segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Sobre dois europeus que reagiram (mal) à iminvasão...


      Hoje vou falar um pouco acerca de dois europeus que reagiram à iminvasão. A meu ver, reagiram mal, porque o resultado prático das suas acções tende a beneficiar mais os iminvasores e a superclasse globalista do que a Europa e os europeus.

O primeiro desses europeus é Darren Osborne, um galês de 48 anos que foi condenado a prisão perpétua por ter atropelado uma catrefa de adoradores do "profeta" pedófilo. Noticiei o caso nesta posta de Julho de 2017, mas hoje foi conhecida a sentença. Um muito obrigado! ao Rick por nos ter trazido aqui esta notícia:

«O homem que investiu com uma camioneta contra muçulmanos perto da mesquita de Finsbury Park, Londres, em Junho de 2017, matando um homem e ferindo outros 12, foi hoje condenado a prisão perpétua.

  Darren Osborne, um europeu que decidiu fazer alguma coisa a respeito da iminvasão.

Darren Osborne, um galês de 48 anos natural de Cardiff, declarou-se não culpado ao referir que era apenas o passageiro do veículo, conduzido por outro homem que apenas identificou como Dave. A sua pena ficou ajustada a um período de segurança de 43 anos. "Tratou-se de um ataque terrorista. Você procurou matar", afirmou a juíza Bobbie Cheema-Grubb ao anunciar o veredicto, após nove dias de julgamento no tribunal londrino de Woolwich.»

Prisão perpétua para este "terrorista"! Será justo? Talvez, mas não deixa de ser curioso que apenas um dos bombistas dos atentados de 7 de Julho de 2001 (Londres) tenha sido condenado a prisão perpétua. Ou que nenhum dos terroristas que, em 2006, tentaram usar explosivos líquidos para fazer explodir aviões que faziam a ligação entre o Reino Unido e os EUA tenha sido condenado a prisão perpétua. Ou que este sujeito, que enviou dinheiro para o Estado Islâmico, não tenha sido condenado a prisão perpétua. Ou que estes dois pombinhos, que estavam a treinar a arte de esfaquear pessoas num boneco para depois aplicar em pessoas reais, não tenham sido condenados a prisão perpétua...

Já ontem, um italiano de 28 anos também perdeu a cabeça com os "enriquecimentos" constantes proporcionados pelos iminvasores:

«Na cidade italiana de Macerata, um homem disparou contra imigrantes, dentro de um carro e durante duas horas, antes de ser detido pela polícia. A agência de notícias Ansa divulgou imagens do suspeito algemado e com uma bandeira de Itália, com a qual terá feito os disparos. 

 Luca Trani, um europeu que decidiu fazer alguma coisa a respeito da iminvasão.

Segundo o presidente da câmara da cidade, seis pessoas ficaram feridas e uma delas corre risco de vida. O homem detido pela polícia tem 28 anos e foi candidato pela Liga Norte, partido de extrema-direita, nas eleições locais de 2017. O ataque aconteceu na cidade onde, na última semana, uma jovem de 18 anos foi assassinada [e desmembrada], alegadamente por um imigrante da Nigéria.»

"Alegadamente", escrevem estes grandessíssimos filhos da puta da Euronews, como se não houvesse fotos da detenção do animal nigeriano! E sem nunca mencionar o facto de que a jovem foi desmembrada!

A vítima, Pamela Mastropietro. Tinha apenas 18 anos.


Ora, o ponto que eu quero fazer é o seguinte: é impossível não ficarmos revoltados com os abusos e com os crimes que os iminvasores estão a cometer um pouco por toda a Europa, mas é preciso ter a cabecinha bem no sítio e evitar actuar da mesma forma que o Sr. Osborne e o Sr. Trani. Conforme expliquei neste vídeo, a atitude destes dois senhores, sendo perfeitamente compreensível (e eu certamente não a condeno), é absolutamente contraproducente no contexto do combate à imigração em massa.

