sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Algumas reacções ao massacre de S. Bernardino (EUA)


    O politicamente correcto mata: o grande Robert Spencer, director do Jihad Watch, fala sobre o facto de haver vizinhos dos terroristas de São Bernardino que se aperceberam que alguma coisa estava mal mas não fizeram nada, porque tiveram medo de, ao chamar a polícia, poderem ser considerados racistas.




     Eu até não gosto do Alex Jones mas, de vez em quando, até mesmo o gordo das conspirações acerta em cheio! Neste vídeo, ele denuncia a hipocrisia gritante da esquerda e da esmagadora maioria dos mé(r)dia americanos, que fazem tudo o que podem para evitar chamar aos atentados terroristas aquilo que eles são: terrorismo islâmico! Jones observa ainda outro fenómeno muito interessante: os mé(r)dia e as "redes sociais" correram a culpar "as armas" e os "homens brancos"... mas quando foi divulgado que os terroristas eram médio-orientais, todos se calaram imediatamente!




    O libertário Stefan Molyneux descreve os eventos que antecederam os ataques, assim como as várias reacções hipócritas por parte dos mé(r)dia e dos "representantes" da comunidade islâmica. Molyneux crica em particular a hipocrisia do mulato queniano a quem deram injustamente o Prémio Nobel da Paz (sim, o Barraca Bobama) que aproveitou este massacre para tentar, mais uma vez, roubar as armas aos "seus" cidadãos.

Sem comentários: