sábado, 19 de março de 2016

Vídeo do PNR: os verdadeiros rostos da fome em Portugal


     Enquanto os refujiadistas têm tudo de graça, alguns portugueses vivem na mais absoluta miséria! Afinal pagamos impostos para quê? Onde está afinal o nosso Estado Social? Como é possível haver portugueses como filhos menores a seu cargo a revirar caixotes do lixo enquanto aqueles que destruíram este país -e o entregaram de mão beijada à superclasse plutocrática mundial- têm reformas milionárias? Como é que é possível que haja crianças portuguesas que passam o dia inteiro sem comer? E como é possível que ninguém pague por isto?





Isto envorgonha os portugueses, caros leitores! Desperta em qualquer cidadão razoável e cumpridor dos seus deveres o mais profundo nojo e revolta para com as nossas elites e classe "pulhítica"!... 

É preciso falar claro: nenhum dos partidos políticos do arco da tragédia (PS/PSD/CDS/CDU/BE) resolverá esta situação. NENHUM! Quanto a isto, eles são todos farinha do mesmo saco! Aliás, foram precisamente esses partidos corruptos que nos colocaram nesta situação ao endividar o país para além do ponto de não-retorno e, sobretudo, ao destruir a nossa auto-suficiência, desmantelando a nossa produção nacional e acabando com centenas de milhares de postos de emprego no processo.

Pela saúde, pelo emprego, pela estabilidade, pela segurança e pela dignidade povo português, só mesmo o Nacionalismo se levanta! É urgente que os portugueses percebam isto, se ainda quisermos ter esperança de inverter esta situação: só o Nacionalismo está fora do controlo da superclasse globalista e, por conseguinte, só o Nacionalismo é solução!

7 comentários:

João José Horta Nobre disse...

Agora o alvo do retardado mental sou eu:

http://bairrodooriente.blogspot.pt/2016/03/provedor-do-leitor.html

Obviamente que não irei responder-lhe no meu blog. Mas agradeço a esse Leocardo o facto de ele falar de mim, pois assim só me está a dar publicidade...

João José Horta Nobre disse...

«Enquanto os refujiadistas têm tudo de graça, alguns portugueses vivem na mais absoluta miséria! Afinal pagamos impostos para quê? Onde está afinal o nosso Estado Social? Como é possível haver portugueses como filhos menores a seu cargo a revirar caixotes do lixo enquanto aqueles que destruíram este país -e o entregaram de mão beijada à superclasse plutocrática mundial- têm reformas milionárias? Como é que é possível que haja crianças portuguesas que passam o dia inteiro sem comer? E como é possível que ninguém pague por isto?»

Já escrevi um artigo sobre isso para o Diário de Notícias:

http://www.dn.pt/opiniao/jornalismo-de-cidadao/interior/a-pobreza-na-uniao-europeia--4254008.html

Afonso de Portugal disse...

João José Horta Nobre disse...
«Obviamente que não irei responder-lhe no meu blog. Mas agradeço a esse Leocardo o facto de ele falar de mim, pois assim só me está a dar publicidade...»

Acho que o caro JJHN faz bem, embora, no seu caso em concreto, o energúmeno tenha feito duas acusações bastante graves: (1) que o nome JJHN é falso; (2) que o JJHN nunca frequentou sequer a Universidade de Coimbra e, por conseguinte, não é Mestre em História.

Ele está claramente a tentar arrancar uma reacção forte da parte dos Nacionalistas e é justamente por isso que eu acho que não lhe devemos dar grande trela. Esta atitude de atacar todos ao mesmo tempo traz água no bico.

Além de que eu finalmente percebi, ao ler a última resposta do FireHead, o porquê do ódio figadal que o Luís Crespo nutre pelo nosso campo político: um indivíduo que casou com uma chinesa e tem um filho mestiço dela não poderia pensar de outra forma.

Não percebo porque é que estas pessoas que se casam com ou arranjam amantes estrangeiros não se tornam também estrangeiras e vão viver em definitivo para o país dos seus amores. Ao menos este está lá em Macau... esperemos que nunca mais volte!

João José Horta Nobre disse...

«Acho que o caro JJHN faz bem, embora, no seu caso em concreto, o energúmeno tenha feito duas acusações bastante graves: (1) que o nome JJHN é falso; (2) que o JJHN nunca frequentou sequer a Universidade de Coimbra e, por conseguinte, não é Mestre em História.»

Para quem tiver dúvidas, aqui têm a minha tese de mestrado, defendida perante um júri e aprovada com média de 16 valores:

http://historiamaximus.blogspot.pt/2014/09/a-diplomacia-portuguesa-na-turquia_27.html

Afonso de Portugal disse...

http://historiamaximus.blogspot.pt/2014/09/a-diplomacia-portuguesa-na-turquia_27.html

Pela minha parte, o caro JJHN não precisava de tanto, porque se nota perfeitamente pela sua forma de escrever e de pensar que o JJHN teve formação de nível universitário.


Por outro lado, vai ser interessante ver o Luís Crespo tentar dizer que a sua tese é falsa. :)

Renato Santon disse...

Não devem responder a "jovens desafiantes", o único objetivo desses ninguém é se tornar "o vosso adversário" de um nada ele passa a se tornar relevante. Uma antiga tática de desgaste e agressão, útil para aqueles que não tem reputação alguma a resguardar.

http://historiamaximus.blogspot.pt/2014/09/a-diplomacia-portuguesa-na-turquia_27.html

Muito boa tese, e defendida na lendária Coimbra. Um parabéns ao Horta Nobre.

Afonso de Portugal disse...

Renato Santon disse...
«(...) o único objetivo desses ninguém é se tornar "o vosso adversário" de um nada ele passa a se tornar relevante. »

Sim, ele parece ser o Brunácio da esquerda. Ignoremo-lo!