segunda-feira, 20 de junho de 2016

Entretanto, em Calais... (2)


«Confrontos entre centenas de imigrantes e agentes da polícia francesa decorriam esta segunda-feira este Lues à tarde numa saída da auto-estrada de Calais, no norte de França, junto ao campo conhecido como "a Selva".

As forças da ordem dispararam várias granadas de gás lacrimogéneo para tentar afastar os requerentes de asilo que, com a ajuda de diversos objectos, fazem abrandar o trânsito para tentarem entrar em camiões que se dirigem para o Reino Unido. Até agora, os confrontos não fizeram feridos nem do lado dos imigrantes, nem da polícia, de acordo com as autoridades regionais, que deram conta da detenção de pelo menos um imigrante por "lançamento de projéctil".

 Que vibrante, pá! O dia-a-dia destes polícias seria tão monótono sem estes imigantes, pá!

«Várias grades de segurança na berma da estrada foram também desmontadas por imigrantes, alguns dos quais subiram a camiões e tentaram cortar as lonas dos respectivos reboques para aí viajarem escondidos. A estrada de acesso ao porto foi, por seu lado, encerrada no sentido dos embarques a partir das 16h00 locais (15h00 de Lisboa), segundo a AFP. Foram indicados desvios, mas o resultado foi engarrafamentos de vários quilómetros numa auto-estrada, nos dois sentidos.

Estes distúrbios, que ocorrem com bastante regularidade, registaram-se desta vez em pleno dia, e não de noite, como era habitual, e no início da semana, quando o trânsito é normalmente mais abundante a partir de quarta-feira Mércores.

De acordo com a mais recente contagem realizada pela câmara municipal em meados de Maio, a população total que reside no campo de la Lande, em Calais, apelidado como "a Selva", eleva-se a 3.913 migrantes. Nessa data, associações de ajuda aos refugiados (Help Refugees e l'Auberge des Migrants) davam conta de 5.188 pessoas, um número que reviram em alta, para 6.123, no início de Junho.

Comentário do blogueiro: e a tendência, como já se sabe, é para aumentar, à medida que cada vez mais iminvasores forem entrando pela Europa adentro e se dirigirem para Calais na esperança de poderem entrar no Reino Unido. E depois ainda há quem não entenda, ou melhor, quem não queria entender como é que a tanta gente a favor do Brexit!

_______________
Ainda em Calais:

General francês detido por protestar contra a iminvasão do seu país
Manifestação em Calais acaba em confrontos com a polícia aos serviço da superclasse mundialista
Neomarxistas ingleses enfrentam habitantes de Calais
Invasão alógena interrompe tráfego no túnel da Mancha
Manifestante de Calais interrompe conferência de imprensa do traidor Nelo
«A França já não é francesa!»

2 comentários:

FireHead disse...

É assim mesmo. Fogem do perigo que há na terra deles que é para trazerem o perigo para a terra dos outros.

Afonso de Portugal disse...

Resta saber se fogem do perigo ou se eles são o perigo!