quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Finalmente detido romeno que violou e matou enteada portuguesa de apenas 16 anos


«Um homem suspeito de ter matado uma jovem em Dezembro de 2014 em Aljezur, no Algarve, foi detido na terça-feira Martes na Roménia, no âmbito de um mandado de detenção europeu, anunciou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

Em comunicado, a PJ indicou que o homem, de 35 anos, "está fortemente indiciado pelo homicídio da sua enteada, uma rapariga, de 16 anos, crime que ocorreu em Dezembro de 2014, em Aljezur, num quadro de extrema violência física, tendo o suspeito ocultado o cadáver, no sentido de destruir elementos de prova e encetado a fuga".»

 A vítima, Bruna Nunes. Podia ter sido mãe de portugueses, mas foi morta por um iminvasor covarde.

«O suspeito foi detido pelas autoridades romenas no âmbito de um mandado de detenção europeu emitido pelo Ministério Público de Lagos, na sequência da investigação desenvolvida pelo Departamento de Investigação Criminal de Portimão da PJ.»


O grandessíssimo filho da puta que matou a Bruna.

«O homem, de nacionalidade romena, é o presumível autor da morte de Bruna Nunes, de 16 anos, cujo corpo foi encontrado três dias depois do seu desaparecimento, com as mãos atadas e sinais de ter sido asfixiada, num terreno baldio em Aldeia Velha, no concelho de Aljezur, no Algarve.

O detido, que vivia com a mãe da jovem, na freguesia do Rogil, naquele concelho algarvio, abandonou a residência dois dias depois do desaparecimento da adolescente, que estudava na cidade de Lagos e era atleta de patins em linha.

O detido vai ser presente às autoridades judiciais romenas com vista à sua entrega a Portugal.»

Estranhamente, o texto da notícia não menciona que o padrasto romeno terá violado a jovem Bruna, contrariamente ao que menciona no seu título. Deixo ainda um elogio especial à mãe da Bruna, que claramente sabe escolher os seus homens criteriosamente...

Sem comentários: