sexta-feira, 21 de abril de 2017

Grande festa multicultural e multirracial no "Brasíu"!


Tudo se passou na área metropolitana da cidade de Fortaleza, capital do estado do Ceará (Nordeste).  "Estranhamente", a esmagadora maioria dos mé(r)dia ocidentais nada diz sobre o assunto. Um muito obrigado! ao Filho da Truta por nos ter trazido aqui está notícia:

«Grande Fortaleza registou cinco incêndios a ônibus [autocarros] até o início da tarde desta quinta-feira deste Joves (20), totalizando 22 ataques a colectivos desde esta quarta este Mércores. Um banco e delegacias [esquadras] receberam rajadas de tiros na cidade de Maracanaú e Fortaleza entre a noite de quarta Mércores e esta madrugada. Transferências de presos e mudanças nos presídios foram apontadas em uma carta deixada no local de um dos incêndios como sendo motivação para os ataques. A Secretaria da Segurança não confirma relação com problemas em presídios e diz que as motivações estão sendo investigadas. Oito pessoas foram presas suspeitas das acções. Um motorista e um cobrador ficaram feridos. 


Um ônibus que fazia a linha Arvoredo/Parangaba no Bairro Mondubim foi queimado no início da tarde. Por volta das 8h30, um colectivo da linha Vila Velha-RioMar Kennedy foi o primeiro a ser incendiado neste segundo dia de ataques. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindionibus) informou ainda que um veículo foi incendiado no Bairro Mucuripe e um terceiro da Linha Antônio Bezerra/Bairro Padre Andrade. No quarto ataque desta quinta, na comunidade Jardim Fluminense, o incêndio a ônibus deixou queimaduras em 90% do corpo de um cobrador e foi em frente a uma escola municipal, que terá de suspender aulas, segundo um funcionário. O cobrador está internado no Instituto Dr. José Frota. 

(...) À noite, prédios públicos passaram a ser alvos. Três delegacias sofreram ataques de criminosos na noite desta quarta-feira de Mércores (19) e madrugada desta quinta-feira de Joves (20) na Grande Fortaleza. O primeiro ataque foi registrado, segundo a Polícia Militar, na Delegacia de Pajuçara. De acordo com a polícia, homens armados atiraram contra a vidraça da unidade. Ninguém ficou ferido. A polícia está investigando se foi o mesmo grupo que atacou uma agência bancária da Caixa Econômica Federal. 

No 33º Distrito Policial no Bairro Goiabeiras, em Fortaleza, também houve ataque nessa madrugada. A polícia informou que quatro homens em duas motos disparam contra o distrito. A vidraça foi quebrada e o grupo conseguiu fugir. Ninguém ficou ferido. A delegacia recebeu reforço da Polícia Militar.  E no 8º Distrito Policial, no Bairro José Walter, um carro foi incendiado. A polícia disse que dois homens chegaram e colocaram gasolina em um carro apreendido que estava estacionado no pátio. O veículo ficou destruído. Por sorte ninguém ficou ferido. O Corpo de Bombeiros foi chamado para apagar as chamas. Até a manhã desta quinta-feira, ninguém foi preso.» 

A notícia original tem dois vídeos "exóticos" e muitos mais pormenores "vibrantes" para quem estiver interessado. O ponto que eu quero fazer é o seguinte: estas situações são cada vez mais frequentes no Brasil, sobretudo em estados como o Ceará, extremamente multirraciais e multiculturais, onde os brancos são minoritários. Não admira por isso que os nossos mé(r)dia reportem cada vez menos estas situações: não convém que os europeus percebam as consequências de viver num "paraíso" multi-coiso, com festanças destas a acontecer regularmente.

Não esquecer que grande parte dos imigrantes brasileiros em Portugal vêm precisamente de centros urbanos como Fortaleza e, apesar de muitos deles apenas quererem usar Portugal como porta de entrada na Europa, há outros tantos que vão ficando aqui no rectângulo. Não há aqui exagero: contrariamente ao que diz o palhaço do Daniel Oliveira, os melhores brasileiros são os que ficam no Brasil, assim como os melhores portugueses são os que ficam em Portugal. As excepções apenas confirmam a regra.

Além disso e mais importante ainda, quem importa terceiro-mundistas à fartazana corre o sério risco de acabar por importar o terceiro-mundo com eles...

3 comentários:

CENSURADO AGAIN disse...

Distribuição percentual, por cor ou raça (%) nas Unidades da Federação
Unidade federativa População branca População preta População parda População amarela ou indígena
Bahia Bahia 23,0 16,8 59,8 0,3
Rio de Janeiro 55,1 11,8 30,1 1,0
Minas Gerais 48,1 9,1 41,2 0,3
Mato Grosso 41,9 8,8 48,0 1,3
Espírito Santo 45,2 8,1 44,3 0,6

e olha que tem um monte de estado na frente do ceará em sangue alogeno maioria na antiga região leste

CENSURADO AGAIN disse...

tem ate um blog cuck da sua barra islamohisterico que é um com dupla cidadania da zona cafeeira que nada parece lusitani ou galaico e sim pos cafe mas é aquela lei de cidadania caduca que da cidadania pra um filho de tuga exoticista mas não pra descendentes menos recentes com bem mais luso galaicidade

CENSURADO AGAIN disse...

o brasil todo ta um caos se vc meter no google news sobre crimes até na zona "ariana" do brasil vai ter um monte de resultado aparece na tv