segunda-feira, 11 de junho de 2018

Jordan Peterson: «Os seus filhos estão a ser educados por pessoas perigosas!» (com legendas)


     Mais um brilhante vídeo do Prof. Jordan Peterson, desta feita produzido pela Universidade Prager. Mais uma vez, o tema é o inevitável pós-modernismo neomarxista e a forma como essa ideologia malévola e antiocidental se apoderou das nossas escolas e universidades.




     Deixo aqui também este excelente texto que os Tradutores de Direita escreveram como introdução ao vídeo acima:
«Roger Scruton disse uma vez que, se alguém diz que a verdade não existe, a pessoa está pedindo para que não acreditem nela. Contudo, vemos nas universidades professores que dizem exactamente isso e que não são apenas bajulados como sábios transcendentais pela massa de estudantes ideologicamente comprometidos, mas que são tratados como oráculos cujas orientações devem ser seguidas à risca para que o mundo se transforme num lugar melhor. O mundo melhor tão sonhado por eles, aliás, é um local em que pessoas como nós não existem, e se existíssemos nesse mundo seria como cidadãos de quarta ou quinta categoria, reduzidos a um tipo de escravidão mental e espiritual que faria o mero serviço físico desgastante e compulsório parecer a mais doce das liberdades.
Eles, esses ideólogos, estrategistas e professores, querem que as pessoas acreditem que a verdade não existe, que tudo é relativo, que certo e errado é questão de ponto de vista, porque assim o caminho para a subversão e destruição de tudo o que odeiam fica livre; afinal, com parte das pessoas, por motivos diversos, seduzidas completa ou parcialmente por essa pregação, e com outra parte freqüentemente sem saber bem como combater todas essas distorções e preocupada com problemas sérios de suas vidas cotidianas, a confusão reina e quase ninguém nota, no meio do caos, a constância da agenda destrutiva que já é seguida há séculos ou a tenacidade de seus agentes.
E esses algozes são pagos por suas próprias vítimas. Você, que é pai ou mãe de família e manda sua filha ou filho para uma dessas faculdades infestadas de doutrinadores, está dando dinheiro para esses sujeitos que cospem e pisam em tudo o que você considera mais sagrado e valioso. Você está pagando para que alguém tente corromper o coração e a alma da pessoa que você mais ama. Eles dizem que a verdade não existe. Nós dizemos que existe, e nesse vídeo, Jordan Peterson nos apresenta uma boa dose dela.»
____________

4 comentários:

Ricardo Amaral disse...

"não consegue ver que estamos a ser levados por narrativas(ou neonarrativas)de "gente" bastante perigosa que no limite pretende o caos em nome do "progresso"?"-------------E é inclusive ao mais alto nível do Estado que falta uma resposta a tais narrativas(que no minimo seriam prova de traição à pátria em tempos não distantes),mas parece que para aquele senhor que se diz representante máximo de todos os portugueses isso não é importante.Parece que defender a nação(ou o país se preferem)só implica actualmente "vestir a camisola da seleção" e manter as aparências de Estado nação com aparatos(que o tal povo tuga parece gostar e achar suficiente) do 10 de junho e afins,no resto do ano impera o "universalismo" e demais insanidades que fomentam o descalabro nacional. (Afonso Manuel) ----isto são coments no post "Aprovado" no blog Impertinencias a propósito das narrativas esquerdistas em Portugal.

Afonso de Portugal disse...

Bons comentários, caro Ricardo Manuel, tanto o seu como o desse Afonso Manuel. Infelizmente, o Sr. Afonso Manuel não perece ter percbido o mais importante: o motivo pelo qual o Marcelo age da forma como age é precisamente por fazer parte do grupo de pessoas interessadas na perpetuação dessa narrativa. Nesse sentido, pouco importa que Marcelo seja alegadamente de direita, porque a narrativa é essencialmente globalista, não é tanto de esquerda ou de direita.

Ainda ontem tive uma conversa muito interessante com outro nacionalista no YouTube. O nacionalista em causa defendeu o Marcelo como "um mal menor" e apontou o veto à mudança de sexo aos 16 anos como uma vantagem de não termos um presidente marxista. Eu respondi que o Marcelo apenas exigiu que a mudança fosse autorizada pelos médicos mediante relatório ou parecer, que de resto ele não se opunha à mudança e que a 'geringonça' só tem de mudar um bocadinho o texto da lei para o Marcelo o promulgar. Apontei também a longa lista de "feitos de direita" do Marcelo:

-Já se reuniu várias vezes com líderes islâmicos
-Já fez pelo menos duas celebrações ecuménicas na mesquita central de Lisboa, uma deles no dia da sua própria tomada de posse
-Foi visitar e cumprimentar pessoalmente o ditador marxista Fidel Castro a Cuba
-Apelou várias vezes à recepção de "refugiados" em Portugal
-Pediu às universidades que criassem vagas especiais para os "refugiados"
-Condecorou o rei de Marrocos
-Já disse que o Islão fazia parte da alma portuguesa
-Foi ao Egipto dizer à maior congregação sunita desse país que o Estado Islâmico era "culpa de todos nós, europeus e médio orientais"
- Não vetou a reprodução medicamente assistida para as fufas
-Vetou o fim do sigílio bancário em 2016 para contas acima de 50 mil euros mas, dois anos depois, tudo indica que vai deixá-lo passar.
-Praticamente não hostilizou o governo da 'geringonça'

No final, eu e esse outro nacionalista acabámos por concordar em discordar, mas o meu ponto é o seguinte: as pessoas em geral -e até mesmo os nacionalistas- têm muitas dificuldades em desligar-se da dicotomia esquerda vs direita. Elas não parecem perceber que a única diferença entre a esquerda e a direita é a velocidade a que nos levam para o abismo, porque a garantia de que nos levam para o abismo está assegurada!

Anónimo disse...

Tenho um filho de sete anos, mas há muito conheço a infecção desses doutrinadores, e não o incentivarei a frequentar uma Universidade, a não ser que ele queira terá de conquistá-la sozinho, não só os estudos em si, mas tudo o mais que a envolve e está relacionado ao custeio. Um bom curso técnico ou uma atividade comercial, apesar das turras de impostos que se paga numa atividade dessas, entendo melhor caminho do que ser infectado por ideólogos marxista e gramscistas.

Ricardo Amaral disse...

"Elas não parecem perceber que a única diferença entre a esquerda e a direita é a velocidade a que nos levam para o abismo, porque a garantia de que nos levam para o abismo está assegurada!"-------------------------------------------------------Exactamente,aliás em boa medida é isso que eu tento elucidar nos meus blogs,nomeadamente no Portugal no Nevoeiro(infelizmente a malta em geral não quer pensar muito no que importa e faz por ignorar certos blogs,como o Afonso sabe bem presumo).