quinta-feira, 7 de abril de 2016

Tommy Robinson: «O guarda prisional disse-me para não abandonar a cela, porque a minha vida dependia disso!»


    Não sei se os meus caros leitores estão ao corrente, mas o líder da Liga de Defesa Inglesa (English Defence League - EDL), o corajoso Tommy Robinson, está a ser julgado novamente por "incitação ao ódio" pelos traidores covardes que tomaram conta do Reino Unido. O Sr. Robinson teme pela sua vida e, a avaliar pelo relato impressionante que ele faz neste vídeo, tem boas razões para isso. Diz ele:

«Eu estive detido na prisão mais segura da Grã-Bretanha, Woodhill. É uma prisão com o nível de segurança máximo. (...) Havia seis muçulmanos detidos lá dentro. Ora, eu já tinha estado em Woodhill em 2012 e, nessa altura, todas as celas tinham de estar trancadas sempre que eu era deslocado para qualquer parte [da prisão]. Mas quando eu voltei a Woodhill em 2014, essas precauções deixaram de ser tomadas. (...) E o mais incrível é que esses seis muçulmanos que estavam em Woodhill tinham sido detidos precisamente por terem sido apanhados com armas e explosivos quando iam a caminho de me matar! Portanto, eles estavam lá [na prisão] para me matar!!! Quando o guarda prisional abriu a porta, disse-me: "não saias desta cela, a tua vida depende disso!" E eu percebi, nesse momento, que estava metido num grande sarilho. Havia pessoas poderosas a puxar os seus cordelinhos para que alguém acabasse comigo.»



Comentário do blogueiro (para quem servir a carapuça): agora não se esqueçam de dizer que este Homem (assim mesmo, com "h" maiúsculo) é "um infiltrado" e que a sua EDL "não passa de oposição controlada"! Vá, continuem a fazer as figurinhas ridículas do costume, bem alapados no conforto estéril dos vossos sofázinhos encardidos e impregnados com o suor pestilento do vosso nalgueiro flácido, enquanto o Tommy arrisca o pescoço pela Inglaterra e pelo Ocidente!

Vale mais um pêlo do cú deste rapaz do que os vossos corpos todos juntos, seus desgraçados!

2 comentários:

Lura do Grilo disse...

Estamos governados por Judas Escariotes

Afonso de Portugal disse...

É verdade! E desta vez o Pôncio Pilatos decidiu prender Cristo juntamente com o Barrabás! (Cristo não é necessariamente o Tommy, mas sim o povo europeu como um todo que, na sua ânsia de ajudar os "necessitados", está prestes a ser crucificado)