segunda-feira, 15 de maio de 2017

Ainda sobre os "refugiados" que vieram para Portugal e decidiram dar de frosques...


     Conforme divulguei recentemente aqui e aqui,  cerca de 40% dos "refugiados" que chegam a Portugal (dois em cada cinco) acabam por abandonar o nosso país (note-se que a maioria dos "refugiados" fica por cá, contrariamente ao que muita boa gente julga). 

Mas este vídeo, publicado no YouTube pelo Vox Populi, mostra um "pequeno detalhe" de que eu ainda não me tinha apercebido: sempre que um destes "refugiados" em fuga for encontrado e identificado noutro país da Europa, é obrigado a regressar a Portugal e o governo português tem de pagar todas as despesas envolvidas! Ou seja, como se já não chegasse termos de lhes pagar cama, mesa e roupa lavada, ainda somos obrigados a pagar as suas tentativas de fuga!!!


____________
Ver também:

Dois em cada cinco "refugiados" abandonaram Portugal
Terão entrado na Europa 3,5 milhões de falsos refugiados só entre 2013 e 2016!
Repórter italiana agredida por "refugiados" quando fazia reportágem sobre os alógenos
Refugiados Iazidis abandonam Portugal
ATAPENC (96): quantos alógenos há realmente em Portugal?
O Costa nas Índias: "venham todos para Portugal, manos!"
O Costa das Índias insiste em querer acolher mais e mais "refugiados"
Estatísticas deprimentes: Portugal é o 4.º país da UE que mais recebeu "refugiados"
Os "refugiados" e a classe política traidora
O aproveitamento da “crise dos refugiados
Inatel lança projecto para dar formação e emprego a "refugiados"
Costa diz aos "refugiados" num campo grego: «São bem-vindos em Portugal»
Refujiadistas que vêm para Portugal terão direito aos empregos que são negados aos portugueses!
Da hipocrisia dos pró-refujiadistas...

6 comentários:

João José Horta Nobre disse...

A filha da putice não tem limites!

Afonso de Portugal disse...

O povo gosta assim, caro JJHN... Merkel, Rutte, Macron, Van der Bellen,... e por cá, António Costa (as sondagens não mentem)!

João José Horta Nobre disse...

É a ignorância em acção. No fundo, é apenas isso mesmo caro Afonso. A ignorância do povo é o que dá o poleiro às Merkels, Ruttes, Macron's, Van der Bellen's e Costas desta triste Europa.

Afonso de Portugal disse...

Sim, ignorância... mas julgo que também o egoísmo, caro JJHN. Custa-me a acreditar que os franceses que votaram em Macron depois de tudo o que aconteceu à França nos últimos anos sejam apenas ignorantes... acho é que eles simplesmente não querem saber dos seus compatriotas que foram assassinados barbaremnte pelos terroristas.

João José Horta Nobre disse...

A nossa direitinha já delira com o seu macronzinho:

https://oinsurgente.org/2017/05/22/um-macron-portugues/

Todo o cuidado é pouco com essa bicharada neoliberal do Insurgente.

Afonso de Portugal disse...

Sim, eu tenho o Insurgente na coluna "Blogosfera Relevante" apenas porque, de vez em quando, eles publicam dados estatísticos interessantes. Fora isso, o Insurgente só tem interesse porque mostra que a direitinha é ainda pior do que a esquerda: ao menos com a esquerda já sabemos o que a casa gasta...enquanto a direitinha continua a enganar muitas pessoas que não entendem que ser capitalista não é o mesmo que ser conservador, muito menos tradicionalista e ainda menos nacionalista.