quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Petições contra a islamização de Portugal! Assinem, infiéis!


Recordo a todos os que por aqui passam que há actualmente várias petições que todo o bom infiel europeu tem o dever de assinar:

1. Petições contra o acolhimento de "refugiados"


>>>> Para assinar, CLICAR AQUI! <<<< 
(sem documento de identificação) 

>>>> Ou melhor ainda, CLICAR AQUI! <<<< 
(com documento de identificação, necessário para a petição poder ser levada ao Parlamento)


2. Petição contra a construção de uma nova mesquita em Lisboa


>>>> Para assinar, CLICAR AQUI! <<<< 
(com documento de identificação, necessário para a petição poder ser levada ao Parlamento) 

3. Petição para que os países árabes recebam mais "refugiados" (em língua francesa)


>>>> Para assinar, CLICAR AQUI! <<<< 

12 comentários:

Arauto disse...

Vê este vídeo, camarada:

https://www.youtube.com/watch?v=dINP6yVZhI4#action=share

Saudações Nacionalistas!

Afonso de Portugal disse...

Excelente! Já o tinha publicado aqui anteontem, mas sem legendas! Vou publicá-lo novamente com legenas! Obrigado, camarada!

Saudações Nacionalistas!

Anónimo disse...

Como bom Português Europeu Infiel, assinei as duas petições contra o acolhimento de "refugiados", quanto às outras duas, ainda não as assinei pois naquela que diz respeito à construção da nova mesquita em Lisboa acho sinceramente que ninguém irá ter coragem de propôr a sua construção nos tempos mais próximos, mas quanto à outra provavelmente irei também assiná-la!

Saudações Nacionalistas!

Bruno

Afonso de Portugal disse...

Excelente, camarada! Mas atenção, a construção da mesquita em causa já foi aprovada:

http://pt.blastingnews.com/lisboa/2015/01/lisboa-vai-ter-uma-mesquita-paga-com-dinheiro-publico-00255365.html

A petição, que teve uma adesão quanto a mim surpreendentemente baixa, visa suspender a sua construção.

Saudações Nacionalistas!

Anónimo disse...

Se isso realmente é verdade, é absolutamente vergonhoso e escandaloso, uma vez que o Estado Português é oficialmente laico (neste caso a Câmara de Lisboa), pelo que não pode nem deve haver da parte deste qualquer incentivo à construção de qualquer local de culto religioso, sejam igrejas ou mesquitas (neste caso ainda mais pelo que todos sabemos e temos vindo a saber), e sou até a favor da demolição das mesquitas existentes (legalmente não seria muito fácil ou seria mesmo impossível), não custa nada sonhar com isso!

Saudações Nacionalistas

Bruno

Afonso de Portugal disse...

«(...) o Estado Português é oficialmente laico (...), pelo que não pode nem deve haver da parte deste qualquer incentivo à construção de qualquer local de culto religioso»

Exactamente! Esse é, aliás, um dos argumentos utilizados no texto da petição. Mas sabes como é, isto do "estado laico" é só mesmo para o cristianismo. Para as outras religiões, a laicidade é relaxada em nome do multiculturalismo e da "coesão social" (eufemismo para "paz podre").

Saudações Nacionalistas!

Anónimo disse...

Vai ser assim até ao dia em que deixar de ser assim, e como se está a ver já faltou muito mais para que isso aconteça, as coisas estão efectivamente a mudar e se não fôr a bem terá que ser a mal, por uma questão de sobrevivência e de identidade da Europa e dos povos europeus!

Saudações Nacionnalistas

Bruno

Afonso de Portugal disse...

Gostava de partilhar o teu optimismo, mas ainda vejo muita resistência. Ainda agora o Expresso publicou um artigo absolutamente tendencioso... e a maioria dos leitores engoliu!

http://expresso.sapo.pt/internacional/2015-09-10-Seis-mitos-sobre-os-refugiados

Anónimo disse...

É verdade que há muita resistência da comunicação social para tentar "quebrar" a resistência que um número crescente de pessoas demonstra relativamente ao acolhimento de "refugiados", mas acho que cada vez menos gente engole a manipulação descarada que é feita sobre isto e vai mostrando a sua indignação e revolta crescente, só que infelizmente isto não é algo que mude dum dia para o outro!
De qualquer forma, o caminho vai sendo trilhado com cada vez mais gente a caminhar no sentido certo.....

Bruno

Afonso de Portugal disse...

Sim, tendo a concordar... entretanto, nós não podemos parar: temos de tentar fazer a mensagem chegar ao maior número possível de pessoas. Urge partilhar os vídeos e textos anti-islamização nos blogues e nas redes sociais! Se todos os nacionalistas fizerem a sua parte, temos hipóteses de levar a luta a bom porto!

Eu tenho estado a escrever um postal para refutar os pontos do artigo do Expresso um por um, mas está a dar mais trabalho do que eu esperava e já não vou conseguir acabar hoje. Mas amanhã é outro dia!

Saudadões Nacionalistas!

Anónimo disse...

Sem dúvida que é assim como dizes, e na minha opinião há algo que é indispensável fazer de forma ainda mais afirmativa para que mais gente se junte ao nacionalismo, que é desmistificar e esclarecer claramente que nacionalismo não é igual a extrema direita, nem nazismo, nem fascismo, que essa ligação feita por quem não conhece ou quer difamar o Nacionalismo é apenas uma forma de apelo à censura oficial e oficiosa por parte de quem tem e partilha ideias completamente diferentes dos nacionalistas, e que tem medo que o Nacionalismo cresça pela via democrática, pelo voto do povo!
É óbvio que não sou nenhum iluminado nem estou a dizer algo que muita gente não saiba e não tenha já dito, até porque o sistema e o regime político proteje claramente quem dele vive e tira benefícios, como se vê por esta campanha eleitoral em que tudo foi feito para silenciar as vozes dos partidos sem representação parlamentar para que eles não tenham a mínima hipótese de se fazerem ouvir nos principais meios de comunicação social, dificultando em muito conseguirem chegar ao parlamento, continuando sem as subvenções que os partidos do sistema usufruem, o que dificulta ainda mais a sua sobrevivência, algo que constitui um ciclo vicioso difícil de inverter e que é altamente prejudicial à democracia que deveria ser o mais aberta e plural possível!

Bruno

Afonso de Portugal disse...

« (...) desmistificar e esclarecer claramente que nacionalismo não é igual a extrema direita, nem nazismo, nem fascismo»

Tocaste num ponto central! É isso mesmo... fico contente por ver que cada vez mais pessoas no meio Nacionalista percebem que é preciso "limpar" a imagem do Nacionalismo, deixando aqueles que ficaram parados nos anos 30 do século passado confinados ao atraso do seu gueto ideológico.


« (...) algo que constitui um ciclo vicioso difícil de inverter e que é altamente prejudicial à democracia que deveria ser o mais aberta e plural possível!»

Pois, mas é que nós não vivemos em Democracia, ao contrário do que alguns idiotas no nosso meio julgam. Vivemos numa partidocracia transvestida de Democracia! Na Democracia, as pessoas são livres de dizerem o que lhes aprouver, desde que evidentemente não entrem no campo da mentira e da calúnia.

Ora, se vivemos num regime em que não podemos dizer livremente o que pensamos, então não vivemos numa Democracia! É tão simples quanto isso! Democracia não é só depositar um voto numa caixinha de 4 em 4 anos... Democracia é participar activamente na vida política, é debater, é informar e ser informado!

E enquanto os Nacionalistas não entenderem isto, jogando com as cartas que temos a favor, jamais sairemos da cepa torta!