quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Em Espanha: encapuzados invadem hospital e libertam narcotraficante



     Sai mais um muito obrigado! para o Filho da Truta por nos ter trazido este episódio bem catita e ilustrativo dos incontáveis benefícios proporcionados pela imigração e pela diversidade: 

«A tarde de terça-feira Martes foi de sobressalto no Hospital de La Línea de la Concepción, em Cádiz, Espanha, depois da detenção de um narcotraficante, que precisou de receber assistência médica. A unidade hospitalar para onde foi levado pela polícia foi invadida por duas dezenas de criminosos, que chegaram em veículos todo-o-terreno e libertaram o alegado membro do gangue "Los Castañitas".»

Interrompo a notícia aqui para salientar: isto não ocorreu na Colômbia, na Bolívia ou no Equador, isto aconteceu mesmo num hospital de Espanha, país europeu com o 14º maior PIB do mundo e membro da União Europeia desde 1986!

«O caso começou com a detenção de S.C.D., um conhecido das autoridades por pertencer ao grupo "Los Castañitas" e sob o qual pendia um mandado de captura. O suspeito foi detectado na rua, fugiu de mota, mas acabou por cair e ficar ferido. As autoridades levaram-no ao hospital para receber tratamento, mas nada fazia esperar o que aconteceu de seguida.

Segundo o "El País", duas dezenas de homens chegaram ao hospital em vários veículos t
odo-o-terreno e entraram à força no local, sem que alguém pudesse impedi-los, ainda que os dois polícias que vigiavam o suspeito o tivessem tentado. Um dos protagonistas da invasão foi detido, mas os outros delinquentes e o narcotraficante conseguiram sair do hospital, sem serem travados. Ninguém ficou ferido no incidente que deixou os presentes em alvoroço.
 

Nas ruas, foi montado um dispositivo de larga escala para localizar os suspeitos, mas até ao momento ainda não foi possível localizá-los. O ministro do Interior, Juan Antonio Zoidos, encontra-se agora debaixo de fogo, já que oposição e sindicatos policiais consideram existir "falta de pessoas e de meios" naquela região "com elevado índice de delinquência".

O político garante que estão a ser analisadas imagens de videovigilância, que ajudem a obter pistas e levem a avanços na investigação.
»

A notícia não nos diz nada sobre a nacionalidade e sobre a identidade étnica destes "castañitas", pelo que teremos de ficar assim, sem saber... no entanto, uma coisa é certa: mesmo que estes traficantes de droga sejam brancos espanhóis, a droga tem de vir de algum lado e são bem conhecidas as ligações históricas de Espanha ao mundo vibrante da América Lat(r)ina...

____________
Ver também: 


Em Espanha, desmantelada rede de tráfico de droga colombiana
Brasuca tentou levar cerca de um quilo de cocaína para Barcelona...
Mulher transportava cocaína em implantes mamários
Em Espanha: tarado colombiano filmou as partes íntimas de 326 mulheres!
Em Espanha: venezuelano "enriquece" agente da polícia
Não se preocupem, que isto não é uma invasão!
Nova tentativa massiva de entrada de ilegais em Melilha
Iminvasores senegaleses provocam o caos em Salou (Catalunha)

2 comentários:

Pedro disse...

Traficante não deveria receber assistência médica nenhuma, nem é gente. O Ocidente fica dando direitos humanos para quem não é humano e é uma das razões da decadência.

Afonso de Portugal disse...

Verdade. Os direitos humanos deviam ser reservados para aqueles que cumprem a Lei. Mas na Europa toda a gente tem "direitos". O que significa que, na prática, os criminosos são aqueles que têm mais.