segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Operacional do ISIS afirma que MILHARES de terroristas islâmicos entraram na Europa!


O jornal britânico Express revela que um membro do Estado Islâmico (ISIS) afirma que mais de 4 mil terroristas do ISIS conseguiram entrar na Europa entre os "refugiados". O operacional, na casa dos 30 anos, disse aos jornalistas que o entrevistaram "Just wait!" e sorriu, prosseguindo:

«(...) A infiltração faz parte de um plano maior para atacar o Ocidente em resposta aos ataques aéreos da coligação. O ISIS está a tirar partido da generosidade dos europeus em relação aos refugiados. (...) Os nossos guerreiros estão a conseguir fazer-se passar por refugiados. Há combatentes que querem ir [para a Europa] para voltar a ver os seus familiares, enquanto outros estão a ir para aguardar instruções posteriores.»

Em breve também na Europa?

E rematou:

«O nosso sonho é que possa haver um Califado, não apenas na Síria, mas em todo o mundo. E se Alá permitir, teremos esse Califado em breve!".

O jihadista disse ainda que os infiltrados receberam instruções para atacar se houver uma oportunidade para "derramar sangue":

«Nós repetimos o nosso apelo aos muçulmanos na Europa, no Ocidente infiel e em todo o lado, para que tomem os cruzados como alvo, não só nos seus países de origem, mas onde quer que os encontrem!»



Comentário do blogueiro: é evidente que uma andorinha não faz a Primavera e este jihadista pode simplesmente estar a tentar assustar-nos, explorando os nossos receios quanto aos "refugiados". O número de infiltrados parece-me francamente exagerado para ser verdade. Por outro lado, basta que meia-dúzia de jihadistas razoavelmente inteligentes tenham conseguido entrar para agora poderem fazer muitos mortos... e convém lembrar que quem vier da Síria terá algo que os terroristas de Londres (7/7) e de Madrid (11-M) não tinham: experiência de guerra!

Portanto, mantenham os vossos olhos bem abertos, caros leitores... sobretudo se vocês viverem, como eu, nos grandes centros urbanos!

Sem comentários: