domingo, 23 de agosto de 2015

Finalmente! Os Democratas Suecos lideram as sondagens na Suécia!!!


Já começava a achar que a Suécia estava definitivamente perdida!... Mas afinal, ainda há esperança:


«Uma sondagem da YouGov atribui mais de 25% aos Democratas Suecos (DS) contra os 23,4% do Partido Social Democrata (presentemente no governo) e 21,0% aos conservadores. Há quem considere que a sondagem pode ser um caso isolado, uma vez que a Radio de Notícias da Suécia publicou uma sondagem em Junho que atribuía apenas 16% aos DS. Mas parece haver uma tendência de insurgência populista na Escandinaávia face à manifesta incapacidade de controlar a imigração.

(...) Eu acabei de regressar da Suécia [diz o escriba do Spectator, de seu nome Fraser Nelson] e vi essa incapacidade por mim próprio. A abertura da Suécia está a ceder sobre si própria. O governo está a perder o controlo de forma visível; há mendigos não só à saída das estações de Metro e das "Coffee Shops" de Estocolmo, mas também nos supermercados dos subúrbios mais a Sul. Entre os políticos, o eufemismo para estes pedintes é "imigrantes da UE", o que me deixa chocado por ser um insulto aos imigrantes comunitários que vieram para a Suécia trabalhar.

(...) Se os DS são o único partido disposto a falar com franqueza acerca da imigração, actualmente o problema mais importante da Suécia, então não será de todo surpreendente que tenham um bom desempenho.

(...) A taxa de desemprego dos estrangeiros na Suécia é 2,6 vezes mais elevada do que a dos nativos, um valor que, no mundo desenvolvido, só é superado pela Noruega.»

O resto do artigo de Nelson só tem uma virtude: culpa acertadamente os suecos pela sua política absolutamente irresponsável de acolhimento de tantos "refugiados" que, não surpreendentemente, depois não conseguem arranjar emprego por não terem qualificações nem saberem a língua. De facto, os suecos são grandemente responsáveis pela iminvasão do seu país ao terem colocado no poder pessoas que apostaram nessa iminvasão ao longo de tantos anos (mais de 40!).

Infelizmente, o Nelson também culpa os Suecos pelo desemprego dos iminvasores, dando a entender que a sociedade sueca é hipócrita por acolher tantos imigrantes que depois não têm onde trabalhar. Aqui eu já discordo, porque a falácia é evidente: para que tantos imigrantes possam ter empregos, os suecos teriam de abdicar dos seus e não foi isso que o governo lhes disse quando os convenceu a aceitar tantos refugiados; além disso, os imigrantes não foram acolhidos pelos suecos, foram sendo trazidos pelas suas elites apátridas e traidoras -com o consentimento implícito dos suecos, é verdade, mas não explícito nas suas dimensão e consequências, e isso faz toda a diferença: se alguém em quem eu confio convida uma pessoa de quem eu não gosto para viver em minha casa, essa pessoa e quem a convidou não podem esperar serem bem tratadas por mim em minha casa. Isto é senso comum do mais elementar que existe, mas parece escapar totalmente aos Nelsons deste mundo... e como, claramente, os Nelsons não são estúpidos, só posso concluir que são mal-intencionados.

2 comentários:

FireHead disse...

As sondagens valem o que valem. O mesmo já aconteceu também com a Frente Nacional em França. Só acredito quando os vir mesmo no poder.

Afonso de Portugal disse...

Sim, até porque muita água ainda vai correr até às eleições. Além disso, as percentagens dos diferentes partidos estão demasiado próximas. Este tipo de sondagens costuma ter margens de erro na casa dos 2% aos 3% e a diferença entre os Democratas Suecos e o Partido Social Democrata no poder é de apenas 1,8%.

No entanto, há uma clara tendência ascendente... e não é só na Suécia, é um pouco por toda a Escandinávia! Resta-nos manter a esperança, continuar a espalhar a mensagem e aguardar para ver no que isto dá....