Porquê? Porque a nossa ira deve ser dirigida sobretudo para aqueles que planeiam e efectivam a imigração e não tanto para os imigrantes. Mais do que isso, o método de actuação escolhido deve ser eficaz, deve ter o efeito de destruir efectivamente os nossos inimigos. Ora, matar imigrantes jamais será um método eficaz, porque: 
1. Matar imigrantes é inútil, porque mesmo que se matem centenas, há centenas de milhares a entrar na Europa todos os anos; o saldo final será sempre muito negativo.
2. Matar imigrantes implica ir parar à prisão, ou seja, implica destruir a nossa vida.
3. Matar imigrantes não tem qualquer impacto ou efeito prático sobre aqueles que fomentam a imigração; pelo contrário, apenas os fortalece, ao fornecer-lhes argumentos para perseguirem ainda mais os nacionalistas.
Já disse isto várias vezes, mas nunca é demais repetir: a nossa prioridade deve ser espalhar a palavra, reunir uma massa  suficientemente grande de pessoas que pensem como nós e mobilizar essa massa humana para o combate nacionalista político. Só depois de termos essa massa humana crítica é que poderemos fazer o que quer que seja!

____________________
Leitura complementar:


Resistência (O Livro das Imagens)

27 comentários:

João José Horta Nobre disse...

Penso que já não devem de faltar muitos anos para a eclosão de uma guerra civil generalizada na Europa Ocidental. Os ódios acumulados são muitos e a vontade de vingança da parte de muita gente é ainda maior. Posso estar errado, mas o que estamos a ver actualmente na Síria é uma mera brincadeira de crianças comparado com o que vai ocorrer aqui na Europa Ocidental...

Bilder disse...

"Ora, o ponto que eu quero fazer é o seguinte: é impossível não ficarmos revoltados com os abusos e com os crimes que os iminvasores estão a cometer um pouco por toda a Europa, mas é preciso ter a cabecinha bem no sítio e evitar actuar da mesma forma que o Sr. Osborne e o Sr. Trani. Conforme expliquei neste vídeo, a atitude destes dois senhores, sendo perfeitamente compreensível (e eu certamente não a condeno), é absolutamente contraproducente no contexto do combate à imigração em massa.

Porquê? Porque a nossa ira deve ser dirigida sobretudo para aqueles que planeiam e efectivam a imigração e não tanto para os imigrantes."------------------------------------Não posso estar mais de acordo com esta sua conclusão.A propósito tenho novos blogs(no sapo visto que durante algum tempo tive sem conseguir aceder ao meu perfil/gerente no blogspot)entre eles o "livros do bilder 2.0 que tem links importantes sobre esses que planeiam a imigração em massa(que são os mesmos globalistas,ou associados,dos globalistas que usam dos países ocidentais para fazer guerras fora da Europa de forma a avançar a agenda de poder global)

Afonso de Portugal disse...

João José Horta Nobre disse...
«Penso que já não devem de faltar muitos anos para a eclosão de uma guerra civil generalizada na Europa Ocidental.»

A ter de ocorrer, quanto mais cedo melhor! À medida que os anos forem passando e os iminvasores constituírem uma população cada vez mais numerosa na Europa, a nossa probabilidade de vitória tenderá a diminuir, sobretudo porque a elite está apostada em colocar esses alógenos nos exércitos e forças de segurança da Europa. E ainda temos aquela aberração do exército europeu que a porca da ex-Stasi Mer(d)kel quer criar à viva força!



«Os ódios acumulados são muitos e a vontade de vingança da parte de muita gente é ainda maior.»

É uma autêntica panela de pressão! A maioria dos europeus ainda prefere assobiar para o lado, mas já se começam a ver muitas localidades que ficaram completamente descaracterizadas pela iminvasão e nem todos os seus habitantes aceitam isso. A sorte da superclasse é que, como este ressentimento não é socialmente aceitável, as pessoas que o sentem tendem a escondê-lo, a isolar-se psicológica e afectivamente e, infelizmente, a não falar umas com as outras sobre o que sentem. Mas o ódio -que é legítimo- está lá, no seu âmago. E é apenas uma questão de tempo até ele vir à superfície!


«Posso estar errado, mas o que estamos a ver actualmente na Síria é uma mera brincadeira de crianças comparado com o que vai ocorrer aqui na Europa Ocidental...»

O meu grande medo é esse. Se a superclasse sentir que perdeu o controlo da Europa, uma das suas reacções poderá ser tentar arrasar tudo, matar todos os revoltosos que, nessa altura, poderão muito bem ser a maioria dos europeus! É por isso que eu tenho dito aqui neste blogue: não fiquem sozinhos, aprendam a defender-se, arranjem armas e arranjem amigos ou, pelo menos, camaradas. Se a coisa der para o torto, o simples facto de estar num grupo de pessoas armadas e preparadas pode fazer uma grande diferença!


