domingo, 1 de julho de 2018

E em França, continua a dança (15)...


      Vejam só, caros leitores, que "giro"! Segundo a Ministra da Justiça "franciú", serão libertados das prisões francesas, até 2019, nada mais, nada menos do que 450 muçulmanos "radicalizados" e 50 terroristas islâmicos! Ou seja, haverá 500 potenciais terroristas nas ruas das cidades francesas! Viva a diversidade!!!

7 comentários:

Anónimo disse...

Eles nem são um perigo nem nada...
Não podem-te roubar, nem violar ou até mesmo explodir uma bomba no supermercado, eles são da paz e do bem.
Eles só querem um emprego.




Isso é o que a esquerda diz, mas na verdade é tudo ao contrário :).



By:Pequena Marilu

Afonso de Portugal disse...

LOL! A minha pérola da hipocrisia esquerdalhesca favorita é "eles não são um perigo, eles estão em perigo"! Ai, sim? Então porque é que os esquerdalhos, sobretudo os mais ricos, nunca querem viver perto deles, escolhem sempre as zonas residenciais mais brancas para viver? Porque é que nunca abrem as suas casas aos "pobres coitadinhos fugidos à guerra"? Porque é que inscrevem os seus filhos em escolas privadas brancas em vez de os matricularem em escolas públicas multirraciais?

A faceta mais nojenta do esquerdalho é esta, o insistirem que são moralmente superiores quando as suas acções demonstram precisamente o contrário. São uns grandessíssimos hipócritas, isso sim!

Anónimo disse...

Ehehehe devem estar com saudades de uns enriquecimentos á moda antiga tipo Bataclan...como o Marcelo e o Indiano dizem: "Portugal está na moda" e precisamos de imigrantes, esperemos que nenhum destes 400 decida refugiar-se neste cantinho á beira mar plantado...já agora duas observacões:

-ontem durante 1 passeio á beira mar no Norte do país vi uma quantidade algo anormal de criancas mestiças/mulatas...ha apenas 20 anos atras na mesma praia só mesmo por coincidencia se podia ver uma unica crianca não europeia...serão consequencias da recente invasão de brasileiros?

- na mesma tarde estava a ver o canal sporttv onde mostravam em direto fotos da festa dos brasileiros no terreiro do paço...excusado será dizer que estavam lá bastante mas o que mais me impersionou é que eram quase tudo jovens! Era uma quantidade industrial de "jovens" por todo o lado a dancar que nem selvagens e a fazer gestos com as mãos como criminosos, penso que até vi um ou outro a fazer o sinal "cv" com as mãos (que significa "comando vermelho" um dos mais temiveis gangs do Brasil). Afinal nao sao so os brancos brasileiros de classe media que estao a "invadir" Lisboa! Até vou procurar esse vídeo no site da sporttv para partilhar consigo e restantes comentadores pois o estado a que este país chegou merece ser visto...isto esta a ficar 1 zoo.

Ass:FdT

Afonso de Portugal disse...

FdT disse...
«ontem durante 1 passeio á beira mar no Norte do país vi uma quantidade algo anormal de criancas mestiças/mulatas...ha apenas 20 anos atras na mesma praia só mesmo por coincidencia se podia ver uma unica crianca não europeia...serão consequencias da recente invasão de brasileiros?»

Também, mas não só: tem havido, um pouco por todo o país, uma grande introdução de alógenos de toda a CPLP através dos estabelecimentos do ensino superior. Muitos desses alógenos casaram com mulheres portuguesas e tiveram filhos delas. No interior transmontano, por exemplo, há cada vez mais casos assim. Os homens portugueses, geralmente mais ingénuos e menos dados à "caça com espingarda", têm permitido aos alógenos antecipar-se e ficar com as suas mulheres. E este fenómeno já se nota um pouco por todo o país, não apenas em Lisboa e Porto.


«na mesma tarde estava a ver o canal sporttv onde mostravam em direto fotos da festa dos brasileiros no terreiro do paço...excusado será dizer que estavam lá bastante mas o que mais me impersionou é que eram quase tudo jovens! »

Mas o caro FdT não tinha visto as celebrações da vitória da "nossa" selecção no Euro 2016, nessa mesma praça? É que já na altura predominava a "juventude"! E nem sequer era a selecção brasileira a jogar, era mesmo a "nossa"!


«Afinal nao sao so os brancos brasileiros de classe media que estao a "invadir" Lisboa!»

Eu não acredito que haja um único português adulto que acredite nessa conversa da treta impingida pelos "nossos" mé(r)dia. Os brasileiros de classe média compram propriedades nos poucos lugares decentes do Brasil, evidentemente!


«Até vou procurar esse vídeo no site da sporttv para partilhar consigo e restantes comentadores pois o estado a que este país chegou merece ser visto...isto esta a ficar 1 zoo.»

Se o caro FdT conseguir encontrar o tal vídeo, eu prometo publicá-lo aqui no TU! :)

Anónimo disse...

"Se o caro FdT conseguir encontrar o tal vídeo, eu prometo publicá-lo aqui no TU!"

Estive à procura mas infelizmente não consegui ...mas digo lhe mais, tenho casa numa localidade dos arredores do Porto (onde estou neste momento) e estou quase em estado de choque com a quantidade de brasileiros que passaram a viver nesta zona de há 1 ano para cá. E o mais triste é que a esmagadora maioria NÃO SÃO BRANCOS. É que se a esmagadora maioria fossem brancos, até poderia ser positivo no sentido de ajudar a mascarar a forte presença dos PALOPS no "nosso" país, mas para mal dos nossos pecados estes brasucas são quase todos mestiços e mulatos. Tenho visto muitos gajos mestiços e mulatos a entrar e sair dos cafés aqui da zona e alguns a conduzir ou parados dentro de automóveis. Nesta zona onde eu tenho casa digo-lhe que isto é inédito, raramente via "jovens" por aqui e de repente parece que estou numa Amadora em miniatura... Estou extremamente preocupado com esta situação pois sei qual é o potencial violento dos "jovens" brasileiros e é algo para o qual a sociedade portuguesa não está preparada...não quero ser demasiado alarmista nem sofrer por antecipação mas já sei que se esta malta não for embora e continuarem a vir mais, daqui a uma dúzia de anos não posso andar na rua minimamente sossegado...a covardia, preguiça e nihilismo demográfico dos portugueses vai pagar-se caro.

Sabe que por várias razões eu não sou 1 grande fã do povo português, mas pelo menos sei que não é 1 povo violento, daí preferir mil vezes ter vizinhos portugueses (a sério) que esta malta...e nem é uma questão de "cor de pele" é uma questão de evolução e civilidade...temo por uma catástrofe civilizacional nesta terra, já somos uma espécie de "republica das bananas" por natureza, mas agora é que vão ser elas :/

Ass: FdT

R P disse...

Isso de serem as mulheres portuguesas se casarem mais com brasileiros, não é bem verdade, é precisamente o contrário, são as mulheres brasileiras que se casam mais com os homens portugueses, o homem português é mto carente, o que se torna um alvo mtooooo fácil para aos objetivos... conheço milhares de casos, umas os conhecem por via da net, na maioria para residirem em Portugal ou para se legalizarem, através de casamentos e filhos, até com objectivos de receberem pensões, e outra gd parte para serem sustentadas...como casos que conheço, não digo que nao haja uma paixoneta bem sucedida, só que a realidade da maioria dos casos tem sempre interesses ...os otários pagam tudo e às vezes ficam sem nada como ainda levam belos pares de cornos... tipo "tocam-lhes o coração e a seguir levam-lhe a carteira"...rsrsrs

Afonso de Portugal disse...

FdT disse...
«É que se a esmagadora maioria fossem brancos, até poderia ser positivo no sentido de ajudar a mascarar a forte presença dos PALOPS no "nosso" país, mas para mal dos nossos pecados estes brasucas são quase todos mestiços e mulatos.»

A esmagadora maioria dos brasileiros brancos não quer contas com Portugal. Porquê? Porquem um branco em geral tem a capacidade dese desenrascar no Brasil, apesar do ambiente infernal. Os brasileiros trabalhadores e ordeiros ficam quase todos na América, só os inúteis e os parasitas brasileiros é que querem vir para Portugal.

É preciso ver ainda outra coisa: a maioria dos brasileiros já se define como mestiça ou negra. Ora, dada a propensão para muitos mestiços se considerarem brancos, mesmo quando têm feições claramente índias ou africanas, isto significa que a população branca brasileira já só deverá andar na casa dos 30%-40%:

https://www.theguardian.com/world/2011/nov/17/brazil-census-african-brazilians-majority

Não admira pois que o Brasil esteja cada vez pior e que a imigração brasileira em Portugal seja cada vez mais não-branca. A tendência futura, receio bem, será para a qualidade média do imigrante brasileiro piorar ainda mais...


«Estou extremamente preocupado com esta situação pois sei qual é o potencial violento dos "jovens" brasileiros e é algo para o qual a sociedade portuguesa não está preparada...»

O povo português só acorda assim, caro FdT, só nos pomos finos quando levamos nas trombas ou pior, quando vemos os nossos entes queridos irem desta para melhor. É triste, mas é a a dura realidade histórica do povo português. O que mais me revolta é que podíamos ter evitado tudo isto atempadamente, mas quase ninguém em Portugal quis saber do problema da imigração. Mais: na última sondagem, o partido que mais subiu em termos percentuais foi precisamente o Bloco de Esterco, o partido mais nojento e amigo dos imigrantes em Portugal. Com a idiossincrasia do nosso povo, é impossível escapar à brasileirização do nosso país. Agora os imigrantes já cá estão e tudo indica que virão muitos mais, por tanto vai ser ou guerra ou extinção, sendo que a segunda parece cada vez mais provável.


«temo por uma catástrofe civilizacional nesta terra, já somos uma espécie de "republica das bananas" por natureza, mas agora é que vão ser elas :/»

É por essas e por outras que eu estou a equacionar seriamente pôr-me na alheta. Nunca pensei chegar ea este ponto, mas já vejo poucos cenários em que possamos sair disto incólumes.


R P disse...
«Isso de serem as mulheres portuguesas se casarem mais com brasileiros, não é bem verdade, é precisamente o contrário»

Eu não disse que as mulheres portuguesas se casavam mais com brasileiros, eu disse que as mulheres portuguesas se casavam mais com alógenos. A diferença é importante: alguns brasileiros são brancos, enquanto os alógenos não são. Por isso, apesar de haver mais casamentos entre homens portugueses e mulheres brasileiras, há mais casamentos entre muheres portuguesas e pretos ou mestiços, sobretudo africanos. Aliás, eu não entendo como é que alguém ainda duvida disto: a esmagadora maioria dos casais mistos que se vêem na rua são do tipo "mulher branca + homem preto/mestiço". É raríssimo ver-se um branco com uma preta, mas não passa um dia em que não se veja uma branca com um preto.

Não estou a dizer que não tens razão em relação aos "tugas" e às brasileiras, mas não era isso que eu estava a dizer. Em estava a falar de alógenos em geral e, nesse capítulo, a preferência de muitas mulheres portuguesas pela carne fumada é gritante.