domingo, 30 de outubro de 2016

Três vídeos que vale a pena ver (28): dose tripla de Paul Joseph Watson!


    O jovem repórter da Infowars tem estado particularmente activo nos últimos dias, o que, para todo o bom nacionalista, só pode ser motivo de celebração!

1. Paul Joseph Watson entrevista o Estrangeiro Zangado; para quem eventualmente não se recorde, o Estrangeiro Zangado (Angry Foreigner) é um refugiado bósnio que foi para a Suécia ainda menino para fugir à guerra nos Balcãs. Ao crescer, testemunhou, com incredulidade crescente, o declínio e a insanidade insuperáveis da sociedade sueca, em particular no que se refere ao multiculturalismo, à culpa branca e ao mais infame dos recordes detidos pela Suécia, que é ser o país cuja capital (Estocolmo) regista o maior número de violações de todo o Ocidente!



2. O Halloween mais ofensivo de sempre! Os meus leitores assíduos devem recordar-se que, por esta altura do ano passado, publiquei aqui várias postas sobre a censura que os guerreiros da justiça social (GSJ) quiseram exercer sobre alguns disfarces típicos do Dia das Bruxas. Pois este ano os GSJ estão de volta, ainda com mais vontade de acabar com o Halloween! Os estabelecimentos de ensino superior dos EUA ajudam à "festa", policiando os campi para evitar que os estudantes enverguem disfarces que "possam ofender" os seus colegas... e até a multinacional Amazon decidiu banir a venda de alguns disfarces, alegando "é raciiiiiismo!!!"




3. Um voto pela bruxa Hilária é um voto pela Terceira Guerra Mundial; e para terminar, um vídeo curtinho (apenas 2m05s). O título já resume o grosso da mensagem, mas eu relembro o essencial: Trump é acusado de ser irresponsável e perigoso, mas é a pérfida bruxa Hilária que quer criar à viva força uma zona de exclusão aérea na Síria, o que, segundo os próprios generais dos EUA, não pode ser conseguido sem entrar em guerra com a Rússia.



____________
Ver também:

O Estrangeiro Zangado: «Bem-vindos à Suécia!»
Ingrid Carlqvist: «Para onde é que a Suécia foi?»
Entretanto, na Suécia... (7): vários feridos em tiroteio em Malmö
Paul Jospeh Watson: o Dia das Bruxas é racista!
Distrito escolar de Connecticut acaba com a celebração do Dia das Bruxas
Ainda sobre o Dia das Bruxas...
Paul Joseph Watson: «Hillary Clinton: facilitadora da violação»Black Pigeon Speaks: «CNN apanhada em flagrante a dar indicações a eleitores indecisos»
Curiosidades do reino animal
Black Piegon Speaks: «O Google está a subverter a eleição a favor de Hillary»

5 comentários:

pvnam disse...

Suecos: pessoal na bandalheira NÃO É UMA NOVIDADE NA EUROPA - os Romanos (e outros também) embarcaram numa alegre bandalheira em direcção ao desaparecimento.
.
.
Se não existe sequer uma minoria a interessar-se pela sobrevivência... [reivindicando o legítimo Direito ao SEPARATISMO - isto é, o legítimo Direito à sobrevivência da Identidade]... então... que façam boa viagem em direcção ao caixote do lixo da História.

Afonso de Portugal disse...

pvnam disse...
«Se não existe sequer uma minoria a interessar-se pela sobrevivência... [reivindicando o legítimo Direito ao SEPARATISMO - isto é, o legítimo Direito à sobrevivência da
Identidade]... então... que façam boa viagem em direcção ao caixote do lixo da História.
»

Calma, ainda não está tudo perdido: a Le Pen pode vir a ganhar em França e o Wilders na Holanda. Se isso acontecer, temos dois cenários possíveis:

1. Eles conseguem reverter os fluxos migratórios;
2. Eles não conseguem.

Se o segundo cenário se concretizar, ficará legitimada a luta armada. Mas primeiro temos de esgotar a via democrática.

pvnam disse...

«ficará legitimada a luta armada»

!?!?!Abre os olhos!!!

OS CONFLITOS ARMADOS SÃO UM JOGO EM QUE A ALTA FINANÇA (CAPITAL GLOBAL) JOGA COM O BARALHO TODO!
.
.
Na Colômbia, no Afeganistão, no Iraque, na Síria, etc, a alta finança (capital global) - gestora das fábricas de armamento - fornece estados e fornece mercenários... leia-se: os conflitos oscilam ao sabor da gestão que é feita pelos peritos militares ao serviço da alta finança (capital global).
Quando alguém interfere nos conflitos... leia-se: quando alguém interfere nos LUCROS dos negócios em causa - cocaína (na Colômbia), ópio (no Afeganistão), petróleo (no Iraque e na Síria), etc - a alta finança mexe os seus cordelinhos para que esse alguém seja alvo de retaliações [um exemplo: as retaliações que a Rússia tem sido alvo por ter interferido no conflito da Síria; uma nota: o Estado Islâmico não possui fábricas de armamento... as armas não caíram do céu].
.
Uma nota: o palhaço-Obama critica a posse de armamento nas mãos de pessoas particulares... mas... não critica a produção de armamento feita por privados - OS QUAIS QUEREM CONTROLAR TODA A DISTRIBUIÇÃO DE ARMAMENTO (pelos estados e pelos mercenários)
.
.
Obs: O fabrico de armamento deveria ser um exclusivo dos estados, os quais deveriam ser responsáveis pela constante localização do armamento produzido.

Afonso de Portugal disse...

Mas então o que é que sugeres que se faça? Que nos deixemos matar como cordeiros? Se o nacionalismo político fracassar, qual é a tua solução?

pvnam disse...

Ora, de facto, em ambientes de mistura [ex: Colômbia, Afeganistão, Iraque, Síria, etc] quem determina o andamento dos conflitos... são os peritos militares ao serviço da alta finança (capital global) - nota: são as fábricas de armamento da alta finança que fornecem as diferentes facções em conflito (estados, mercenários, etc).
.
Resumindo e concluindo: ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS, há que mobilizar os nativos que se interessam pela sobrevivência da sua Identidade... para... o Separatismo!
[obs: eventualmente será necessário uma coligação defensiva - do tipo NATO - com outros povos também em risco de sobrevivência]
.
NOTA A NÃO ESQUECER: A alta finança (capital global) está apostada em dividir/dissolver as Nações... terraplanar as Identidades... para assim melhor estabelecerem a Nova Ordem Mundial: uma nova ordem a seguir ao caos – uma ordem mercenária (um Neofeudalismo).