Bilder disse...
«tenho novos blogs (...) entre eles o "livros do bilder 2.0 que tem links importantes sobre esses que planeiam a imigração em massa»

Muito bem! Vou já adicioná-los à coluna "Blogosfera Relevante" e prometo passar por lá brevemente!

Afonso de Portugal disse...

Bilder, só reparei agora que o seu comentário não incluia links. Preciso dos links dos seus novos blogues para os poder adicionar...

Anónimo disse...

Caraças pela foto esse Luca Trani tem ar de ser dos antigos! e pelos vistos gosta de combater as invasões à moda antiga...tem ar de gladiador até. No entanto é lamentável que tenha destruído a sua vida com esta atitude que a sociedade e a justiça obviamente vão punir.

Para além disso, e apesar de a maioria dessa avalanche Africana que invade a Itália entrar no referido país de forma ilegal e quase à força (sem no entanto levantar armas, o que deixaria os nosso antepassados a rir) os escurinhos alvejados em principio não têm culpa dos crimes que outros escurinhos cometem...assim os Luca Tranis desta vida só estão a dar é Esquerda e à direitinha o que elas querem: NOTICIAS NA COMUNICAÇÃO SOCIAL SOBRE INDIVÍDUOS DA EXTREMA-DIREITA A "OPRIMIR" ALOGENOS. É dar o ouro ao bandido e deve ser frustrante para os outros militantes e políticos anti-iminvasão que tentam ganhar protagonismo politico de forma pacifica e através da palavra e depois todo o movimento perde pontos junto à sociedade civil com estas coisas.

Quanto ao que aconteceu a essa bela jovem Italiana, infelizmente não me surpreende!!! Já não é a primeira, nem a segunda, nem a terceira e se calhar nem a centésima barbaridade cometida por Africanos contra mulheres europeias em Itália.

Vi há 2 dias no Afro-Publico a noticia sobre os alogenos alvejados mas não vi noticia sobre o que aconteceu á jovem Italiana...curioso! 1 jornal tão feminista pá! sempre na linha da frente das igualdades e da luta contra o machismo e tal, que até gosta de fazer artigos "Life-Style" sobre a modernidade feminista e depois esquecem-se de noticiar estes crimes misoginos...não menos curioso é o facto de a tal noticia do Afro-Publico ter uma foto da cara chapada do Italiano (só faltava colocar a morada e árvore genealógica) mas curiosamente, muito curiosamente! não me lembro de ver nesse jornal nenhuma foto de nenhum assassino negro e se vi a foto de algum terrorista islâmico deve ter sido uma excepção... mas se calhar sou eu que vejo mal.

Por falar nisso deixo aqui este caso isolado:

http://www.foxnews.com/us/2018/02/05/arizona-man-arrested-after-gunning-down-fire-captain-police-say.html

terá sido racismo?

Ass: FdT

Afonso de Portugal disse...

«No entanto é lamentável que tenha destruído a sua vida com esta atitude que a sociedade e a justiça obviamente vão punir. »

A questão é mesmo essa. Não sei qual é a pena máxima em Itália, mas desconfio que o Sr. Trani não vai conseguir escapar-lhe. E o que é pior é que nenhum dos iminvasores morreu! Ou seja, foi tudo em vão! Fica assim perfeitamente ilustrada a ineficácia deste tipo de acções...


«É dar o ouro ao bandido e deve ser frustrante para os outros militantes e políticos anti-iminvasão que tentam ganhar protagonismo politico de forma pacifica e através da palavra e depois todo o movimento perde pontos junto à sociedade civil com estas coisas. »

Excelente resumo! Aquando do "massacre de Utøya", perpetrado pelo noruguês Anders Breivik, tive ocasião de discutir isso mesmo com outros nacionalistas. Sejamos claros: se houvesse uma forma de convencer milhões de homens europeus a fazer algo do género, a iminvasão e a superclasse mundialista seriam destruídas num instante. O problema -o GRANDE problema- é que isso é pura fantasia. A esmagadora maioria dos homens europeus jamais seria capaz de fazer uma coisa dessas, mesmo acreditando na legitimidade deste género de massacres. E é preciso que as pessoas revoltadas que andem com ideias de fazer algo deste género metam isso nas suas cabeças: este tipo de atitude é tão inútil como tentar partir uma pedra de granito fazendo-lhe festinhas!

