sábado, 29 de outubro de 2016

A "Tugalândia" está cada vez mais vibrante, pá!


Vejam só, caros leitores, quanto exotismo colorido há no nosso país! Isto tudo aconteceu só nas últimas 48 horas! Viva a diversidade!!!

Enriquecimento N.º 1:

Em Agualva-Cacém, Sintra, um idoso de 82 anos foi espancado até á morte em sua casa por "assaltantes". Os tais "assaltantes", provavelmente "jovens" ou "nossos irmãos" (quem não souber o que é um "nosso irmão" só precisa de ver as duas postas anteriores), ainda estão em fuga.




Enriquecimento N.º 2:

Antes disso, um guarda do Estabelecimento Prisional de Caxias (Oeiras) tinha sido atacado por reclusos por causa de uma sopa. «O guarda com cerca de 40 anos sofreu um corte na boca que ser cosido com cinco pontos. As agressões ocorreram quando dois guardas distribuíam sopas numa cela para dois reclusos mas ocupada por quatro. Os presos não quiseram a sopa do almoço e atiraram-nas para o corredor. O guarda mandou-os limpar mas estes agrediram-no. As agressões terminaram após a intervenção de um outro recluso.»


Enriquecimento N.º 3:

Já na madrugada de hoje, «uma mulher de 23 anos foi violada por um homem de 29, já com antecedentes, quando fazia o trajecto a pé em direcção a casa, no Senhor Roubado, em Odivelas. O crime ocorreu pelas 04h30, na alameda Senhora do Cabo, uma zona com vários canaviais, nas imediações da estação de Metro do Senhor Roubado. 

Foi o irmão, que mora na mesma casa, que estranhou a demora da jovem, já a meio da madrugada de ontem. Por isso deslocou-se à esquadra da PSP de Odivelas e participou o desaparecimento. De imediato vários agentes policiais acompanharam o queixoso em buscas pelo trajecto que feito, habitualmente, pela jovem de 23 anos.

Foi neste local que, alertados por gritos vindos de um canavial, o irmão da vítima e os polícias se depararam com a violação. A mulher estava parcialmente nua e o violador estava perto. O homem ainda fugiu, mas foi detido ao fim de poucos minutos.»


Enriquecimento N.º 4:

«Sete meses depois de uma rixa entre famílias desavindas ter sido resolvida a tiros, que atingiram três agentes da PSP, um novo ataque à polícia ocorreu na zona da Ameixoeira, em Lisboa. Uma carrinha desta força de segurança foi apedrejada quando passava em patrulha, vindo outros dois agentes da PSP a ficar feridos.



Os distúrbios, desta feita, aconteceram pelas 00h20 de quinta-feira Joves, na avenida Glicínia Quartin – a mesma onde ocorreu o tiroteio de 29 de Março deste ano –, no centro da Ameixoeira. Uma Equipa de Intervenção Rápida (EIR) da 3ª Divisão da PSP de Lisboa passou em patrulha no local, quando os agentes que seguiam na carrinha começaram a ser injuriados. Mal a viatura foi imobilizada, começaram a ‘chover’ pedras em cima dos agentes, obrigando à imediata chamada de reforços.

O instigador do crime, um jovem de 23 anos, foi identificado pelas sucessivas injúrias e tentativas de agressão aos polícias. No entanto, quando a polícia o tentou prender, vários amigos e familiares tentaram impedir a detenção. Os agentes no local (de várias esquadras, Equipas de Intervenção Rápida e investigadores criminais) tiveram de fazer disparos de shotgun para o ar. E só então é que o suspeito e o pai, de 44 anos, também envolvido, acabaram detidos.

Dois agentes da PSP ficaram feridos e tiveram de ser assistidos no Hospital de Santa Maria, em Lisboa. Os dois detidos também tiveram de receber tratamento médico».


Enriquecimento N.º 5 (este ao menos tem um final feliz):

«Dois homens morreram e dois ficaram feridos com gravidade num despiste ocorrido esta quinta-feira este Joves de madrugada em S. Teotónio, concelho de Odemira, Beja, durante uma fuga à GNR, disse à agência Lusa fonte da força de segurança.



De acordo com a mesma fonte, na viatura seguiam quatro homens de nacionalidade nepalesa, que desobedeceram a uma ordem de paragem de uma patrulha da GNR e se colocaram em fuga, acabando por se despistar, na Estrada Nacional (EN) 120.

