terça-feira, 12 de abril de 2016

Mais um dia, mais um escândalo de corrupção na "tugalândia"...


«O Ministério Público está a investigar suspeitas que recaem sobre funcionários da Autoridade Tributária (AT) que incidem na venda de informação sigilosa de contribuintes não só fiscal como também dados bancários e patrimoniais. A troco de quantias monetárias ou outros bens, este tipo de informação terá sido vendida quer a empresas para obter dados de concorrentes seus e/ou clientes, bem como a gabinetes de advogados e de contabilidade, a quem funcionários do fisco prestavam serviços de consultoria fiscal e que são incompatíveis com a sua actividade na AT.»

A artista é uma boa artista... teatro de qualidade!

«A Procuradoria- Geral da República (PGR) confirmou, ao final da manhã em comunicado, que se trata de um inquérito que está a ser dirigido pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP), numa investigação que levou hoje a mais de 100 buscas domiciliárias e não domiciliárias na zona da Grande Lisboa, nomeadamente a escritórios de advogados, empresas e também a postos de trabalho da AT.

As suspeitas de corrupção passiva e activa do Ministério Público, que conta nesta investigação com a colaboração da Polícia Judiciária, recaem sobre técnicos de administração tributária, inspectores tributários, chefes de finanças, um director de serviços da Autoridade Tributária, um director de finanças adjunto, um membro do Centro de Estudos Fiscais e Aduaneiros, advogados, técnicos oficiais de contas e empresários. Segundo a PGR, na sequência destas diligências houve já lugar a mais de uma dezena de detenções.

Em comunicado, a PGR revela que “em causa estão alegadas ligações que terão sido estabelecidas entre alguns suspeitos, funcionários da AT, e técnicos oficiais de contas, advogados, empresários, outros prestadores de serviços na área tributária e contribuintes que se mostrassem dispostos a pagar quantias monetárias ou outros proventos para que lhes fosse fornecida informação fiscal, bancária ou patrimonial de terceiros e consultadoria fiscal”.

Em comunicado, a PGR salienta que são investigadas suspeitas da prática, por parte de trabalhadores da AT, "de actos violadores dos respectivos deveres funcionais, a troco de dinheiro ou de outros bens".

Na operação estão envolvidos seis magistrados do Ministério Público, quatro magistrados judiciais e mais de 200 elementos da PJ.»