No presente momento, os opositores da iminvasão só têm um caminho viável: falar com as outras pessoas e convencê-las da justiça das nossas posições. Angariar mais e mais adeptos do controlo efectivo das nossas fronteiras, da preservação dos nossos povos, cultura e tradições.


«Vi há 2 dias no Afro-Publico a noticia sobre os alogenos alvejados mas não vi noticia sobre o que aconteceu á jovem Italiana...curioso! 1 jornal tão feminista pá!»

LOL! Vou até usar um provérbio brasileiro ligeiramente alterado: feminismo no cu dos outros é refresco! :P Esse jornal é cada vez mais assumidamente um panfleto dos globalistas. Hoje o egípcio escreveu um editorial contra a bitcoin! Que estranho, a maioria dos esquerdistas até apoia a bitcoin, por ter aquela cultura imbecil de ser contra os bancos e contra o sistema capitalista... porque estará o egípcio, esse nobre guerreiro da justiça social sempre tão preocupado com as minorias, contra uma criptomoeda que foi criada com o intuito de retirar o poder à alta finança? ;)


«Por falar nisso deixo aqui este caso isolado (...) terá sido racismo?»

Muito obrigado, caríssimo! Racismo não foi de certeza porque, como nos explicam os guerreiros da (in)justiça social, racismo = preconceito + privilégio e os "jovens" não têm privilégio, pá! ;)

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Caro Amigo Afonso

Eles cometeram um erro grave ........ matá~los a curta distancia !!!!!
Deviam ter sido eliminados a distancia, com uma carabina 7,62 e mira telescópica com laser ( 400 metros era o suficiente ) nem sabiam de onde vinha o tiro.
Isto vai cheirar muito, mas muito mal quando os eropeus com tomates disserem " BASTA ".

Recomendo vir aqui amigo:

Alemanha: Volta do Estado Policial da Stasi?
por Judith Bergman
4 de Fevereiro de 2018

https://pt.gatestoneinstitute.org/

Abraços

Ramiro Lopes Andrade
Hétero / Islamofóbico / Homofóbico / Nacionalista

Rick disse...

A violência só teria impacto se fosse dirigida aos autores do plano de destruição das nacionalidades europeias ou aos facilitadores.
Vejo mais isto como atos de desespero de pessoas que assistem à completa subversão do meio em que viviam com as suas famílias e ao pesadelo que vem substituir o sonho que acalentaram para os seus filhos e netos.
E casos destes irão multiplicar-se inevitavelmente nas comunidades que lidam diretamente com o problema.

Por cá, as pessoas mostram-se recetivas à sua sodomização como povo. Ignoram tudo de História. Acham que as pátrias caem do céu e não avaliam as consequências de partilhar o espaço nacional com outros povos de matriz diferente, agressivos e virulentos.
Talvez imaginem que quando Portugal deixar de ser português, tal como Londres deixou de ser inglesa, se tornam todos cidadãos do mundo, como se ouve da boca de muitos internacionalistas idiotas.

Anónimo disse...

"Hoje o egípcio escreveu um editorial contra a bitcoin! Que estranho, a maioria dos esquerdistas até apoia a bitcoin,"

Se eu tivesse que apostar o meu dinheiro apostava em como o egípcio é a marioneta de alguém ou de 1 grupo de alguéns...quase todos os artigos que eu lhe li aparecem sempre à "hora certa" na "altura certa" e com o discurso que o "sistema" quer ouvir....e com informações que eu tenho quase a certeza que não saem da cabeça dele....quase que parece que é o próprio George Soros ou alguém do Staff dele a escrever :p
Artigos sobre as Italianas desmembradas por alogenos é que esse FDP nunca se lembrou de fazer.

Ass: FdT

Afonso de Portugal disse...

Ramiro Lopes Andrade disse...
«Eles cometeram um erro grave ........ matá-los a curta distancia»

Esse é outro problema deste tipo de acções, amigo Ramiro: as pessoas não sabem usar as suas armas e muitas vezes não percebem exactamente como funcionam. Em tempos namorei com a filha de um cirurgião aqui do Porto e perguntei a esse cirurgião qual era a situação que mais o tinha impressionado na sua profissão. Esperava ouvir histórias de cancros, tromboses e coisas do género, mas ele foi peremptório: "as pessoas nem imaginam a quantidade de imbecis que se tentam suicidar com revólveres e acabam aleijados para toda a vida em vez de morrerem".


