terça-feira, 8 de março de 2016

Turquia chula europeus via UE e exige livre circulação no Espaço Schengen


    Os mé(r)dia "tugas" praticamente não noticiaram, mas o Al-Guardian, um dos jornais mais escandalosamente desonestos, esquerdistas e islamófilos de todo o mundo (e que parece ser a  principal fonte de inspiração dos cretinos do nosso Al-Público), fazia ontem eco das exigências do primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoğlu:

«A UE e os representantes turcos esboçaram um possível plano de acção. (...) Incluía uma proposta da Turquia estabelecendo o pagamento, durante três anos, de 6 mil milhões de euros, o dobro do que a UE tinha oferecido em Novembro de 2015.

 O chulo-mor (terceiro a contar da esquerda na fila de baixo) e os seus ajudantes.
As prostitutas somos todos nós, europeus, que pagamos para que eles possam engordar.


(...) Davutoğlu disse aos líderes europeus que os cidadãos da Turquia exigem mais em troca da ajuda prestada à UE. Ele pediu também a concessão de vistos de livre circulação para 75 milhõees de turcos até 1 de Junho de 2016, o que representaria um adiantamento de quatro meses face ao calendário anterior, que apontava para Outubro.»

Já agora, para aqueles que acham que isto dos "refugiados" é só uma "fase" ou um "período durante o qual temos de ser solidários" vale bem a pena olhar para este gráfico:


Trata-se do número de chegadas, em milhares, de "refugiados" à Grécia através do Mediterrâneo, em cada mês, durante os anos de 2015 e 2016 (ou seja, até agora). As barras a azul escuro representam as entradas durante 2015 As barras a azul claro representam as entrada em 2016. Reparem no seguinte, caros leitores:
  • a barra de Janeiro de 2016 supera as barras dos primeiros cinco meses de 2015 todas juntas!
  • ainda só estamos no dia 8 de Março, mas  já chegaram mais "refugiados" à Grécia do que em todo o mês de Março de 2015!
  • dizem os entendidos que o pico das chegadas de "refugiados" se dá no Verão, mas em Janeiro de 2016 chegaram mais "pobres coitadinhos" à Grécia do que em Julho de 2015, o que significa que, em princípio, o Verão de 2016 será muito pior do que o Verão de 2015.
  • há uma inegável tendência de crescimento das chegadas ao longo do 2015, que praticamente não esmoreceu com a chegada do Inverno.
Mas a superclasse continua a gozar com a nossa cara! Vejam só o que o palhaço do Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, disse hoje, de acordo com o observador da direitnha:

«Todas as decisões mencionadas enviam uma mensagem muito clara de que os dias da imigração ilegal para a Europa terminaram”»

Como é que terminaram se estão nos níveis mais altos de sempre!? Enfim, isto faz lembrar as histórias do declínio do império romano, quando Roma pagava somas avultadas em ouro aos bárbaros para não que o Império não fosse atacado. No final, foi atacado à mesma e acabou por cair. Por outras palavras, a Europa pode muito bem estar a entrar na pior crise de toda a sua história...

5 comentários:

Bilder disse...

Só não é o chulo mor(afinal defende o seu país ao contrário dos outros primatas na foto)porque os outros ao lado dele ainda são mais corruptos,além de mediocres.

Anónimo disse...

http://jornalpovodeportugal.eu/2016/02/27/futuro-presidente-vai-a-mesquita-de-lisboa/ mais um iluminado---Jorge

Afonso de Portugal disse...

Bilder disse...
«os outros ao lado dele ainda são mais corruptos,além de mediocres.»

Sem dúvida, mas o fulano não deixa, como representante do seu país, de ser o principal beneficiário do dinheiro da UE.


Jorge-- disse...
«mais um iluminado»

Sim, já tinha referido essa nojice aqui:

http://totalitarismouniversalista.blogspot.pt/2016/02/as-novas-da-direitinha-ca-do-burgo.html

Mas ainda mais nojento foi o que ele disse durante essa "celebração ecuménica". Segundo a edição do Al-Público de hoje:

«Marcelo agradeceu a iniciativa do encontro e sublinhou o apoio e o empenho que coloca nesta iniciativa. "Portugal foi grande sempre que soube cultivar este espírito [ecuménico] ao longo da sua história", frisou, lembrando que a Constituição implica o respeito de cada confissão religiosa. Por fim apelou a que o espírito ecuménico possa servir de exemplo para todos os portugueses, "valorizando a humildade e a solidariedade" em todas as dimensões da vida.

Que os próximos cinco anos sejam vividos sob o signo da mesma Paz, Justiça e Fraternidade que a vossa presença e as vossas palavras hoje aqui tão eloquentemente evocaram - é o voto que formulo, em nome de todos os portugueses.
disse Marcelo Rebelo de Sousa
»

Com "direita" destas não precisamos de inimigos...

FireHead disse...

Que é que faz ali alguém com cara de indiano??

Afonso de Portugal disse...

É um monhé que, em vez de vender flores, vende vagas para refugiados... vagas que não tem, evidentemente!