(...) Segundo o relato da GNR, o veículo ligeiro passou por volta da 01:00 numa operação Stop, na EN 393, perto de Vila Nova de Milfontes, Odemira, sem ter sido mandado parar, mas, depois, os militares detectaram que não tinha iluminação na retaguarda. A situação foi comunicada a uma patrulha que se encontrava noutro local, na EN 120, na zona de S. Teotónio, onde a viatura foi avistada e mandada parar.

Contudo, segundo a GNR, os nepaleses, depois de "abrandarem a marcha, fazendo crer que iriam parar, arrancaram a alta velocidade e fugiram" aos militares, que "deixaram de ver o carro". Minutos depois, a patrulha que seguiu no seu encalce "encontrou a viatura despistada e fora da estrada", ao quilómetro 113 da EN 120.»

Comentário do blogueiro: com tanto enriquecimento vibrante, consigo ver finalmente que, afinal, os multiculturalistas é que tinham razão! Portugal está muito mais rico e colorido! A cada ano que passa, o nosso país fica mais parecido com o Brasil, o modelo de referência para toda a humanidade! Os portugueses não seriam nada sem as suas minorias étnicas, pá! Abaixo o racismo e a xenofobia! Viva a diversidade! Eu estava cego, mas agora posso ver!!!

ACTUALIZAÇÃO: o Filho da Truta chamou-me a atenção para o facto de que as agressões aos polícias (enriquecimento nº 4) foram inteiramente merecidas! A sério, pá! Então não é que os malvados dos agentes foram chatear este pobre menino cigano só por ele estar a fumar uma ganza à frente deles?!?! E ainda por cima confiscaram-lhe a faca que ele tinha acabado de comprar na feira da ladra!!! Assim não pode ser, pá!  É raciiiiiiiiiiismo!!!!!!!!!!!!!

4 comentários:

Anónimo disse...

Agora o caro blogueiro esteve mal...então denuncia esses delitos menores e omite a gravíssima e abjecta agressão "racista" do qual este jovem trabalhador oriundo de "famílias como as nossas" foi vitima por parte da bófia??

https://www.youtube.com/watch?v=2NuG_UGj1oc

O homem ía descansadinho da vida a fazer uma ganza, acompanhado da faca que tinha acabado de adquirir na feira da ladra e a moina caí-lhe em cima sem dó nem piedade! Parece que até já estou a ouvir a malta do MRPP indignada: "Fosse o Ricardo Salgado a andar com uma mala cheia de notas e a bófia até lhe fazia uma vénia!! aos povos oprimidos é sempre a bater com o cassetete"

Ass: Filho da Truta

Afonso de Portugal disse...

Eheheh... muito bom! A melhor parte é quando ele diz que tinha acabado de comprar a faca na feira da ladra! Ahahahah a sociedade "portuguesa" está a ficar tão surreal que já parece um sketch dos Monty Python!

Vou corrigir a enorme injustiça que cometi, acrescentando o vídeo à posta! Obrigado, caro FdT!

Anónimo disse...

Estamos num bonito, diverso e estupendo caminho este do multiculturalismo, sim senhor. Quem manda neste país está a trai-lo numa escala sem precedentes. Cada ano que passa mais terceiro mundista se torna Portugal e a Europa ocidental. Questiono-me recorrentemente, o que pensariam/fariam os nossos antepassados. O mais certo era saírem ás ruas de archotes na mão ao estilo de marcha sobre roma ou 28 de maio de 1926. Hoje em dia, apenas podemos tentar acordar os nativos portugueses europeus que estão a dormir a pelo menos votarem na alternativa nacionalista.

ass. Semente.O

Afonso de Portugal disse...

Semente Original disse...
«Cada ano que passa mais terceiro mundista se torna Portugal e a Europa ocidental.»

E hoje saíu mais uma notícia maravilhosa: o monhé indiano que nos (des)governa vai propor a “liberdade de fixação de residência” para os cidadãos de todos os estados-membros da CPLP!


«Hoje em dia, apenas podemos tentar acordar os nativos portugueses europeus que estão a dormir a pelo menos votarem na alternativa nacionalista.»

Começo a recear que as pessoas já só acordem quando a tragédia lhes bater à porta... eu não consigo entender como é que alguém lê estas notícias e continua a votar nos partidos do arco da tragédia!