«Isto vai cheirar muito, mas muito mal quando os europeus com tomates disserem "BASTA".»

Eu confesso que estou muito céptico em relação a isso poder vir a acontecer mas espero estar enganado. Em geral, os homens ocidentais de hoje em dia são tão efeminados que eu não os consigo imaginar a revoltar-se. Pelo menos, não a actual geração…


«Recomendo vir aqui amigo»
Obrigado, caro Ramiro! Esses imbecis dos alemães elegeram uma porca ex-Stasi não uma, não duas, não três, mas sim quatro vezes! E agora estão muito surpreendidos com o resultado! É incrível como esse povo é tão inteligente e tão estúpido ao mesmo tempo!...

Abraços!


Rick disse...
«A violência só teria impacto se fosse dirigida aos autores do plano de destruição das nacionalidades europeias ou aos facilitadores. »

Exacto. Não adianta cortar os tentáculos do polvo porque, no caso concreto deste polvo, eles voltam a crescer quase imediatamente. O que é preciso mesmo é cortar-lhe a cabeça!


«E casos destes irão multiplicar-se inevitavelmente nas comunidades que lidam diretamente com o problema.»

Sem dúvida e isso preocupa-me bastante. Ainda hoje passei rapidamente os olhos por vários artigos da imprensa britânica, em especial no neomarxista Al-Guardian, nos quais se defendia um maior controlo sobre o "discurso de ódio" por causa do ataque levado a cabo pelo Sr. Osborne. Cada ataque deste género é mais lenha para a fogueira onde os nossos inimigos nos queimam!


«Talvez imaginem que quando Portugal deixar de ser português, tal como Londres deixou de ser inglesa, se tornam todos cidadãos do mundo, como se ouve da boca de muitos internacionalistas idiotas.»

Eu sinceramente não consigo compreender a nossa gente. Sinto-me cada vez mais alienado do nosso povo. Quando vou a Lisboa, então, fico completamente destroçado. Verdadeiramente deprimido, enojado, revoltado. Não entendo, muito sinceramente, como é que o povo da nossa capital consegue viver com toda aquela diversidade à sua volta e continua assim, feliz da vida, como se nada estivesse a acontecer. Nem sequer fazem o mínimo dos mínimos, que é votar no único partido nacionalista português!

Afonso de Portugal disse...

FdT disse...
«Se eu tivesse que apostar o meu dinheiro apostava em como o egípcio é a marioneta de alguém ou de 1 grupo de alguéns...quase todos os artigos que eu lhe li aparecem sempre à "hora certa" na "altura certa" e com o discurso que o "sistema" quer ouvir...»

Na mouche, caro FdT, na mouche! O timing é realmente muito suspeito. É quase "como se" o indivíduo em causa recebesse instruções a partir de cima!


«rtigos sobre as Italianas desmembradas por alogenos é que esse FDP nunca se lembrou de fazer.»

Ehehehehe... mais depressa o Inferno congela, caríssimo! :P

Lura do Grilo disse...

Pena perpétua? E dizem que a Justiça é independente!

Afonso de Portugal disse...

Lura do Grilo disse...
«Pena perpétua? E dizem que a Justiça é independente!»

E isto sem mencionar aquele desgraçado que foi condenado a 15 anos de prisão só por colocar bacon numa mesquita e que acabou por ser assassinado lá dentro!

Anónimo disse...

ele tem mesmo aspecto de gales bem que os testes indicam concentração de marcadores do sul da era romana ali

ass: carlos

Anónimo disse...

Mer(d)kel quer criar à viva força!

se não fosse a soberania dos países a hungria sequer poderia ter construido a cerca

ass: carlos

Ricardo Amaral disse...

Entretanto ontem na news/mérdia tuga ouvi dizer que aqueles "animais" relacionados com os ataques de Paris só estão em vias de apanhar 20 anos.Lol(o meu lol é mais de escárnio bem entendido)

Afonso de Portugal disse...

Carlos disse...
«ele tem mesmo aspecto de gales bem que os testes indicam concentração de marcadores do sul da era romana ali»

Por acaso não sabia disso. Sabia que a região de Gales tem mais proximidade genética com o noroeste da pensínsula Ibérica do que com qualquer outra região da Europa, mas não sabia dessa herança genética romana. Lamentavelmente, tudo indica que o Sr. Osborne vai passar o resto dos seus dias na prisão. Duvido muito que consiga sobreviver lá dentro, a menos que se converta ao Islão.


