sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Paul Joseph Watson comenta mais um episódio da "modernidade"... (com legendas)


Como diria a direitinha Maria João Marques, "é preciso respeitar a liberdade individual", pá!!!


________________________ 
Outras da "modernidade":

Professora universitária do Brasil mostra como colocar um preservativo... com a boca!
Paul Joseph Watson sobre a mais recente birrinha dos guerreiros da (in)justiça social (com legendas)
Paul Joseph Watson: «A guerra contra os homens» (com legendas)
Os 'franciús' estão num grande dilema: devem ou não aceitar que um bebé se chame 'Jihad'?
Kellogg's acusada de racismo por um adepto da "religião da paz"
'Travestis para a Alemanha': a "alternativa" à Alternativa para a Alemanha (AfD)
Damas e cavalheiros, eis o "homem" ocidental! (6)
"A geração mais bem preparada de sempre" (3)
Secção 'teen' da revista 'Vogue' critica o "racismo da comunidade LGBTQ"
A superclasse mundialista continua a incentivar a pedofilia!
A (in)Justiça Social chegou finalmente a Portugal! (2)
Paul Joseph Watson: "As feministas estão a celebrar as doenças sexualmente transmissíveis!"
Fórmula 1 decide banir as grid girls por "estarem em desacordo com as normas actuais da sociedade"
A promoção da pedofilia no Ocidente continua. Desta vez, foi no Brasil!
"Arte" moderna: em pleno museu do Louvre, putéfia artista escarrapacha a passarinha ao públicoOrwellianismo total na Suécia (4): os suecos estão a aceitar ser 'chipados'!
Prémio Nobel: o descrédito total!
Paul Joseph Watson sobre a "arte" moderna
"As Sereias" - Peça de teatro feminista, progressista e pós-modernista
Depois de "As Sereias", aqui fica mais teatro feminista!
Professora da Universidade de Chicago defende a castração dos homens que "assediam" as mulheres
Feministas radicais "tugas" querem "inverter o ónus da prova"

13 comentários:

Pedro disse...

Deporta essa aberração que se diz filipina para as Filipinas. Vamos ver o que o Rodrigo Duterte vai fazer com ela?

Lura do Grilo disse...

Catita

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Amigo Afonso

Estão todos malucos !!!!!!
Eu tenho medo de passar perto destes degenerados, e as culpadas desta situação absurda, são estas loucas feministas, que já destruiram a Suécia, Noruega, UK , etc.
Só quero ver quando isto for implantado a força aqui em Portugal.

Vou comprar armas e muinição com fartura para ter em casa, nunca se sabe se a polícia vem as nossas casas para ver o olho do cú, para terem certeza que somos enrrabados todos os dias .............. Já faltou mais para isso acontecer.

Abraço.

Ramiro
Hérero / Islamofóbico / Homofóbico / Nacionaista

Anónimo disse...

Que criatura era aquela no minuto 2:55? :0

Enfim...Olhe hoje não é Natal mas eu trago-lhe aqui 3 links dada a abundância de degeneração, burrice e agressividade mal empregue neste mundo:

O primeiro vem directamente da "Hispanofonia Vibrante" e demonstra mais uma vez que por PURA COINCIDÊNCIA em todos os países altamente miscigenados do continente americano são "Ganges" compostos por homens cobardes, profundamente pouco inteligentes e sem qualquer tipo de escrúpulos, que ditam as leis nas ruas:

https://www.jn.pt/mundo/interior/youtuber-ameacada-por-gangues-no-mexico-foi-morta-a-tiro-9102440.html?utm_source=jn.pt&utm_medium=recomendadas&utm_campaign=beforeArticle&_ga=2.172492195.108477770.1518032573-1180263258.1517868724

Também por coincidência estes acontecimentos "exóticos" começam a ter lugar na Península Ibérica, o que prova que temos toda a razão por denunciar a terceiro-mundização que esta península gradualmente vai sofrendo devido ás influencias das ex-colónias:

https://www.jn.pt/mundo/interior/encapuzados-invadem-hospital-espanhol-e-libertam-narcotraficante-9103971.html?utm_source=jn.pt&utm_medium=recomendadas&utm_campaign=beforeArticle&_ga=2.202319505.108477770.1518032573-1180263258.1517868724

Enquanto isso os "Fake" me(r)dias do 1* mundo vão continuando a propagar os seus delírios:

http://www.bbc.com/news/uk-scotland-edinburgh-east-fife-42872061

Ass: FdT

Anónimo disse...

Afonso vê o estado a que chegamos, a FPF seguida pelos portugueses como se supostamente nos devesse representar (Portugal) a titulo desportivo, projecta uma campanha quase de substituição do nosso povo, veja-se os videos que eles fazem:

https://www.youtube.com/watch?v=zGL_MJIEOsw

https://www.youtube.com/watch?v=ri97RXnJQs8

que "Portugal" é este?

Assinado: Fuas Roupinho

Afonso de Portugal disse...

Pedro disse...
«Deporta essa aberração que se diz filipina para as Filipinas. Vamos ver o que o Rodrigo Duterte vai fazer com ela? »

Ahahahaha Não sei não, há coisas muito estranha na Ásia, sexualmente falando. Nem precisa de ir ao Japão para constatar que os asiáticos são um bocado tarados. Esse traveco era capaz de fazer sucesso em Manila!


Lura do Grilo disse...
«Catita»

Não era bem o adjectivo que eu tinha em mente, mas também serve! ;)


Ramiro Lopes Andrade
«Eu tenho medo de passar perto destes degenerados, e as culpadas desta situação absurda, são estas loucas feministas, que já destruíram a Suécia, Noruega, UK , etc.»

O problema é que eles são cada vez mais, caro Ramiro! Um tipo já não pode ler as notícias sossegado, que aparece sempre um larilas qualquer, um traveco espalhafatoso, uma fufa revoltada... enfim, estes doentes mentais saem de todos os lados!!!


«nunca se sabe se a polícia vem as nossas casas para ver o olho do cú, para terem certeza que somos enrrabados todos os dias»

Já faltou mais! Na América já andam a dizer que não querer namorar com os travecos é "transfobia"! Apesar da vitória do Presidente Trump, aquele país está mais louco a cada dia que passa!

Abraço!


FdT disse...
«Que criatura era aquela no minuto 2:55? :0»

O mais surreal é que já não é a primeira do género! Há um cromo que fez uma data de operações para se tornar lagarto:

http://www.thelizardman.com/

E este outro cromo tornou-se famoso por implantar um para de cornos na testa, literalmente:

http://www.dailymail.co.uk/femail/article-2556793/Modification-artist-spends-10-000-attempting-turn-Devil.html

E depois temos esta criatura:

https://www.mirror.co.uk/news/world-news/dad-spends-30k-surgery-look-9418188

E ainda esta:

https://www.mirror.co.uk/news/world-news/i-want-sexless-alien-man-9946802


«trago-lhe aqui 3 links dada a abundância de degeneração, burrice e agressividade mal empregue neste mundo:»

Muito obrigado, caro FdT! O de Espanha é especialmente vibrante e vou ter mesmo de fazer uma posta! Quanto aos "poliamorosos", não deixa de ser engraçado constatar que quase todos estes "casais" de três são constituídos por dois homens e uma mulher. Ou seja, uma puta, um cornudo e cobridor! :P

Afonso de Portugal disse...

Fuas Roupinho disse...
«que "Portugal" é este?»

Meu caro Fuas Roupinho, eu ando a alertar há anos, HÁ ANOS, para a toxicidade do futebol e para a necessidade de o boicotarmos. Tenho até uma etiqueta aqui no TU, chamada "triste futebol" onde tenho mostrado a GRANDE VERDADE de que o futebol é um dos maiores cancros morais e um dos maiores focos de iminvasão do Ocidente, apenas para ser covardemente insultado e ridicularizado por outros "nacionalistas". E nem mesmo quando o antifa Lá Lá Cardo me atacou por usar a expressão "pretogal" e por dizer mal da "nossa" selecção, esses cabrões "nacionalistas" mudaram a merda do seu discurso!

Essa atitude da FPF não me surpreende nada, mesmo nada, porque eu já a previ há muitos anos atrás! Tenho dito aqui no TU, ao longo dos anos, que é apenas uma questão de tempo até vermos acontecer no futebol europeu aquilo que aconteceu na NBA norte-americana (em tempos dominada por brancos), porque o futebol é um negócio e nos negócios manda o dinheiro, não os princípios, muito menos o racialismo! A cada ano que passa, os clubes e selecções europeias tenderão a ficar cada vez mais africanizados. É inevitável, dada a realidade demográfica do Velho Continente.

A culpa é sobretudo nossa, porque continuamos a acompanhar e a torcer por equipas mestiças. Um tipo que se diz portista e depois vibra com uma equipa cheia de Aboubkars, Maregas, Danilos, Brahimis e afins não é portista nenhum, mas sim um apátrida cosmopolita. Um tipo que se diz sportinguista e depois vibra com uma equipa cheia de Gelsons, Doumbias, Williams Carvalho, Rafas Leão, Wendeis e afins não é sportinguista nenhum, mas sim um apátrida cosmopolita. Um tipo que se diz benfiquista e depois vibra com uma equipa cheia de Eliseus, Varelas, Luisões, Douglas e afins não é benfiquista nenhum, mas sim um apátrida cosmopolita.

Obrigado pelos vídeos! São deprimentes, mas necessários para que se percebe a valente merda que é o "desporto-rei"!

Anónimo disse...

Concordo em quase tudo que escreves Afonso, no entanto, penso que da mesma forma que a cultura, os média, ou o ensino, hoje em dia estão podres e infiltrados por marxistas, o futebol não seria excepção á regra.

