quinta-feira, 26 de maio de 2016

Entretanto, na Suécia... (6)


    Apresento-vos a Sara, uma "muslima" simpática de quinze anos que vive há oito na Suécia, o Paraíso na Terra, segundo o nosso "jornal" Al-Público. A Sara diz que a sua vida na Suécia tem sido um inferno desde que chegou (então porque é que ainda não se foi embora?), que foi violada (por quem, exactamente?) e que é atacada todos os dias pelas "ideias seculares" dos seus professores suecos que «tentam alterar a sua identidade» e «sentá-la ao lado de rapazes»! Mas isso é o menos mau... quando a Sara vai ao médico, por exemplo, dizem-lhe que os seus baixos níveis de vitamina D são uma consequência de andar sempre vestida com um chador. Que médicos "islamófobos", pá!!! Felizmente, a própria Sara quer ser médica. Aí sim, a Suécia terá medicina a sério!

Não riam demasiado, caros leitores... é que a Sara termina a sua diatribe a jurar que jamais abraçará o modo de vida ocidental, muito menos a Democracia. O problema é que o futuro da Suécia pode muito bem vir a pertencer às Saras que por lá abundam! Em relação ao futuro das nações, a força da demografia é (quase) tudo. A única coisa que pode travar essa força é o Nacionalismo.

5 comentários:

Sr. Hamsun disse...

Vitamina D? está visto que a própria natureza é islamófoba. Se não fosse isto não acontecia. E o governo está à espera de quê para entregar a estas vítimas suplementos de vitamina D? e para colocar os professores seculares na ordem? e os médicos islamófobos? se não se pode confiar no governo sueco para combater a islamofobia confia-se em quem?

João José Horta Nobre disse...

A Europa está cheia de lixo desse. Infelizmente, muslimas como essa, são cada vez mais "o pão nosso de cada dia"...

Afonso de Portugal disse...

Sr. Hamsun disse...
«Vitamina D? está visto que a própria natureza é islamófoba.»

A realidade é toda ela islamófoba. A prova é que a maoria da população mundial ainda não se converteu ao Islão!


João José Horta Nobre disse...
«A Europa está cheia de lixo desse. Infelizmente, muslimas como essa, são cada vez mais "o pão nosso de cada dia"...»

É caso para dizer que temos as "muslimas" que merecemos. Quem tudo tolera, algum dia desespera...

Bilder disse...

Um video que deve colocar aqui é daquela miúda alemã de 16 anos(nem todas as moças estão perdidas e esta sabe ver o que se passa)que denuncia a situação na Alemanha .O video tem tradução para inglês.

Afonso de Portugal disse...

Sim, sim, já o fiz, neste postal que publiquei em Janeiro:

http://totalitarismouniversalista.blogspot.pt/2016/01/jovem-alema-de-16-conta-como-e.html