«se não fosse a soberania dos países a hungria sequer poderia ter construido a cerca»

A esse respeito, as próximas eleições gerais italianas, que serão realizadas no próximo dia 4 de Março, vão ser muito interessantes. Os abutres da UE já se mostraram "muito preocupados" com a possibilidade da Liga Norte poder formar um governo de coligação com o Movimento 5 Estralas do Beppe Girllo... aguardemos pacientemente!


Ricardo Amaral disse...
«Entretanto ontem na news/mérdia tuga ouvi dizer que aqueles "animais" relacionados com os ataques de Paris só estão em vias de apanhar 20 anos.Lol(o meu lol é mais de escárnio bem entendido)»

Intolerável, caro Ricardo Amaral! Tive mesmo de rir, para não esmurrar o meu monitor! Esta gente está a gozar com a nossa cara!!!

Anónimo disse...

não sabia dessa herança genética romana.

senão me engano tinha no dienekes

ass: carlos

Anónimo disse...

aguardemos pacientemente!

credo o oeste parece nem ter tempo e vcs acreditam nas urnas mas ao mesmo tempo os que não acreditam só ficam no sofá como dizes tu alem do mais sair do sofá não garantiria nada visto que o regime poderia facilmente reprimi-los e ainda perder os poucos anti despotismo que restaram que não estão alienados por jogos ou cerveja novelas big brothers carnavais etc

ass: carlos

Anónimo disse...

quanto ao dia que falamos da etariedade do forum la não foi necessariamente para cima que citei mas ok infelizmente muitos não tem tempo e aquilo está virando o chat do oestreminis ate por que muito da teoria ja está consolidada o que falta a qualquer movimento pro oeste pro norte etc é justamente chegar a algo alem teorico como o trump de modo parcial está conseguindo nos eua parcial por que obviamente o sujeito apesar de acima da media para aquelas bandas ainda está longe de ser um ocidentalista mas se preocupar com um pedaço razoavel do oeste ja é grande coisa pois a historia nos mostra que quanto mais decadentes os eua pior pro resto visto que com a europa enfraquecida o peso militar do oeste midiatico etc ficou sob eles uma pena por que la certos dogmas são ainda piores que na europa embora a europa em media seja ate mais a esquerda em certos aspectos por isso mesmo o oeste está perdido sem nenhum bastião full como outrora na modernidade classica

ass: carlos

X X disse...

Olha eu aqui. 😎

Afonso de Portugal disse...

Carlos disse...
«alem do mais sair do sofá não garantiria nada visto que o regime poderia facilmente reprimi-los»

Ora, aí está! Essa estratégia é suicida. O que é realmente preciso é multiplicar o número de nacionalistas. Essa deve ser a nossa grande prioridade. Convencer mais nativos, chamar mais recrutas para o combate. Só quando formos muitos é que poderemos sair do sofá e fazer a diferença.


«a europa em media seja ate mais a esquerda em certos aspectos por isso mesmo o oeste está perdido sem nenhum bastião full como outrora na modernidade classica»

O que se está a passar na Europa é realmente incompreensível! A direita perde cada vez mais terreno e os "intelectuais" de direita continuam insistindo em fórmulas que já se mostraram infrutíferas no passado. O meu grande receio é que, quando a crise económica regressar -e não duvide, ela vai mesmo regressar- o fenómeno Syriza se multiplique por todo o Sul da Europa...


XX disse...
«Olha eu aqui. 😎»

Meu Darwin, você pirou de vez!!! 😱

Anónimo disse...

«ele tem mesmo aspecto de gales bem que os testes indicam concentração de marcadores do sul da era romana ali»

Não tema ver com os romanos, mas com a componente mais original e antiga (celta) que habitava as ilhas britânicas antes da chegadas dos anglos e dos saxões (que povoaram mais o leste dos reino unido).

«Por acaso não sabia disso. Sabia que a região de Gales tem mais proximidade genética com o noroeste da pensínsula Ibérica do que com qualquer outra região da Europa, mas não sabia dessa herança genética romana.»

