sexta-feira, 4 de maio de 2018

O declínio acentuado do Londristão (Parte IV e final)


Importante: esta posta é a continuação de "O declínio acentuado do Londristão Parte I, Parte II e Parte III", pelo não pode ser totalmente compreendida sem que as primeiras três partes tenham sido lidas. Um muitíssimo obrigado! ao Filho da Truta (FdT) por ter compilado os vários links e escrito grande parte dos parágrafos que constituem esta série de postas

Se os caros leitores bem se recordam,  
  • Na Parte I vimos como a taxa de homicídios na cidade de Londres já superou a de Nova Iorque e também que os nomes de origem não-britânica predominam entre os assassinados. 
  • Na Parte II vimos como os líderes dos gangues "londrinos" tendem a ser "jovens".
  • Na Parte III vimos vários exemplos de como os "jovens" em Londres estão grosseiramente sobre-representados nas detenções associadas à violência dos gangues.

Continuando e concluindo:
FdT: «Ora posto isto e como ainda continuava com a pulga atrás da orelha, decidi tentar encontrar alguns registos das autoridades acerca da "raça" dos criminosos... parece que na ilha britânica desde há meia dúzia de anos para cá perdeu-se a vontade de fazer esse tipo de levantamentos, mas encontrei dados de 2010 no maravilhoso Wikipedia:
"Os números mostravam que a maioria dos indivíduos acusados de crimes violentos em 2009-10 eram negros. Entre as 18 091 acusações feitas, 54% dos acusados de crimes de rua eram negros; e 59% de crimes de roubo; e 67% de crimes com armas de fogo. Entre Abril de 2005 e Janeiro de 2006, os números da Polícia Metropolitana mostram que os negros representavam 46% dos crimes com automóveis em que os suspeitos foram identificados por reconhecimento, através de câmaras, da matrícula dos veículos.
Os crimes de rua incluem agressões com intenção de roubar e roubos por esticão. Entre as vítimas do sexo masculino, os homens negros representavam 29% das vítimas de crimes com armas de fogo e 24% das vítimas com facas. As estatísticas são semelhantes para as mulheres: 45% das acusadas de crimes com facas eram negras, tal como 58% das acusadas de crimes com armas de fogo e 52% das assaltantes.»

Alguém acredita seriamente que esta sobre-representação dos "jovens" na criminalidade londrina tenha diminuido com o passar dos anos? Tudo indica precisamente o contrário, se o crime em Londres está em níveis mais altos do que nunca e se as estatísticas da raça dos criminosos estão a ser escondidas do público, então o mais provável é que os "jovens" estejam mais sobre-representados no crime londrino do que nunca!
FdT: «Parece que quase 70% dos indivíduos que cometem crimes violentos com recursos a armas são negros!!! Apesar de eles serem "apenas" cerca de 15% da população total da cidade... já as vitimas, "apenas" 30% delas são outros negros(as) o que significa que as outras 40% de vitimas são "Asiáticos" e "brancos" enriquecidos pelos negros! SERÃO ATAQUES RACISTAS?
É que em Londres nem podem dar a desculpa de que "isto é gente que vive a miséria" pois ninguém que tenha um trabalho em Londres vive na miséria!!! E mesmo os que não têm trabalho têm a "welfare", que não os deixa passar fome. Então que desculpa é que dão para a violência que esta malta comete, seja na África do Sul, seja no Brasil, seja nos States, seja na Europa, seja na China?!»

Perguntas muito pertinentes, estas colocadas pelo FdT, mas que ficarão certamente sem resposta, uma vez que os imigracionistas não querem sequer que estas coisas se saibam, quanto mais discuti-las! Entretanto, o número de vítimas na cidade não pára de aumentar:
«Um homem morreu e outro ficou gravemente ferido à saída da estação de metro de Queensbury. (...) Esta morte faz subir o número total de vítimas de crimes violentos em Londres para 59, só desde o início do ano.

Mas isto já foi há uns dias... entretanto, o contador de vítimas do Londristão já subiu mais um bocadinho:
«Duas raparigas adolescentes foram esfaqueadas na sequência de uma discussão no Instagram. (...) Este duplo esfaqueamento faz parte de uma onda de ataques que já provocou mais de 60 vítimas mortais em Londres, só este ano.»

Ora, hoje é dia 4 de Maio, portanto estamos no 124º dia do ano. Ora, 124/60 = 2,07 vítimas por dia, que vibrante, pá!!!

E não se pense que isto tem única e exclusivamente a ver com gangues... a notícia anterior, em que duas miúdas foram esfaqueadas só por palavras nas redes sociais, não é um caso isolado... muitas das mortes em Londres acontecem por motivos fúteis!


Por exemplo, o "jovem" na fotografia acima, de seu nome Paul Akinnuoye, foi preso por...  não vou estragar a surpresa, ora leiam vocês mesmos:
«Paul Akinnuoye, de 20 anos, esfaqueou Jordan Wright, de 19 anos, até à morte, depois de os dois terem trocado insultos no WhatsApp, na sequência de uma discussão sobre qual deles era mais 'guei'.»

Oh, mas que belíssimo sentido das prioridades! Mas que gente maravilhosa que a Europa está a importar! E que ironia do destino: o Paulinho ficou tão indignado por lhe chamarem rabeta, que agora vai para a prisão apanhar sabonetes! 😜

Moral da história, caros leitores?... Qual é a grande lição a reter desta mini-série O declínio acentuado do Londristão? Que o multiculturalismo e o multirracialismo não funcionam! São aberrações, fantasias ideológicas de gente ignorante, por um lado... e estratégias calculadas de dominação global por parte de gente muito sabida, por outro lado. A Europa jamais ganhará alguma coisa por trazer esta gente cá para dentro.

Concluo aqui esta série, deixando-vos novamente o vídeo do PJW que vos tinha trazido na Parte III, mas agora com legendas em português do 'Brasíu'...




____________
Ver também: 


O declínio acentuado do Londristão (Parte I)
O declínio acentuado do Londristão (Parte II)
O declínio acentuado do Londristão (Parte III)
Mistérios insondáveis do Londristão
Mulher forçada a dar à luz em plena rua... no Congo? Na Somália? Não, no Londristão!
Sobre a proibição da Uber em Londres...
Diversidade vibrante: "jovem" espanca criança de 5 anos até à morte!
Mais uma do Londristão: polícia detém homem que ameaçou de morte judeus
Mais intifacada, agora no Londristão...
O Sadicão volta a demonstrar que não passa de um monte de esterco
E por falar em 'fake news'...
Fotos de dois dos três terroristas ISLÂMICOS de Londres, para a posterioridade
Portuguesa em Londres: «Os muçulmanos fazem o que querem
Em Londres: mais quatro "pobres coitadinhos" detidos por planear atentado terrorista islâmico
Crimes de honra crescem 40% em Londres. Porque será?
Multiculturalismo na prática: som "th" deverá desaparecer de Londres até 2066
Porque é que a esquerda incentiva a iminvasão?

3 comentários:

Anónimo disse...

ve que a centro direita ta se comportando como um labor ou blair ou nem ele na epoca deve ser agenda nom pois do lado americano não se ve do mesmo nem mesmo o frances macron nem mesmo o canada nos videos

ass: beto

Anónimo disse...

alias veja o blair na politica externa era centro direita quando interessava a nom a may idem ja na interna

Afonso de Portugal disse...

Exacto, todos os partidos convergiram. Já não há esquerda e direita, excepto talvez no campo da intervenção do Estado, porque de resto todos convergiram para o globalismo.