domingo, 13 de março de 2016

Pelo menos dois "portugueses" estavam na lista do Estado Islâmico


    Os meus leitores saberão decerto que há uma lista de 22 mil militantes do Estado Islâmico (ISIS) que terá sido entregue à estação televisiva britânica Sky News por um desertor do movimento terrorista que luta pela criação de um califado islâmico no Iraque e na Síria. Pois bem, segundo o Correio da Mamã:

«Pelo menos dois nomes de portugueses ou lusodescendentes constam das listas de 22 mil militantes do Daesh Estado Islâmico que foram entregues por um dissidente do movimento terrorista à estação televisiva britânica Sky News. Aqueles dois terroristas já estão mortos.

Abu Yamina Elbourtugali [El-bortucali era precisamente o nome que os mouros davam a D. Afonso Henriques, que significa "o português"], nome de guerra de um português oriundo da Grande Lisboa, viveu no Reino Unido e partiu daí para a Síria, noticiou ontem o ‘Expresso’.

A Polícia Judiciária e os Serviços de Informações portugueses estão a analisar a documentação já disponível e a sua veracidade.

De acordo com o formulário que Abu Yamina Elbourtugali preencheu quando solicitou alistamento no Daesh Estado Islâmico como combatente – e que agora foi tornado público pelo dissidente da organização terrorista –, o português entrou na Síria através da Turquia. Terá morrido, com 38 anos, durante um bombardeamento da aviação ocidental a posições terroristas. Segundo a sua ficha de alistamento, Abu Yamina Elbourtugali era casado e deixa um filho.

O segundo português incluído nas listagens é um lusodescendente nascido em França e já era conhecido. Omar Ismail Mostefai, filho de uma portuguesa de Póvoa de Lanhoso e de um camionista argelino, integrou a brigada suicida no Bataclan durante os atentados de Paris a 13 de Novembro de 2015. Os seus dados estão também nas listas do Daesh Estado Islâmico, noticiou a BBC.


O bonitão do canto superior esquerdo é o Ismail Mostefai...


Há ainda referência a um terrorista marroquino (Abu Bilal, de 23 anos) que afirma ter passado por Portugal em 2013»

Comentário do blogueiro: alegrem-se elitistas traidores e mundialistas apátridas, um dos vossos grandes sonhos cumpriu-se, Portugal está na vanguarda do terrorismo islâmico internacional! Pode ser que o karma vos dê o troco merecido e, num eventual ataque terrorista em Portugal, os vossos familiares sofram as consequências da vossa ganância desmedida e da vossa irresponsabilidade! Allahu akbar, carago!

____________
Ver também:

"Português" detido em Espanha por integrar rede jihadista

4 comentários:

João José Horta Nobre disse...

Um artigo muito bom e claro sobre o que se está a passar:

http://realfactsmedia.com/african-migrant-crisis-wont-end/

Afonso de Portugal disse...

Obrigado! O artigo é realmente muito bom... e, de caminho, fiquei a conhecer esse belíssima página, Real Facts Media! :)

FireHead disse...

Se calhar eram portugueses mesmo. Também há tipos com nacionalidade portuguesa bem branquinhos no Estado Islâmico. Deixaram eles de ser considerados portugueses por terem-se convertido ao islão, que é algo que o direito à liberdade religiosa assiste? :O

Afonso de Portugal disse...

Estranho muito essa tua posição, sendo tu um cristão que está sempre a dizer que não existe Portugal sem cristianismo...