sexta-feira, 28 de julho de 2017

No Reino Unido: jovem de 15 (14?) anos violada pelo homem a quem pediu ajuda após ter sido violada


Um muito obrigado! ao Filho da Truta (FdT) por nos ter trazido aqui este caso especialmente vibrante:

«A polícia britânica tem a decorrer uma caça a dois homens suspeitos de terem violado uma jovem de 15 anos [a Sky News diz que ela só tinha 14] entre o final de dia de terça-feira Martes e a madrugada do dia seguinte. As autoridades estão a pedir que possíveis testemunham entre em contacto para tentar identificar os alegados autores dos ataques. 

O local onde terá decorrido a primeira violação, segundo a Sky News.

De acordo com o Independent, o primeiro ataque à jovem terá acontecido numa zona mais escondida da estação de comboio de Witton, em Birmingham, perto do estádio do clube de futebol Aston Vila. A jovem estaria com uma amiga quando foi levada por um homem que se aproximou dela. Depois do ataque a jovem saiu da estação e abordou um carro que passava na altura para pedir ajuda. Terá sido homem o autor da segunda violação.

Segundo a polícia, ambos os atacantes serão de "origem asiática" e estarão na casa dos 20 anos. "Isto é uma situação terrível e temos técnicos especializados a apoiar esta jovem. É fundamental investigar o que aconteceu o que aconteceu durante aquelas horas e identificar os dois atacantes", disse Tony Fitzpatrick, inspector-chefe da polícia de transportes, uma das autoridades envolvidas na investigação do caso.

O mesmo acrescentou as equipas estão a analisar as imagens colhidas pelas câmaras de vídeo públicas e deixou um apelo: "Apelamos a todas as pessoas que possam ter estado na zona, entre o final de terça-feira Martes e a madrugada de Mércores e que tenham visto duas raparigas acompanhadas por um homem mais velho que entrem em contacto connosco. O mesmo pedimos a quem viu um carro suspeito perto da estação de Witton por volta das duas da manhã".»

Como os meus leitores decerto saberão, "origem asiática" é a forma como os mé(r)dia britânicos designam quase sempre os violadores muçulmanos paquistaneses, afegãos, nepaleses e afins. Durante as violações em massa de Rotherham e Rochdale, por exemplo, os gangues de violadores muçulmanos eram quase sempre descritos como "grupos de homens asiáticos".

Quanto à jovem violada, é preciso ser realmente muito inocente para pedir ajuda a um muçulmano depois de ter sido violada por outro! Todo o "islamófobo" que se preze sabe que os muçulmanos desprezam visceralmente as mulheres violadas e encaram a violação como sendo da exclusiva responsabilidade da mulher. Não é por acaso que, em países como o Afeganistão, o Paquistão e a Arábia Saudita, muitas das mulheres violadas acabam por ser "punidas pelo seu crime"... se tiverem sorte, com a prisão e umas dezenas de chicotadas... se não tiverem, com uma lapidaçãozita vibrante!

Sem comentários: