quarta-feira, 23 de maio de 2018

Pat Condell: «A Europa está a suicidar-se»


     Aqui fica mais um vídeo do grande Pat Condell, traduzido e legendado aqui pelo vosso Afonso!


____________
Ver também:

Pat Condell: «A Maldição do Marxismo Cultural» (com legendas)
Pat Condell: «Bem-vindos à utopia progressista» (com legendas)
Pat Condell: «Uma Palavrinha aos Imigrantes Islâmicos» (com legendas)
Pat Condell: «Mulheres, defendam-se!»
Pat Condell: «e se Jesus Cristo viesse ao mundo hoje?»
Pat Condell: «Pegas feministas pelo Islão»
Pat Condell: «A traição da Europa às mulheres»
Pat Condell: «A invasão da Europa»
Pat Condell: «Nós queremos a verdade!»
Pat Condell: «A liberdade de expressão nas universidades»
Pat Condell: «Emburrecendo a universidade»
Pat Condell: «Como ser um racista»

4 comentários:

Anónimo disse...

Ainda hoje vi que que ingleses brancos estão a abandonar a Inglaterra a um ritmo alarmante, porque será? secalhar já não se sentem mais em casa e aquilo é cada vez mais insegurança.

E a "melhor" por cá:

"Concentração em frente ao Parlamento para exigir nova lei da nacionalidade
Manifestantes da Campanha Por Outra Lei da Nacionalidade querem que a lei da nacionalidade seja alterada para que todas as pessoas que nasceram em Portugal tenham automaticamente cidadania portuguesa
Cerca de meia centena de ativistas da Campanha Por Outra Lei da Nacionalidade concentraram-se hoje à tarde em frente à Assembleia da República para demonstrarem o seu descontentamento com a atual lei da nacionalidade, mesmo depois de a lei ter sido alterada."

https://sol.sapo.pt/artigo/612538/concentracao-em-frente-ao-parlamento-para-exigir-nova-lei-da-nacionalidade

a intervenção da Jessica Aguiar, uma brasileira afrodescendente que considera Portugal como um país burguês colonialista e explorador e exige o pagamento de reparações aos negros Brasileiros

"Jessica Aguiar, militante da Liga Internacional dos Trabalhadores e estudante em Portugal, manda o recado em frente ao parlamento português. “Quem nasce em Portugal é português, isso é um direito mínimo inclusive um direito de reparação.”

https://sol.sapo.pt/artigo/612538/concentracao-em-frente-ao-parlamento-para-exigir-nova-lei-da-nacionalidade

Os de fora a nos virem ensinar quem é português ou não.

Assinado__
Pombo

Afonso de Portugal disse...

Obrigado pelo link, caro Pombo, e bem-vindo ao TU, uma vez que é a primeira vez que comenta, pelo menos com essa alcunha!

De resto, essa notícia só prova o que eu digo sempre sobre ps invasores terceiro-mundistas: quanto mais lhes damos, mais eles exigem, pelo que não lhes podemos dar absolutamente nada!!! Como se não nos chegasse já o chulo do Mamadou e restante cambada, ainda temos que aturar esses grandessíssimos filhos da puta bostileiros! Essa atitude arrogante e exigente dos negros em Portugal é muito, mas mesmo muito preocupante, sobretudo porque a esmagadora maioria dos portugueses nativos não parece estar a levar a sério as suas reivindicações… e vamos todos pagar por essa negligência! Era só o que faltava os portugueses contemporâneos, que na sua esmagadora maioria não beneficiaram nada com o colonialismo, tivesse de dar “reparações” aos sacanas dos brasileiros contemporâneos, chupistas oportunistas que não foram oprimidos por nenhum dos portugueses brancos vivos!

Esta chantagem já foi longe demais! Esta escumalha terceiro-mundista que só sabe exigir sem nunca dar nada não tem lugar em Portugal, não pode ter lugar em Portugal! Até quando vamos permitir que estes parasitas despudorados nos apontem o dedo?!

Bilder disse...

check https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/douglas-murray-a-europa-pode-salvar-o-mundo-trazendo-o-mundo-para-a-europa ? (obviamente que não,como diz o próprio Murray,e a Europa se tornará parte do terceiro mundo).

Afonso de Portugal disse...

Excelente, caro Bilder! Muito obrigado! Até estou surpreendido pelo facto de os cabrões dos sapos terem publicado essa entrevista! Claro que a atitude dos entrevistadores não deixa de ser nojenta, colocando constantemente palavras na boca do Sr. Murray e sugerindo respostas... mas globalmente, a entrevista é realmente muito boa!