Comentário do blogueiro: alguém ficou surpreendido? Não, pois não? Alguém ainda se surpreende com a corrupção generalizada nas nossas instituições públicas? Ou nas privadas? Se sim, então andam mesmo a dormir, meus caros. Porque até neste pequeno blogue, que apenas cobre uma percentagem reduzidíssima dos casos de corrupção em Portugal, dá para ver como os tentáculos do polvo se entranharam em toda a sociedade! Ora, reparem:
  • No governo (seja de esquerda ou de direita):
A nova Ministra da Justiça já está a fazer obra...
Costa não perde tempo e mostra logo ao que vem...
ATAPENC (85): disparam os gastos com boys e girls do governo
Tachos de Abril... quem os não tem?
Descubra as diferenças (Costa vs Coelho)
  • Nas autarquias:
Mais um caso de corrupção numa autarquia "tuga" (3)
Mais um caso de corrupção numa autarquia "tuga" (2)
Mais um ex-autarca "tuga" a braços com a Justiça (2)
Escândalo: várias Câmaras Municipais compraram o livro de Sócrates às dezenas e várias vezes!
Autarquias falharam dever de comunicar apoios a fundações
Mais um caso de corrupção numa autarquia "tuga"
Câmara Municipal de Lisboa perdoa 1,8 milhões de euros ao Benfica
Funcionários da Câmara de Almada acusados de crimes de corrupção
Mais um autarca "tuga" condenado pela Justiça
Em Leça do Balio: funcionária do poder local julgada por corrupção
Mais um ex-autarca "tuga" a braços com a Justiça 
Olha que "surpresa": mais um ex-autarca "tuga" investigado por corrupção!
Um triste episódio na vida da cidade "Invicta"?
ATAPENC (56): 52 câmaras falharam dever de comunicar apoios a fundações
  • Nas fundações, entidades públicas e negociat... err... perdão "parcerias" público-privadas:
ATAPENC (32): Relatório sobre a transparência orçamental em Portugal arrasa PPPs
Futuro primeiro-ministro dá 40 mil euros à Fundação Mário Soares
ATAPENC (78): dívida das administrações públicas volta a subir
ATAPENC (75): Porque é que a nossa dívida pública não pára de crescer?
ATAPENC (69): vários exemplos de injustiça fiscal
ATAPENC (66): tendência de longo prazo do défice continua negativa
ATAPENC (65): os negócios ruinosos das PPP
PPP: como os corruptos brincam com o teu futur
Zeinal Bava, premiado, condecorado, fracassado e desmascarado
E 41 anos depois, eis mais um milagre de Abril!...
ATAPENC (32): relatório sobre transparência orçamental traça retrato negro das PPPs
Ferreira Leite: "Dívidas dos países europeus não são pagáveis"
  • No sistema financeiro nacional:
ATAPENC (52): Administradores do GES admitem ter recebido luvas no caso dos submarinos
Uma das melhores intervenções de sempre de José Pacheco Pereira
Salgado e o contabilista confessaram esquema
O PNR sobre o Banco de Portugal, o “caso BES” e o sistema financeiro nacional
O PNR sobre as (in)competências do Banco de Portugal
Salários dos gestores do PSI-20
Já se discute uma intervenção do Estado "tuga" para salvar o BES 
  • Nos partidos políticos:
O PNR denuncia mais um caso de corrupção no partido "xuxalista"
Mais um verdadeiro "xuxalista": empresa de Lello ganhou 70 milhões com o Estado
Mais uma razão para não votarmos no PSD em Outubro... 
O PCP é diferente, carago!...
«A política foi capturada pela corrupção»
E ainda há quem tenha a lata de afirmar que vivemos em Democracia!...
Sistema tenta destruir a vida de agente da PSP que ousou criticar José Sócrates
A realidade da partidocracia
  • No sistema nacional de saúde
ATAPENC (53): o Sistema Nacional de Saúde (SNS) pagou 347 milhões em situações de fraude
Mais de 30 situações de fraude detectadas pelo Minstério da Saúde
ATAPENC (7): défice do SNS supera previsões do (des)governo
  • Nas forças da autoridade e na justiça:
Duzentos polícias revistam ministérios e detêm director do SEF e altos quadros da Justiça
Como funcionava o esquema dos vistos gold
  • No futebol:
Triste Futebol: pedófilo Carlos "1, 2, 3" Cruz denuncia compra de votos para o Euro 2004
Triste futebol: mais um caso de corrupção envolvendo futebol e autarquias tugas
Triste futebol: director do Benfica detido por tráfico de cocaína
Triste futebol: vice do FC Porto alvo de buscas
Pinto da Costa visita Sócrates na prisão
Sócrates suspeito de ter entrado no negócio dos direitos televisivos do futebol
Câmara de Lisboa perdoa 1,8 milhões de euros ao Benfica
Triste futebol: quatro casos paradigmáticos
Triste futebol: FC Porto SAD gastou 5,1 M€ só para pagar a empresários
Ainda a propósito da corrupção na FIFA...
  • Na Igreja Católica:
Padre do Patriarcado de Lisboa terá desviado 800 mil euros
  • E na sociedade "tuga" em geral:
A verdade sobre a economia paralela portuguesa
O polvo africano cresce... e os seus tentáculos entranham-se em Portugal
Nunca pensei que isto pudesse acontecer mas...
Movimento cívico quer Sócrates em liberdade
 ATAPENC (54): corrupção e Portugal em níveis altíssimos
"Corrupção" é a palavra do ano de 2014
Contabilista de Almada acusado de vender contratos fraudulentos para legalizar iminvasores

A mim, o que realmente me admira é que este país ainda consiga funcionar no meio de tanta corrupção! E admira-me também que, quando finalmente apareceu alguém disposto a lutar contra a corrupção (o Dr. Paulo Morais), os eleitores portugueses tenham preferido dar o seu voto ao Marcelinho da direitinha... 

