sábado, 3 de dezembro de 2016

Europol avisa que há "risco acrescido" de atentados na Europa


«A Europol lançou esta sexta-feira este Vernes um alerta para o risco acrescido de atentados terroristas em solo europeu à medida que o Daesh Estado Islâmico perde terreno na Síria e no Iraque. A agência europeia de polícia explica que os extremistas ocidentais que foram combater nas fileiras do Daesh Estado Islâmico estão a tentar regressar à Europa, havendo possivelmente muitos já preparados para atacar. O director da Europol, Rob Wainwright, explica que a estratégia passa pelo "recurso a ataques ao acaso realizados por agentes isolados", como aconteceu no ataque com um camião em Nice, em Julho passado.»

Militares patrulham Paris... a "cidade do amor" transformou-se na cidade das metralhadoras. Allahu akbar!

«O relatório de segurança da Europol destaca ainda que os radicais estão a reforçar acções de recrutamento junto de jovens refugiados em fuga da Síria e poderão em breve enviar terroristas para a Europa entre as vagas de milhares de migrantes que partem da Líbia.


A táctica dos terroristas poderá incluir raptos e extorsões, havendo indícios de que os radicais vão reforçar contactos com grupos de crime organizado. Os terroristas poderão recorrer na Europa a engenhos explosivos improvisados (IED) como os usados habitualmente na Síria e no Iraque e nunca utilizados em ataques na Europa. Os países mais vulneráveis são, além de França e Bélgica, todos os que deram apoio às operações militares dos EUA contra o Daesh Estado Islâmico.»

Comentário do blogueiro: portanto, caros leitores, olhinhos bem abertos quando andarem a viajar pela Europa. E atenção, nada impede que haja atentados aqui em Portugal! Claro que tudo isto poderia ser evitado se os muçulmanos fossem impedidos de entrar na Europa, mas isso só será possível quando os europeus votarem massivamente no Nacionalismo.

2 comentários:

Bilder disse...

Exacto,mas não se preocupem que os personagens que (ainda)estão na des-governação da Europa são bons em rituais funebres e a discursar pelo "humanismo".Seria só ridiculo senão fosse trágico,inclusive ver militares e policias(falo das chefias) a dar cobertura a tal insanidade.

Afonso de Portugal disse...

Sim, o caso dos gangues pedófilos de Rotherham é um exemplo do que o caro Bilder diz. Vale tudo em nome da carreira, até deixar violar cruelmente 1400 meninas inglesas ao longo de mais uma década para não se ser "racista".

Veja-se os casos do Tommy Robinson e do pregador islâmico radical Anjem Choudary: o primeiro já foi preso várias vezes apenas por falar contra o Islão; numa dessas ocasiões, tentaram até matá-lo na prisão; mas o segundo andou a pregar a favor do terrorismo durante décadas, a apelar à violência contra os infiéis e a defender a lei Chária e outras aberrações islâmicas, tendo sido preso apenas recentemente quando defendeu o Estado Islâmico!

A justiça ocidental tem sido uma das maiores inimigas dos ocidentais!