sábado, 16 de junho de 2018

A Rússia fascista e intolerante está a oprimir os adeptos nigerianos (e as suas galinhas)!


Já viram isto?! É uma injustiiiiiiiiiiiiiçaaaaa, pá!!!
«Os fãs nigerianos costumam levar consigo galinhas quando vão ao estádio apoiar a selecção, conhecida como as "super-águias". Os galináceos dão boa sorte, alegam: por isso, enquanto entoam os cânticos de apoio, elevam-nas acima da cabeça. Com mais um pormenor: pintam-lhes as penas de verde (cor da bandeira da Nigéria).
 Como diria a Bárbara Espectro: "a Rússia ainda não aprendeu a ser multiculturalista", pá!
Esta tradição nigeriana vibrante faz parte do grande espectáculo do futebol!

«Mas as galinhas terão de ficar à porta do estádio de Kaliningrado, onde a Nigéria joga contra a Croácia. "Os fãs da Nigéria perguntaram se seria possível ir ao estádio com uma galinha. É o símbolo deles, os cidadãos são vistos com galinhas em todos os jogos, mas dissemos-lhes que deixar entrar uma galinha viva, em qualquer caso, é impossível", afirmou o responsável pela Cultura em Kaliningrado, Andrei Ermak.

Porém, nas zonas ao redor do estádio, os fãs poderão deixar as suas galinhas, indica o
site Sports Illustrated. As aves poderão ser lá colocadas antes do jogo para serem devolvidas no fim do encontro.»

Fascismo! Opressão! Etnocentrismo! Galináceofobia! Os russos não passam de uns xenófobos intolerantes, pá! As galinha não fazem mal a ninguém, a não ser por algumas cagadelas, penas e, eventualmente, alguns piolhos que possam largar! Isto é preconceiiiiito puro, pá! Se a Nigéria perder o jogo, a culpa vai ser toda dos estereótipos anacrónicos das autoridades russas!!!

Sem comentários: