terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

E em França, continua a dança (11)...


     Hoje, 19 de Fevereiro de 2017, dois "indivíduos" foram mortos à machetada durante uma rixa festa da diversidade junto à estação ferroviária de Matabiau, na cidade de Toulouse. A polícia descreveu as vítimas como "sem abrigo", mas lá foi dizendo que a área onde tudo aconteceu é "notória" por ser usada por traficantes de droga. Eu acrescento que Toulouse é também uma das cidades mais islamizadas de França.

A fachada da estação de Matabiau, junto à qualteve lugar o crime a grande festa.

Esta foi apenas um das muitas maravilhas com que o país presidido pelo globalista Nelinho Macron foi brindado nas últimas semanas. Houve muitas outras:
  • No dia 18 de Fevereiro, as secretas francesas divulgaram que  67 "parisienses" que viviam no bairro de Trappes, uma "no-go zone" dos subúrbios de Paris, foram recrutados pelo Estado Islâmico (ISIS). Em Trappes haverá pelo menos 1500 salas de oração islâmica e 5 mesquitas. De acordo com o Dr. Leslie Shaw, Presidente do Fórum para a Gestão do Radicalismo Islâmico, em Trappes todos os talhos são Halal, as mulheres vestem-se de acordo com os preceitos islâmicos mais restritivos e o bairro é um autêntico Estado à parte do resto de França.
  • No dia 14 de Fevereiro, uma "mulher polícia" de 20 anos, descrita como "radicalizada" pelos seus colegas de profissão, foi detida no subúrbio de Seine-Saint-Denis (Paris) depois de ter sido acusada de desviar duas pistolas Sig Sauer de 9 mm da esquadra em que trabalhava. As autoridades não explicaram como é que uma das suas agentes foi "radicalizada" e por quem...
  • No dia 13 de Fevereiro, a socióloga francesa Isabelle Gillette-Faye, directora do Grupo para a Abolição da Mutilação Genital Feminina, afirmou que 30% das meninas do bairro Seine-Saint-Denis (o mesmo do caso anterior) estavam em risco de virem a ser vítimas de mutilação genital feminina.
  • No dia 3 de Fevereiro, um homem entrou num salão de cabeleireiro em Mantes-la-Jolie, uma comuna a Oeste de Paris, e ameaçou chacinar os presentes. O homem, que já era conhecido das autoridades locais pela sua "radicalização", acabou por detido e posteriormente internado por "demência".
  • No dia 31 de Janeiro, dois adolescentes muçulmanos de 15 anos espancaram um menino judeu de 8 anos por este estar a usar um quipá.
  • No dia 21 de Janeiro, as autoridades francesas acusaram um homem de 33 anos, que tinha jurado lealdade ao ISIS, de planear um ataque teorrista. O homem foi detido na cidade de Nimes (a noroeste de Marselha, a cidade mais islamizada de França) e em sua casa foi encontrado material para fabricar bombas.
  • No dia 19 de Janeiro, dois guardas prisionais foram esfaqueados, na prisão de Borgo, na ilha da Córsega, por um "recluso radicalizado" que terá gritado 'Allahu akbar!' durante o "incidente". Um dos guardas foi ferido com gravidade e teve de ser levado para o hospital. Na semana anterior, um outro "recluso radicalizado" tinha atacado outros guardas na prisão de Vendin-le-Vieil (Pas-de-Calais, a Norte de França), usando uma tesoura e uma navalha de barbear. E alguns dias mais tarde, ainda outro "recluso radicalizado" tinha atacado e ferido vários guardas na prisão de Mont-de-Marsan (Nouvelle-Aquitaine, no Sudoeste de França). No dia 18 de Janeiro, cerca de 120 "reclusos" da prisão de Fleury-Mérogis (Essone, a sul da capital Paris), a maior prisão da Europa, tinham-se recusado a regressar às suas celas. Fleury-Mérogis tem mais de 4300 reclusos e é conhecida como centro de radicalização islâmica.
  • Na manhã do dia 13 de Janeiro, um homem de 34 anos repreendeu as alunas da Escola Secundária de Dauphine (Paris) pelo seu vestuário "imodesto" e gritou 'Allahu akbar!'. O homem também terá atentado contra a fachada da Igreja de São Bernardo, acabando por ser detido pelas autoridades e posteriormente hospitalizado para "avaliação psiquiátrica".
Perante tudo isto (que é apenas uma amostra do que se passa regularmente no Francostão), parece-me pertinente perguntar: hoje em França, amanhã em Portugal?... 

___________________
Outras do Fracostão:

E em França, continua a dança (10)...
E em França, continua a dança (9)...
E em França, continua a dança (8)...
Continua a jihad sobre rodas: "maluquinho" atropela três chinocas perto de Toulouse (França)
Os 'franciús' estão num grande dilema: devem ou não aceitar que um bebé se chame 'Jihad'?
"Maluquinho" atropela seis soldados franceses em Paris, ferindo três deles com gravidade
 Três vídeos que vale a pena ver (50): Lauren Southern em Paris
Ainda a Lauren Southern em Paris... (com legendas)
Da iminvasão em França...
Polícia "franciú" desmantela acampamento de imigrantes ilegais

2 comentários:

EJSantos disse...

Não há dúvidas que é dever e direito de qualquer cidadão começar a ir ao ginásio e ao Dojo, para aprender Artes Marciais. Os (des)governantes estão-se nas tintas para a nossa segurança.

Afonso de Portugal disse...

É verdade... mas é preciso termos sempre muito cuidado, mesmo quando estivermos a agir em legítima defesa. É que quando a coisa dá para o torto, os adeptos da religião do "profeta" pedófilo têm sempre a simpatia dos juízes. Eu até já pensei em comprar uma câmara de bolso para filmar tudo quando andar na rua... não serve de prova em tribunal, mas pelo menos dá para enviar às televisões e colocar nas redes sociais!