terça-feira, 11 de julho de 2017

No Reino Unido: adolescente de 14 anos presa por... "racismo"!


«Uma jovem [sem aspas] de 14 anos foi presa por supostamente fazer comentários racistas numa escola dos arredores de Manchester.

Codie Stott [na fotografia ao lado] pediu para trocar de grupo de trabalho durante uma aula de ciências. O grupo era constituído por cinco alunos asiáticos [faço notar aos caros leitores que "asiáticos" é um termo muito utilizado no Reino Unido para descrever paquistaneses, afegãos, nepaleses e afins] em que apenas um deles falava inglês.

A jovem de 14 anos foi detida e questionada por uma unidade de delinquência juvenil, antes de ser libertada sem acusação. A direcção da escola está a ponderar que decisão tomar sobre o caso. Codie contou: "Perguntei à professora se podia mudar de grupo porque não entendia a língua falada pelos meus colegas, mas ela disse que estava a ser racista e começou a gritar comigo!" Foi feita uma queixa e a jovem foi levada para uma esquadra da polícia. A mãe de Codie afirmou que as jóias e os atacadores que a Codie envergava foram removidos pelos agentes, tendo as suas impressões digitais e amostras de ADN sido retiradas. A jovem chegou mesmo a ser colocada numa cela!

A direcção da escola disse que queria garantir que havia uma atitude carinhosa e tolerante para os alunos de todas as origens étnicas e que não tolerava o racismo de qualquer forma. A polícia de Manchester disse que leva os relatórios de crimes de ódio muito seriamente e que o tratamento da adolescente estava de acordo com o procedimento normal.»

Agora digam-me, caros leitores, mas digam-se sinceramente se este caso não é digno de um estado repressivo e totalitário! Arrastar uma pré-adolescente para a prisão com base numa denúncia estapafúrdia de uma professora histérica, despojá-la das suas jóias e atacadores, tirar-lhe as impressões digitais e amostras de ADN e enfiá-la numa cela, com se ela fosse uma criminosa de verdade!

Isto já não me choca, mas revolta-me. Revolta-me de uma forma tão visceral que só posso estar grato por não saber nada a respeito do traste da professora e sobre os canalhas que prenderam a Codie, porque, se os apanhasse à minha frente, desgraçava a minha vida! Isto não se admite, não há qualquer desculpa possível para casos como este!!! Isto faz lembrar as histórias mais sinistras da ex-URSS, em que a palavra de um informador ou de um agente dp governo era suficiente para destruir a vida de uma pessoa! Mas quem julga esta gente que é?!?!

É isto que queremos para a Europa? É isto que queremos para os nossos filhos? Pois se continuarmos como até aqui, é isso que teremos!!!

13 comentários:

Anónimo disse...

Esta ainda consegue ser pior do que aquilo que o ministerio publico fez aos policias portugueses que "torturaram" e "discriminaram" "jovens" da cova da moura. Mas já agora de onde é que o caro blogueiro tirou esta noticia?

Ass:FdT

Afonso de Portugal disse...

Da insuspeita BBC, caro FdT! Eu costumo incluir o link das notícias que divulgo logo na primeira frase que transcrevo... e esta não é excepção! Clique em "uma jovem" logo no início do texto e vai lá ter! :)

Armor King disse...

Machester precisa de ser mais enriquecido pelos vistos eles já se esqueceram do último ataque terrorista.....

Isto é o que acontece por termos repetidores ideológicos em vez de professores e educacadores, gostava de saber onde é que há racismo na pergunta que a jovem fez, mas os esquerdistas tais como as feministas assumem sempre o motivo que os outros agem de uma certa forma ou dizem certas coisas é por causa de um ódio intrínseco, mas na verdade eles é que estão a projectar o ódio que eles próprio sentem para com os não conformistas.

A polícia britânica é uma vergonha sempre que a um "crime de ódio" eles em menos de 1 hora já estão a porta do "criminoso" pronto para prende-lo e levar para a esquadra, mas em relação aos gangs de violadores "asiáticos" e aos mais de 10000 potenciais terroristas a ser "monitorizados" não mexem uma palha.

Anónimo disse...

Obrigado pelo esclarecimento meu caro. Nunca tinha reparado nesse promenor. Já agora se quiser vomitar, mas vomitar mesmo, passe os olhos pelo site do jornal (Afro)Publico desta manhã. Destaque incrivel ao "racismo na cova da moura" com varios artigos com titulos como:
"Os jovens estao a falar verdade"
"Cova da moura sem lei"
"E agora ainda alguem tem duvidas"
"BE pede esclarecimentos ao governo sobre racismo policial"
"Uma esquadra inteira acusada de racismo"
"Codigo penal preve suspensão dos policias"
"Esquadra inteira acusada de racismo"

Esta merda, sim meu caro vou utilizar vernaculo porque isto é uma autentica merda de país, é um ataque sem percedentes aos unicos indidviduos que nos protegem de certa escumalha, escumalha que tem matado policias, taxistas e civis.

