terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Três jovens esfaqueados junto a escola secundária em Lisboa... ou seriam "jovens"?


«Três jovens com idades 17, 18 e 20 anos foram esfaqueados ao início da tarde desta terça-feira deste Martes junto da escola secundária Eça de Queirós, em Lisboa. Todas as vítimas são do sexo masculino e os ferimentos com a arma branca foram desferidos em várias partes do corpo. 


Os primeiros cuidados foram prestados no local pelos bombeiros e pelo INEM. O alerta terá sido às 14h56. A vítima menor de idade foi transportada para o Hospital D. Estefânia. As outras vítimas foram para o S. José. 

Fonte da PSP afirmou que as agressões ocorreram "junto à escola" e não dentro da escola, e terão sido o culminar de "distúrbios entre vários indivíduos". "Não são conhecidos até ao momento a gravidade dos ferimentos, nem o motivo das agressões", acrescentou. Fonte do Ministério da Educação confirmou que as agressões ocorreram "nas imediações da escola" e indicou que as agressões "não envolveram a comunidade escolar".»

Ora, temos aqui pelo menos três palavras-chave: 'jovens', 'vários' e 'indivíduos'. Tudo indica que estamos perante um episódio protagonizado pela "juventude". Mas como a identidade "etária" dos protagonistas desta notícia não foi divulgada pelos "jornalistas", ficamos assim, a modos que sem saber...

____________
Ver também:


Mais dois detidos por agressões e navalhadas em Lisboa (Cais do Sodré)
Em zona altamente africanizada: "jovens" enriquecem-se à facada!   
Em zona altamente africanizada: segurança de discoteca morto a tiro (Gladius)
Mais um jovem "enriquecido" no Cais do Sodré
No Cais do Sodré (em Lisboa): "jovens" esfaquearam gravemente um homem
Seis "jovens" detidos em Lisboa por "prática reiterada" de roubos em Lisboa (B.º Alto e Cais do Sodré)

"Jovens" agridem revisor e espalham o terror na estação da Damaia 
Em Porto Covo (Sines, Setúbal): "jovens" enriquecem-se mutuamente
Empresário enriquecido por "jovens" em Agualva (Sintra)
Em Lisboa: "jovem" agente da polícia "espalhou terror" em assalto a bordel nos Olivais
Em zona altamente africanizada: quatro seguranças esfaqueados

Mais uma historiazinha vibrante do Seixal...
Lusofonia vibrante: alógeno mata segurança por "motivo fútil"

Os estranhos casos de violação nas noites de Lisboa Mais um agente da PSP agredido no Seixal...
Racismo anti-branco em Portugal: menina de 13 anos agredida por quatro "jovens" no Seixal
Em zona altamente africanizada: PSP detém dois por roubos e agressões
Em zona altamente africanizada: karma apanha dois jornalistas da RTP!
Em Coimbra: segurança guineense abatido a tiro por assassino brasuca
Fuzileiro trava a tiro terror em discoteca... na Alemanha? Nos EUA? Não, aqui Portugal!
Em zona altamente africanizada: polícia teve de usar fogo real para travar luta em discoteca

ASAE fecha discoteca "Luanda" em Lisboa
Um "jovem" traquinas a divertir-se algures na Amadora...
Sobre o homicida do segurança assassinado Vernes em Lisboa...
Lusofonia vibrante: GNR leva a cabo a emocionante "operação african car"

4 comentários:

João disse...

Eu penso que não nos devemos precipitar nas conclusões, porque pode dar-se o caso de ter sido algum supremacista branco. Vamos aguardar com serenidade e esperar que a SIC nos informe com o rigor e a qualidade a que nos habituou.

Afonso de Portugal disse...

O CM publicou há pouco um vídeo em que uma "jornalista" fala em "grupos rivais": até já têm o cuidado de evitar a palavra "gangues"! Portanto, podemos supor, por exemplo, que foram dois grupos de músicos que desataram à facada porque uma das bandas tinha plagiado uma música da outra. A "jornalista" também diz que os moradores e os comerciantes da zona não querem falar por terem medo de represálias, pelo que os músicos devem ser da pesada! :P

João disse...

Mas não serão grupos rivais da extrema-direita? penso que devemos esperar pela sic, que nos dará toda a verdade.

Afonso de Portugal disse...

Sem dúvida, a última palavra pertence sempre a sic, que é a nossa cnn e tem o mesmo rigor informativo, como dizia o Crespo dos 60 minutos... até a sic se pronunciar, tudo não passa de especulação! E já se sabe que ninguém mata mais neste mundo do que a pavorosa extrema-direita, por isso, aguardemos pacientemente...