto ao Anselmo Borges, esse foi meu professor e fiz a cadeira de Filosofia da Religião com ele. É o único padre tolerado por lá porque é progressista, caso contrário, também não estaria lá. Tenho imensa pena de ver a FLUC, a minha faculdade, transformada numa lixeira marxista. Mas enfim, pode ser que um dia as coisas mudem e haja a tão necessária "limpeza"...