sábado, 24 de março de 2018

Ainda sobre o que aconteceu à Lauren Southern no Reino Unido


     Em complemento ao vídeo que vos mostrei mais abaixo, aqui fica uma interveção da Lauren no Parlamento Europeu. Não sei como ela conseguiu que a deixassem falar ali, mas o facto é que conseguiu e falou muito bem. Reparem no que ela nos revela por volta dos 1m38s: a polícia britânica deteve a Lauren ao abrigo da Lei Antiterrorismo! Sim, a jovem canadiana foi considerada como potencial terrorista! E depois foi detida, levada para um cubículo e interrogada de uma forma verdadeiramente inquisitória, orwelliana até!!! Vejam só, caros leitores! Vejam só!!!

8 comentários:

João José Horta Nobre disse...

«Reparem no que ela nos revela por volta dos 1m38s: a polícia britânica deteve a Lauren ao abrigo da Lei Antiterrorismo! Sim, a jovem canadiana foi considerada como potencial terrorista! E depois foi detida, levada para um cubículo e interrogada de uma forma verdadeiramente inquisitória, orwelliana até!!!»

E entretanto a canalha que foi combater para o Estado Islâmico pode regressar à vontade que a elite reinante parece não se importar nada com isso. A Europa está acabada. Isto agora só com um verdadeiro milagre é que se pode levar isto a bom porto.

Afonso de Portugal disse...

«E entretanto a canalha que foi combater para o Estado Islâmico pode regressar à vontade que a elite reinante parece não se importar nada com isso.»

Regressar, ter direito a acompanhamento psiquiátrico, habitação social e subsídios de "reintegração"! É surreal!

Eu juro-lhe, Mestre Nobre, se me contassem que isto ia acontecer há dez anos atrás, eu diria imediatamente que estavam a exagerar, que era impossível algo tão rebuscado vir a acontecer na Europa! Eu, que sou um nacionalista, pior, um racialista, nunca imaginei que chegássemos a este ponto! E o mais assombroso é que tudo indica que isto é apenas o início. À medida que a resistência à iminvasão for aumentando, o sistema vai mesmo a começar a prender pessoas e até a matá-las às escondidas...

É urgente que os nacionalistas se comecem a associar fora da internet, a contactar uns com os outros em carne e osso, porque podemos mesmo vir a ter de formar milícias ou, pelo menos, grupos de defesa organizados.

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Caro Amigo Afonso

Extra extra, aconteceu agora.

Policiais golpeados com espada em Manchester, hoje domingo

https://translate.google.pt/translate?hl=pt-PT&sl=en&tl=pt&u=https%3A%2F%2Fwww.express.co.uk%2Fnews%2Fuk%2F936801%2Fmanchester-police-officer-attack-sword-slashed&sandbox=1

https://www.express.co.uk/news/uk/936801/manchester-police-officer-attack-sword-slashed

É o fim da europa.

Abraços

Ramiro


Afonso de Portugal disse...

Muito obrigado, caro Ramiro!

Tenho de lhe confessar que me é cada vez mais difícil ter pena da polícia inglesa... os polícias britânicos gastam mais tempo a patrulhar a internet em busca de "crimes de ódio" dos cidadãos ingleses cumpridores do que a vigiar a escumalha islâmica e a combater o radicalismo nas mesquitas. Só têm o que merecem! Pode ser que comecem a aprender quais devem ser as suas prioridades... mas duvido.

Abraços!

João José Horta Nobre disse...

«À medida que a resistência à iminvasão for aumentando, o sistema vai mesmo a começar a prender pessoas e até a matá-las às escondidas...»

Não sei. O "sistema" está a ficar gradualmente cada vez mais podre em todos os aspectos. Se é verdade que ainda é muito forte, também é verdade que o "sistema" não passa de um "gigante com pés de barro". Duvido da capacidade do "sistema" para conseguir reprimir a um nível muito intenso, o mais provável mesmo é isto ficar tão podre que se dá algum golpe militar ou algum partido toma o poder e impõe um regime de partido único. Não estou a ver outra saída para esta crise que não seja isto mesmo.

Afonso de Portugal disse...

Nesse caso, só posso dizer que eu estou muito, mas muito mais pessimista do que o caro Mestre Nobre. Não vejo, muito sinceramente, quem possa fazer um golpe militar na Europa. E mesmo nos EUA é muito difícil, o povo está armado, mas o exército e as secretas são poderosíssimos.

Aliás, basta ver o que tem acontecido a todos os desgraçados que se têm oposto às elites e aos barões da superclasse: ou desaparecem misteriosamente ou têm mortes em circunstâncias altamente suspeitas, como no caso do Seth Rich. Há até quem diga que o enfarte que matou o Andrew Breitbart há uns anos foi provocado pelos serviços secretos! Os globalistas ainda não estão desesperados. Eles estão habituados a ter reveses e a sair ainda mais fortes das "crises". Receio bem que seja isso que vai acontecer mais uma vez: Trump está claramente controlado, Putin e o Kim da Coreia acabarão por sê-lo e, entretanto, o Médio Oriente voltará a ser cenário de grandes conflitos. Quanto às redes sociais, os Soros deste mundo estão a trabalhar no assunto e elas acabarão mesmo por ser "reguladas".

João José Horta Nobre disse...

«Putin e o Kim da Coreia acabarão por sê-lo»

Vamos ver. Eu já não tenho dúvidas de que a China e a Rússia são hoje os últimos dois grandes bastiões que nos restam na luta contra as forças da Nova Ordem. No entanto, se estes dois países caírem novamente nas malhas dos globalistas, acabou-se de vez.

Afonso de Portugal disse...

Pois... por acaso não faço ideia de como está a China em termos de iminvasão. A Rússia está mal, o número de alógenos em Moscovo tem crescido bastante nas últimas décadas e o Putin persegue activamente a extrema-direita. Mas na China, não faço ideia...