sábado, 3 de fevereiro de 2018

E em França, continua a dança (10)...


     Um muito obrigado! ao Raghnar por nos ter trazido aqui esta notícia giríssima: afinal, Calais ainda está viva! Não, não me refiro à cidade portuária do Norte de França, que essa evidentemente nunca morreu. Refiro-me à Calais dos iminvasores vibrantes, aquela que o governo 'francíu' tinha garantido ter sido destruída! Que lhes sirva de lição: os imigrantes são como as picadas de insectos, quanto mais se coça, mas vontade de coçar ganhamos a seguir! E não há Fenistil que resolva, a única solução é mesmo manter o mosquito fora de casa ou, neste caso, o iminvasor fora da Europa!

«Confrontos entre imigrantes afegãos e africanos, na cidade francesa de Calais, fizeram mais de 22 feridos esta noite, entre eles quatro em estado grave. O policiamento foi reforçado na cidade.

Os confrontos começaram numa fila de distribuição de comida, segundo o jornal “Le Monde”. “Os afegãos vieram pela distribuição de comida e encontraram uma forte presença de africanos. Houve um movimento brusco da multidão e alguns foram feridos com barras de ferro”, Segundo fonte da procuradoria local, referindo-se ao início da disputa. O clima de rixa não se apaziguou, e ao longo do dia novos confrontos aconteceram”, acrescentou a mesma fonte.»

Mulheres e crianças fugidas aos horrores da guerra e que agora tornam as ruas de Calais mais vibrantes!

«O ministro francês da Administração interna, Gérard Collomb, viajou para o local esta madrugada para se reunir com as autoridades “depois dos graves incidentes que ocorreram”, indicou o responsável na sua conta no Twitter, garantindo que o governo irá “assumir o controlo” da situação. Calais sofreu um “nível de violência nunca visto”, sublinhou o ministro, acrescentando que “o que vivem as pessoas de Calais é insuportável”.

No total, cinco imigrantes foram baleados, quatro deles, jovens entre os 16 e os 18 anos, ficaram em estado muito grave. Outros 12 feridos sofreram traumatismos e ferimentos menores devido à utilização de armas brancas. Uma pessoa foi atropelada por um carro. E além disso, dois policiais ficaram feridos.

Em termos de vítimas, “voltamos a uma situação que é muito similar à de 2015”, ano em que foi criado o acampamento conhecido como “Selva”, desmantelado em Outubro de 2016, comentou uma fonte judicial. No entanto, “nem todos os dias são iguais em termos de violência”, acrescentou a mesma fonte.

Segundo organizações não-governamentais no terreno, neste momento há cerca de 800 pessoas instaladas na floresta de Calais; as autoridades locais falam em entre 550 e 600.»

Quanto gastou o governo francês a desmantelar Calais? O dinheiro, pelo visto, foi bem empregue!
________________
Outras de Calais:


"A Selva" de Calais transferiu-se para Paris
Onze ONG juntam-se para impedir o fim d' "A Selva" de Calais!!!
Ministro do Interior "francíu" diz que o Reino Unido tem o "dever moral" de receber os alógenos
O governo "francíu" arranjou uma forma de acabar com "A Selva" de Calais sem ter de acabar com ela!
Entretanto, em Calais... (2): confrontos entre centenas de imigrantes e a polícia francesa
Entretanto, em Calais... esquerdalho ataca residentes franceses
Invasão alógena interrompe tráfego no túnel da Mancha
«A França já não é francesa!»
Adieu, Calais!

7 comentários:

João José Horta Nobre disse...

Em França a "dança" há-de continuar até nada restar...

Anónimo disse...

Estavam só a celebrar a diversidade :D

Ass:FdT

Afonso de Portugal disse...

João José Horta Nobre disse...
«Em França a "dança" há-de continuar até nada restar...»

O que vale é o que o ex-banqueiro Rothschild e ex-ministro do Manuel Valls que dá pelo nome de Nelinho gerontófilo Macron (ou Hollande II) vai salvar aquele país!... Vai salvá-lo dos franceses! ;)


FdT disse...
«Estavam só a celebrar a diversidade :D»

É outra das incontáveis vantagens decorrentes da sua magnífica presença: com eles, há festa todos os dias! :P

Ricardo Amaral disse...

A propósito de França(e andou o Martel a lutar para isto) http://portuguesesprimeiro.org/wp/index.php/2018/02/05/eu-apoio-os-5-de-poitiers/

Afonso de Portugal disse...

Mais uma excelente iniciatava da Associação PP! Obrigado, caro Ricardo Amaral, vou divulgar!

Leitora disse...

Acaso não saiba, Afonso, esses caras ai na rua com paus - imagina você dar de cara com esse pessoal vindo na sua direção? Acho q eu saia correndo pro outro lado..continuando - esses caras aí são descendente de Reis e Rainhas e fundaram a grande civilização egípcia. Ah, na verdade, eles também são os reais primeiros moradores da América, e também foram os primeiros europeus. Não sabia que o primeiro britânico era um neguinho de olho azul?
https://www.theguardian.com/science/2018/feb/07/first-modern-britons-dark-black-skin-cheddar-man-dna-analysis-reveals
(caso queira fazer uma postagem disso, acho q seria engraçado)
Resumindo, todas as civilizações e as invenções foram feitas na verdade por negros, sim, eletricidade, saneamento, meios de transporte, foram todos criados por negros na verdade, na verdade.
Vc mesmo pode ser descendente de um desses reis egicpcios europeus americanos negros, não sabia? É o que dizem os detentores da verdade: os cientistas

Afonso de Portugal disse...

É... esses "cientistas" modernos e progressitas estão sempre descobrindo "coisas novas". É curioso que já li vários artigos desse género, mas nunca percebi exactamente como é que eles estão tão certos do tom de pele dos esqueletos que analisam. Desde logo, não acredito que o ADN desses antepassados esteja suficientemente bem conservado para permitir essa análise...

E claro, há outra questão importante: mesmo que essa gente tenha tido mesmo a pele escura, desde quando é que raça é apenas cor de pele?...