E ele é utilizado como propaganda e arma de colonização extra---europeia da nossa terra. basta ver a quantidade de palops e brasileiros que vêm para cá, o mesmo se vê por exemplo no campeonato francês ou inglês. Mas nem sempre foi assim,isto era a selecção nacional portuguesa nos anos 20 do século passado:

http://cdn.ptjornal.com/wp-content/uploads/2014/11/Selecao_Nacional_1921_9.jpg

Era Portugal, o que mudou? o marxismo cultural ganhou. Quanto aos clubes acho que tem que se voltar ao tempo das % definidas jogadores estrangeiros, se bem que isso hoje já nem conta muito,visto que a nacionalidade de qualquer país europeu é entregue quase de forma banal e sem controlo.

assinado Fuas Roupinho

Afonso de Portugal disse...

Fuas Roupinho disse...
«Era Portugal, o que mudou? o marxismo cultural ganhou.»

Também foi isso, mas não só isso, caro Fuas Roupinho. O futebol é uma mistura de marxismo cultural com capitalismo selvagem. Essa parte não deve ser descurada: foi a procura da vitória a qualquer custo, logo do lucro a qualquer custo, que levou os clubes portugueses a ir buscar jogadores ao terceiro-mundo. E eles fá-lo-ão cada vez mais no futuro! Como o futebol se tornou global, hoje em dia os clubes só conseguem manter-se competitivos se forem buscar os melhores jogadores. Ora, como os europeus, entre o declínio demográfico e a sedentarização, produzem cada vez menos jogadores de qualidade, então "só resta" ir buscar os africanos.

Eu prefiro mil vezes não ganhar nada do que ganhar com uma equipa cheia de africanos, como é o caso da "nossa" selecção. Mas a maioria dos europeus não vê a coisa assim...

Pedro disse...

Afonso disse ...
"Ora, como os europeus, entre o declínio demográfico e a sedentarização, produzem cada vez menos jogadores de qualidade, então "só resta" ir buscar os africanos."
Os africanos são ruins de futebol. Qual foi a última vez que um país africano ganhou uma copa do mundo ou copa de olimpíada? Se fosse só para ganhar faria mais sentido buscar somente sul-americanos.

Afonso de Portugal disse...

Mas, caro Pedro, não podemos ver a coisa apenas em termos de selecções. Fora dos EUA, os africanos também não tiveram grande sucesso como jogadores de basquetebol e, no entanto, são eles que dominam a NBA.

É verdade que muitos negros são tecnicamente pouco dotados, mas nem todos. E a maioria deles compensa a falta de técnica com uma grande pujança física, sobretudo até aos 30 anos. O exemplo mais flgrante é o campeonato inglês ou Premier League, onde há muitos "jovens" que praticamente só sabem correr rápido e chutar forte.

Depois há outro problema, que é o custo de contratação dos jogadores. Os jogadores sul-americanos, apesar de mais dotados tecnicamente, são geralmente mais caros. Os jogadores africanos são geralmente mais acessíveis, o que tende a aumentar imenso a margem de lucro dos empresários sem escrúpulos. Tudo isto contribui para a desgraça que vemos actualmente no futebol.

Pedro disse...

Afonso, ganhar não é o único motivo dos clubes e seleções e nem é o principal motivo. Os outros motivos são reduzir custos e diversidade (que é sinônimo de não-branco). Negros são só fisicamente superiores na corrida. Eles dominam o NBA e o NFL pelo mesmo motivo que no futebol europeu: reduzir custos e plano Kalergi.

O futebol na Inglaterra, Itália, Alemanha e Holanda era muito bom quando era 100% europeu.

Afonso de Portugal disse...

Duvido muito que as equipas 100% europeias do passado pudessem competir com as equipas actuais, caro Pedro. Apesar de tudo, o futebol evoluiu muito nas últimas décadas. A tese da redução de custos também não me convence totalmente... basta olhar para o valor da transferência exorbitante do Paul Pogba para o Manchester United: 105 milhões de euros!

O grande problema aqui é que a raça branca já não produz jogadores de futebol que sejam, ao mesmo tempo, física e tecnicamente dotados. Os jovens europeus, levam cada vez mais uma vida de sedentarismo, com muitas maratonas de PlayStation e toneladas de comida de plástico no seu currículo. Já os alógenos, demasiado estúpidos para estudar e geralmente mais dados à vida fora de casa, tendem a apresentar uma forma física superior, sobretudo no início da idade adulta, o que faz com que sejam mais facilmente contratados pelos clubes e escolas de futebol.

Depois há também o problema das taxas de natalidade: em África, há vários países com taxas de fertilidade acima dos 5 filhos por mulher, alguns até com 6 e mais filhos por mulher. Em Portugal, a taxa de fertilidade fica-se pelos 1,3 filhos por mulher e não há nenhum país europeu -NENHUM!- que chegue sequer à taxa mínima de renovação da sua população, que é de 2,1 filhos por mulher.