Nem o jornal oficial de um qjalquer partido "black power" era capaz de fazer isto.

Mais vale entregarem o país aos jovens.

Ass:FdT

Afonso de Portugal disse...

Armor King disse...
«Machester precisa de ser mais enriquecido pelos vistos eles já se esqueceram do último ataque terrorista...»

Pois é... Manchester e o todo o Reino Unido! Muitos nacionalistas ficaram chocados com a vitória recente do lacaio globalista Macron sobre Le Pen em França, mas o Reino Unido é um caso ainda mais desconcertante: o país não tem um único partido nacionalista digno desse nome! É realmente notável, pela negativa, tendo o em conta o estado em que se encontram muitas das suas cidades, em particular o Londristão!



«os esquerdistas tais como as feministas assumem sempre o motivo que os outros agem de uma certa forma ou dizem certas coisas é por causa de um ódio intrínseco, mas na verdade eles é que estão a projectar o ódio que eles próprio sentem para com os não conformistas.»

Exacto! Nada garante, por exemplo, que esta rapariga não tenha já andado aos beijos a um escurinho qualquer no recreio da escola. Acontece por todo o Ocidente, sobretudo em Inglaterra... mas alguém quis saber disso? Não, caíram-lhe logo todos em cima, porque não querer trabalhar com um grupo de pessoas cuja língua nem sequer conseguimos entender "é raciiiiiiiiismo", pá!!!!


«A polícia britânica é uma vergonha sempre que a um "crime de ódio" eles em menos de 1 hora já estão a porta do "criminoso" pronto para prende-lo e levar para a esquadra, mas em relação aos gangs de violadores "asiáticos" e aos mais de 10000 potenciais terroristas a ser "monitorizados" não mexem uma palha.»

É verdade! O Tommy Robinson, por exemplo, já foi detido várias vezes pela polícia por denunciar os crimes dos muçulmanos. Da última vez, entraram-lhe em casa às 4 h da manhã e prenderam-no em frente à mulher e às filhas menores! Mas em Rotherham e em Rochdale, os desgraçados dos polícias brancos (é preciso salientar bem esta parte, brancos!!!) deixaram 1400 meninas serem violadas e prostituídas pelos "asiáticos" ao longo de mais de uma década! Que nojo de polícia! Que nojo de país! E pensar que é o destino preferido pelos nossos emigrantes!!!

Afonso de Portugal disse...

FdT disse...
« Já agora se quiser vomitar, mas vomitar mesmo, passe os olhos pelo site do jornal (Afro)Publico desta manhã.»

Ainda bem que o caro FdT avisou, porque é mesmo de vomitar! Mais uma vez, esse "jornal" que não passa de um panfleto marxista mal dissimulado, mostra a sua verdadeira cara, ao julgar em praça pública os agentes de uma esquadra inteira que, no mínimo dos mínimos, têm direito ao princípio da presunção de inocência!

No entanto, quando são os "jovens" a ser acusados, o mesmo Al-Afro-Público remete-se ou silêncio, ou pior, faz crónicas de "sensibilização" (que é como quem diz de desresponsabilização) para os problemas dos bairros periféricos e para a "exclusão social" a que os "pobres coitadinhos marginalizados" são votados!


«Esta merda, sim meu caro vou utilizar vernaculo porque isto é uma autentica merda de país, é um ataque sem percedentes aos unicos indidviduos que nos protegem de certa escumalha, escumalha que tem matado policias, taxistas e civis.»

Esteja à vontade, caríssimo, eu entendo bem a sua frustração e sei que há algo de terapêutico no emprego dessas expressões! :)

A verdade é que as todas as polícias ocidentais têm estado sob ataque cerrado por parte da superclasse mundialista e esta acusação do MP destina-se precisamente a enviar um recado aos polícias portugueses: "ou vocês passam a agir mais como a polícia britânica, sempre com paninhos quentes com os alógenos, ou nós vamos destruir as vossas vidas!"

Eu próprio já quis falar um pouco sobre este caso, mas a verdade é que não há muito de concreto nas notícias veiculadas até ao momento: o teor da acusação do MP é muito vago e parece baseado apenas no relato dos "jovens" ou pouco mais do que isso...

Por exemplo, esta descrição, que fui buscar ao Observador da "direitinha" parece-me francamente inverosímil:

«Também houve agressões verbais: “Vão morrer todos, pretos de merda!”; “Não sabem como odeio a vossa raça. Quero exterminar-vos a todos desta terra. É preciso fazer a vossa deportação. Se eu mandasse vocês seriam todos esterilizados”; “É melhor irem para o ISIS”; “Vocês vão desaparecer, vocês, a vossa raça e o vosso bairro de merda!”.»

http://observador.pt/2017/07/11/agentes-da-psp-acusados-de-crimes-de-tortura-racismo-e-injuria/

Custa-me muito, mas mesmo muito a acreditar que, nos tempos que correm, um agente da autoridade tenha mesmo dito isto! Numa altura em que o politicamente correcto é a lei absoluta e em que as consequências de ser racista são gravíssimas, eu não consigo acreditar que um agente da PSP tenha sido suficientemente estúpido para dizer estas coisas. Não acredito!!! Isto cheira-me a armadilha, para não dizer pior... aliás, gostava de saber quem foi ao certo o procurador ou procuradores do MP que formularam a acusação!


