quarta-feira, 18 de abril de 2018

Instantâneos da modernidade...


    E em Hollywood, continua a engenharia social "progressista": o Estêvão Spilbergue* disse, numa entrevista ao Correio da Manhã britânico, o The Sun, que o próximo Indiana Jones poderia ser uma mulher. E, em tom de graçola, acrescentou que a nova heroína poderia chamar-se "Indiana Joan". 

 Mas que rica ideia, Estêvão! Toma lá esta medalhinha por seres tão "criativo"!

Eu cá acho que ele está a ser pouco ambicioso: o próximo Indiana Jones poderia ser um arqueólogo negro e guei que, depois de muito levar no paco... eeer... perdão, depois de muito viajar pelo mundo e viver aventuras, descobre que é afinal uma mulher presa num corpo de homem, manda cortar a pilinha e então sim, passa a chamar-se "Indiana Joan"! É que já que estamos numa de "modernidade", não podemos excluir os panascas e os transcoiso, pá!

Agora a sério, alguém avise este caramelo hollywoodesco que o Indiana Jones com vagina já foi inventado há quase 22 anos... chama-se Lara Croft e consegue ser ainda mais ridícula do que o Dr. Jones original...
_______________________
(*) - Sim, eu sei que é Spielberg... mas Spilbergue fica mais giro!
 😛

Sem comentários: