terça-feira, 27 de setembro de 2016

Alógeno "francês" a quem o futebol deu tudo choraminga porque a FIFA acabou com o seu tachinho!


Ai, coitadinho do menino! Alguém lhe dê um abracinho!...

«O futebolista do Manchester City Yaya Touré disse esta terça-feira este Martes que foi vítima de racismo durante toda a vida e mostrou-se "desiludido" pelo facto de a FIFA ter terminado o grupo de trabalho contra o racismo.

"Fui vítima de racismo toda a minha vida, tanto na rua, como nos estádios. Depois de lutar durante décadas contra o racismo, porquê acabar com uma coisa que tinha começado a funcionar?", lamentou Yaya Touré, que foi escolhido pela FIFA como consultor da comissão criada em 2013.»

Snif... snif... a FIFA não me deixa continuar a fazer de vítima! Assim não dá, pá!!! 

«O médio explicou que quando recebeu a carta a informar que o grupo de trabalho iria ser desactivado ficou "desiludido". A carta enviada continha todas as missões concluídas pelo grupo e a "única esperança" que o jogador tem é a de que a FIFA pense sobre o assunto, alertando que "serão os fãs e os jogadores a sofrer".»

Comentário do blogueiro: estes jogadores "franceses" têm o hábito de choramingar constantemente por causa do "racismo". Depois de termos visto o Liliam Thuram protestar porque "a sociedade ocidental duvida das capacidades dos indivíduos de pele negra", agora temos este yá-yá-tu-rê, cujo descaramento é ainda mais flagrante: a FIFA acabou-lhe com o arranjinho e o menino está tristinho! 

Temos de compreender, caros leitores: o menino deve ganhar muito pouco no Manchester City, pobrezinho!...

____________
Ver também:

Alógeno "francês" a quem o futebol deu tudo reclama da "sociedade Ocidental"
Triste futebol: FIFA vai doar $1 M para acolher os "refugiados"
Triste futebol: director do Benfica detido por tráfico de cocaína
Triste futebol: o presidente da liga inglesa não gosta do Brexit
Triste futebol: vice do FC Porto alvo de buscas
Triste futebol: pedófilo Carlos "1, 2, 3" Cruz denuncia compra de votos para o Euro 2004
Em Espanha: torneio de futsal só para muçulmanos!
Triste futebol: Koa Bosco, a equipa que veio do mar do terceiro-mundo
Triste futebol: Sócrates suspeito de ter entrado no negócio dos direitos televisivos do futebol
Para que serve afinal o futebol?

4 comentários:

A-24 disse...

Quem não chora não mama. E não são apenas esses, futebolistas asiáticos, muçulmanos, etc são capazes do mesmo, logo aqui na Europa onde os clubes dão de tudo a alógenos e os jogadores da terra têm de se contentar em jogar na II ou III Divisão, tal como em Portugal

Afonso de Portugal disse...

Essa é a parte mais nojenta! Aos alógenos quase basta chorar, enquanto que os nossos têm de fazer pela vida e trabalhar arduamemte. E, se for preciso, ainda aparecem os parvalhões dos guerreiros da justiça social a dizer que os nossos têm "privilégio branco" e as minorias estão a ser oprimidas!

Vivemos tempos realmente surrealistas...

FireHead disse...

Bem, também muitas são as estrelas do futebol ocidental que são pretendidos nos campeonatos de jogadores asiáticos e muitas delas são pagas a peso de ouro. A China é um desses países e no entanto não tenho conhecimento de que os adeptos chineses andam a queixar-se de assim os clubes estarem a negar a ascenção de supostos craques made in China.

Já é hora dos brancos também começarem a chorar mais. Isso antes que os sul-africanos brancos desapareçam na sua própria terra. Resta é saber se dá ou não resultado...

Afonso de Portugal disse...

«(...) não tenho conhecimento de que os adeptos chineses andam a queixar-se de assim os clubes estarem a negar a ascenção de supostos craques made in China.»

LOL, pudera! Os chineses são muito pouco sensíveis aos choradinhos dos hipócritas! É também por isso que a China tem crescido e o Ocidente, em particular a Europa, tem estagnado.


«Resta é saber se dá ou não resultado...»

Pois... eu cá desconfio que essa coisa das lágrimas só resulta com os parvos dos brancos. Os outros estão-se nitidamente a cagar...