...a única conclusão possível é esta: a corrupção em Portugal é o monstro que é porque os portugueses permitem. Enquanto os portugueses não se dispuseram a lutar contra ela, este país jamais sairá da cepa torta.

7 comentários:

João José Horta Nobre disse...

«A mim, o que realmente me admira é que este país ainda consiga funcionar no meio de tanta corrupção! E admira-me também que, quando finalmente apareceu alguém disposto a lutar contra a corrupção (o Dr. Paulo Morais), os eleitores portugueses tenham preferido dar o seu voto ao Marcelinho da direitinha...

...a única conclusão possível é esta: a corrupção em Portugal é o monstro que é porque os portugueses permitem. Enquanto os portugueses não se dispuseram a lutar contra ela, este país jamais sairá da cepa torta.»

É a ignorância caro Afonso, o que dá nisso tudo é a ignorância do povo. Quando eu vejo gente como um pai que conheço, que tem os filhos desempregados por causa do Estado a que esta escumalha levou o País e o homem mesmo assim continua a defender o PS e o Sócrates, que outra conclusão posso eu tirar para explicar isto, a não ser a ignorância pura?

mensagensnanett disse...

É GOLPADA ATRÁS DE GOLPADA: veja-se o caso da venda em contra-relógio do Banif (custo de milhares de milhões de euros aos contribuintes).
.
Por muitos mestres/elite em economia que existam por aí... porque é que quem paga (vulgo contribuinte) não há-de ter uma palavra a dizer!!!???!!!???!!!
.
Ora, de facto, foram mestres/elite em economia que enfiaram ao contribuinte autoestradas 'olha lá vem um', estádios de futebol vazios, BPN , BES , Novo Banco, Banif, etc .
.
Vontade de combater 'golpeadores' que andam por aí... não é apontar 'milagreiros'... mas sim reivindicar/criar:
- MAIS CAPACIDADE NEGOCIAL PARA OS CONTRIBUINTES/CONSUMIDORES!
.
.
Ao não reivindicarem mais capacidade negocial... os contribuintes/consumidores estão otariamente a colocar-se a jeito dos lobbys que pretendem aplicar 'Golpes Palacianos'...
.
Ora, o contribuinte não pode ir atrás da conversa dos parolizadores de contribuintes - estes, ao mesmo tempo que se armam em arautos/milagreiros em economia etc ), por outro lado, procuram retirar capacidade negocial ao contribuinte!!!
Mais, quando um cidadão quando está a votar num político (num partido) não concorda necessariamente com tudo o que esse político diz!
Leia-se, um político não se pode limitar a apresentar propostas (promessas) eleitorais... tem também de referir que possui a capacidade de apresentar as suas mais variadas ideias de governação em condições aonde o contribuinte/consumidor esteja dotado de um elevado poder negocial!!!
.
.
Caso 1:
O CONTRIBUINTE TEM QUE SE DAR AO TRABALHO!!!
-» Leia-se: o contribuinte tem de ajudar no combate aos lobbys que se consideram os donos da democracia!
---»»» Democracia Semi-Directa «««---
-» Isto é, votar em políticos não é (não pode ser) passar um cheque em branco isto é, ou seja, os políticos e os lobbys pró-despesa/endividamento poderão discutir à vontade a utilização de dinheiros públicos... só que depois... a ‘coisa’ terá que passar pelo crivo de quem paga (vulgo contribuinte).
-» Leia-se: deve existir o DIREITO AO VETO de quem paga!!!
[ver blog « http://fimcidadaniainfantil.blogspot.pt/ »]
.
.
Caso 2:
CONCORRÊNCIA A SÉRIO!!!
Não há necessidade do Estado possuir negócios do tipo cafés etc ), porque é fácil a um privado quebrar uma cartelização... agora, em produtos de primeira necessidade (sectores estratégicos) - que implicam um investimento inicial de muitos milhões - só a concorrência de empresas públicas é que permitirá COMBATER EFICAZMENTE A CARTELIZAÇÃO privada.
[ver blog « http://concorrenciaaserio.blogspot.pt/ »]

Afonso de Portugal disse...