Com amostras do país de gales nunca vi, mas não seria nenhuma surpresa, esta lista mostra os povos do mundo mais semelhantes aos portugueses por adn-somal;

EUTest Eurogenes
# Population (source) Distance
1 PT 3.63
2 ES 4.84
3 North_Italian 7.41
4 FR 8.04
5 Tuscan 12.59
6 AT 15.61
7 Cornish 16.71
8 West_&_Central_German 17.07
9 NL 17.43
10 RO 17.55
11 Serbian 17.67
12 English 17.99
13 HU 18.78
14 French_Basque 18.93
15 Orcadian 19.53
16 IE 19.58
17 Scottish 20.62
18 DK 21.06
19 South_Italian_&_Sicilian 22.6
20 NO 22.9


Se repararem, logo a seguir aos espanhóis, norte-italianos e franceses, os mais parecidos connosco são os austriacos (at), e das ilhas britânicas são os cornish da cornualha (historicamente celtas), só depois vêm alemães e holandeses e ingleses. Já agora, notem que os mouros (marroquinos) nem nos primeiros 20 aparecem, para transtorno dos globalistas :)

ass Paulo

X X disse...

Uma hora dessas eu irei aparecer na porta da sua casa. Acho que vou querer carne de porco no almoço. 😀

X X disse...

Que papo é esse de meu Darwin cara. Não me diga que você acredita na teoria do macaco intergaláctico. Ou talvez na da mutação das espécies.

Afonso de Portugal disse...

Paulo disse...
«esta lista mostra os povos do mundo mais semelhantes aos portugueses por adn-somal»

Muito interessante, caro Paulo... mas qual é a fonte?



«Se repararem, logo a seguir aos espanhóis, norte-italianos e franceses, os mais parecidos connosco são os austriacos (at), e das ilhas britânicas são os cornish da cornualha (historicamente celtas)»

Confesso que estou bastante surpreendido no que respeita aos austríacos. Há alguma explicação para estes resultados?


« Já agora, notem que os mouros (marroquinos) nem nos primeiros 20 aparecem, para transtorno dos globalistas :)»

Eheheheh... é por isso que muitos deles não gostam de genética e exageram sempre a influência dos genes alógenos no nosso património colectivo. É lixado quando a realidade lhes deita a mundivisão por terra! ;)



XX
«Uma hora dessas eu irei aparecer na porta da sua casa. Acho que vou querer carne de porco no almoço.»

Ahahahahaha Quer dizer que para além de marxista e beato você também é canibal? Isso dava um belo thriller de Hollywood! Mas olhe que nos filmes os psicopatas morrem quase sempre no final...


«Que papo é esse de meu Darwin cara.»

Apenas quis que você se sentisse em casa! :)


«Não me diga que você acredita na teoria do macaco intergaláctico. Ou talvez na da mutação das espécies.

Nunca ouvi falar em nenhum "macaco intergaláctico", isso deve ser historinha de criacionista. Já a mutação dos genes (e não das espécies) é um facto, quer você goste, quer não goste. Os motivos pelos quais essas mutações ocorrem não são consensuais entre os cientistas, mas o facto de as mutações ocorrerem são. Claro que eu entendo que um adorador do lavador de pés alógenos que se apoderou do Vaticano tenha dificuldades em aceitar a realidade.

Anónimo disse...

»Muito interessante, caro Paulo... mas qual é a fonte?»

A fonte está no topo - EUTest Eurogenes, é um projecto/estudo que tem milhares e milhares de amostras de todos os cantos do globo, podes consultar aqui:

http://bga101.blogspot.pt/

»Confesso que estou bastante surpreendido no que respeita aos austríacos. Há alguma explicação para estes resultados?»

Não me parece estranho de todo, se é normal que primeiro aparecam os espanhois, norte italianos e franceses, se reparares por ordem geográfica os austriacos, germanicos do oeste são os que se seguem em termos de proximidade, podiam ser também os suiços, ou os holnadeses.


»Eheheheh... é por isso que muitos deles não gostam de genética e exageram sempre a influência dos genes alógenos no nosso património colectivo. É lixado quando a realidade lhes deita a mundivisão por terra! ;)»

Sim, reparo bastante nisso, uma das primeiras coisas que os antifascistas ou anti brancos usam para tentar acabar com a nossa identidade e com a de outros povos é repetirem esses exageros e propagá-los. Ou dizem que as raças não existem, ou que não interessam ou inventam que somos mouros, ou que houve um gajo qualquer que lutou por nós, tudo coisas sem sentido, não esperem honestidade deles nunca.

ass Paulo