quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Salário per capita no império romano à morte do imperador Augusto (ano 14 DC)


Evidentemente, trata-se de uma estimativa, mas não deixa de ser interessante:

Fonte: Maddison, Angus, «Contours of the World Economy 1-2030 AD: Essays in Macro-Economic History», Oxford University Press, Jan 2007.

Reacção de uma pessoa normal: é natural que as regiões mais ricas coincidissem com as províncias mais desenvolvidas da época: a península Itálica, o Egipto, as regiões conquistadas ao entretanto extinto império cartaginês (actuais Líbia e Tunísia), a Grécia e o Médio Oriente.

Reacção de um palerma nordicista: este mapa mostra que os povos do Sul da Europa e do Norte de África roubavam o dinheiro aos povos da Gália e aos germanos honrados e trabalhadores! 

Reacção de um palerma nordicista e revisionista: é natural que a região mais rica fosse a península Itálica, porque os antigos romanos eram nórdicos! O Egipto é a segunda região mais rica porque era lá que os romanos iam passar férias, o que criava um efeito de riqueza semelhante àquele que os ingleses e os alemães aportam ao Algarve!

Reacção de um alucinado neomarxista: este mapa mostra que, já na antiguidade, o capitalismo opressor canalizava o fruto do trabalho do povo para as elites burguesas do império! Além disso, os romanos eram brancos, logo, monstros sem coração! O grande problema de Roma nesta altura é que não era suficientemente multicultural e multirracial para ser um paraíso vibrante! Felizmente, isso mudou com o passar dos séculos, com Roma a ficar muito mais rica e colorida!

Reacção de um supremacista negro: o Egipto era rico porque os antigos egípcios eram pretos. Aliás, o Egipto só não era a região mais rica de todo o império porque os brancos de Roma iam lá de tempos a tempos roubar o fruto do trabalho dos bródas!

Reacção de um adepto do credo do "profeta" pedófilo: de nada serviu a estes ignaros pagãos terem dinheiro! Agora, estão todos a arder no Inferno por não terem adorado Alá, o misericordioso! Felizmente, a luz do Islão já chegou a muitas dessas regiões outrora pejadas de infiéis, que estão agora muito mais ricas e vibrantes! E, em breve, chegará a todas as outras! O Império Romano acabará por ser apenas recordado como um acidente da história, um pequeno percalço no caminho glorioso do Grande Califado! Allahu akbar!

2 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Afonso de Portugal disse...

O comentário anterior foi eliminado por não ter sido assinado.