João José Horta Nobre disse...
« É a ignorância caro Afonso, o que dá nisso tudo é a ignorância do povo. Quando eu vejo gente como um pai que conheço, que tem os filhos desempregados por causa do Estado a que esta escumalha levou o País e o homem mesmo assim continua a defender o PS e o Sócrates, que outra conclusão posso eu tirar para explicar isto, a não ser a ignorância pura?»

De facto, é difícil explicar tamanha falta de noção... se bem que as pessoas que votam na esquerda tendem a acreditar na redistribuição forçada da riqueza. Na sua concepção do mundo, o desemprego e a pobreza explicam-se exclusivamente pela "ganância desmedida dos ricos" e, por conseguinte, o que é preciso é tirar aos ricos o que eles "acumularam ilicitamente". Vai daí, votam PS/CDU/BE.

Tive um antigo colega de trabalho, bloquista dos sete costados, que me disse uma vez que as pessoas que compram títulos de dívida deviam "ficar a arder" porque estavam a beneficiar de "juros usurários". Ora, isto é olhar apenas para quem empresta o dinheiro e desresponsabilizar completamente quem o pede emprestado. Além disso, as pessoas e instituição que "ficassem a arder" não nos voltariam a emprestar dinheiro e então ficávamos nós "a arder!" E, no entanto, esta forma de pensar é transversal a toda a esquerda política!

É este tipo de "raciocínio" que explica, por exemplo, como é que tantos gregos votaram duas vezes no Syriza, apesar de ser claro para qualquer pessoa com dois dedos de testa que as propostas daquele partido são impossíveis de concretizar.


mensagensnanett disse...
«porque é que quem paga (vulgo contribuinte) não há-de ter uma palavra a dizer!!!???!!!???!!!»

Porque os carneiros devem seguir ordeiramente para o matadouro, ora!

«(…) um político não se pode limitar a apresentar propostas (promessas) eleitorais... tem também de referir que possui a capacidade de apresentar as suas mais variadas ideias de governação em condições aonde o contribuinte/consumidor esteja dotado de um elevado poder negocial!!!»
Eu ainda vou mais do que isso: o políticos tem de ser criminalmente responsabilizado quando lesam os contribuintes. Enquanto a gestão danosa da coisa pública não resultar em prisão, os políticos não deixarão de ser corruptos.


«deve existir o DIREITO AO VETO de quem paga!!!»

Sem dúvida! Por é que eu defendo que os partido políticos não deveriam submeter “programas eleitorais” às eleições, mas sim pré-orçamentos de Estado. Desta forma, o povo escolheria o orçamento de Estado que mais se aproximasse das suas convicções.
E depois, à medida que fosse necessário fazer os inevitáveis ajustes, o povo seria consultado, podendo aprovar ou vetar. Claro que isto não vai acontecer nem daqui a 100 anos.

João José Horta Nobre disse...

«É este tipo de "raciocínio" que explica, por exemplo, como é que tantos gregos votaram duas vezes no Syriza, apesar de ser claro para qualquer pessoa com dois dedos de testa que as propostas daquele partido são impossíveis de concretizar.»

Não são apenas impossíveis de concretizar. São perigosas. Basta ver como o Tsipras e o Costa já fizeram um acordo para trazer refugiados a granel cá para dentro. Essa escumalha é toda igual.

Afonso de Portugal disse...

«Basta ver como o Tsipras e o Costa já fizeram um acordo para trazer refugiados a granel cá para dentro.»

Já há um documento ou acordo formal?

João José Horta Nobre disse...

«Já há um documento ou acordo formal?»

Li qualquer coisa no DN, mas já não lembro concretamnte em que moldes é que o assunto está a ser selado. De qualquer forma, a mim deu-me a entender que o Costa, para se armar em "bonzinho" e lamber o rabinho à Merkel, quer transformar Portugal numa segunda Grécia no que toca ao acolhimento de refujihadistas...

Afonso de Portugal disse...

O problema é que, a confirmar-se esse cenário de pesadelo, não haverá ninguém capaz de o travar. O Marcelinho da direitinha nem sequer vai pestanejar. O Passos "casei com África" Coelho também não se irá importar. As coias podem realmente ficar muito pretas...