«Mais vale entregarem o país aos jovens.»

É precisamente isso que está a acontecer. O processo tem sido gradual, mas está a acontecer! Mas os “tugas” gostam, a avaliar pelas sondagens que já dão mais de 40% ao monhé!...

Leitora disse...

"Custa-me muito, mas mesmo muito a acreditar que, nos tempos que correm, um agente da autoridade tenha mesmo dito isto! "
Policiais lidam de perto com os "jovens", devem conhecer eles melhor do que quem não convive tanto com eles. Mas não estou dizendo com isso que eles disseram essas coisas, mas gostaria de saber o que policiais acham dos "jovens", por lidarem sempre com eles.

CENSURADO AGAIN disse...

ela é mestiça by direita

Ivan Baptista disse...

"Custa-me muito, mas mesmo muito a acreditar que, nos tempos que correm, um agente da autoridade tenha mesmo dito isto!"

http://observador.pt/2017/07/11/agentes-da-psp-acusados-de-crimes-de-tortura-racismo-e-injuria/

Pois eu acredito que os agentes da policia tenham dito coisas do tipo e até feito coisas ainda piores.
Tal como eu me lembro ter dito, este tipo de ações dos agentes de autoridade, é abuso de poder, e no caso do Mata-Leão feito ao Brasileiro, eu lembro-me de ter dito isso. Só que o problema que se põe não é esse.
É que se fosse a mesma situação com brancos, o problema não teria tanto impacto e não seria referenciado como sendo, um acto racista.
Eu lembro-me do incidente de um subcomissário que agrediu um adepto do Benfica à frente da sua família, e não se viu (acho eu) nenhum destaque, a um problema de diferenciação ou de discriminação. E é claro que o acto do sr.comissário foi um acto condenável, tal como os actos dos agentes da psp na cova da moura também o são, e devem ser penalizados sobre esse mesmo tipo de actitude.
O que se dá maior destaque e relevância, é a criminalização do racismo.
E o caso, se não me engano, foi noticiados em 2015 e só agora é que se dá tanto destaque á noticia ? Mas porquê é que só agora é que se concluiu e se acusou os agentes da PSP pelos crimes ? Hum, para mim isso é muito estranho, é muito suspeito!!!


É curioso, também eu fui e até nalgumas vezes sou, vitima de preconceito e inclusive de racismo também. É estranho não é ? Um branco a ser alvo de racismo, num país de maioria autóctone branca. Pá,fui... e muitas vezes continuo a ver esse mesmo problema.
Quantas vezes é que me abordavam e assaltavam a mim e a colegas meus, por pretos ou outras diferentes etnias ! Quantas vezes é que não vejo, falta de civismo nos transportes públicos ! Também há brancos? Mas é claro que há. Mas estas coisas acontecem na maioria das vezes, a um alvo branco. Os mesmos "Jovens", muito raramente fazem igual aos seus. Talvez porque somos um alvo muito mais fácil! Mas prontos, brancos não podem ser vitimas de racismo, assim como os homens não podem ser vitimas de sexismo por parte das feministas :)
O raxismo de hoje, é referenciado de maneira diferente, porque é legitimo i.e agredir um raxista, porque prontos, é legitimo fazer-se justiça pelas propiás mãos! Pá, e se eu disser qualquer parecida com que a adolescente Codie Stott disse, assim qualquer coisa raxista, prontos, já me podem condenar por raxismo! E esse é o que nos reserva o nosso futuro :)
Porreiro pá.

Voltando ao caso da cova da moura... bom, não é por se condenar os agentes de autoridade, de que se resolvem os problemas da delinquência, tráfico de Drogas e etc... Até porque, no lugar de uns jovens delinquentes.. vão lá parar outros.
Os mesmos que defendem as "minorias", são os mesmos que negaceiam o crime com estas comunidades :) Pode parecer, sei lá, paranoia ou assim, mas o poder politico está bem por detrás disto. Eu lembro-me de falar com um senhor, pai de um amigo meu, que se reformou da empresa da PT ali de picoas em LX, e eu sei que isto não têm nada a ver, mas ele contou-me de que todas as esquerdas, PS,BE,PCP, eram exactamente iguais. De que as pessoas não sabem, que estão a ser bem enganadas. E isto ainda foi, se não me engano, no tempo do Sócrates na sua maioria absoluta.
É curioso, se o mesmo senhor ainda estivesse hoje vivo, eu poderia-lhe dar toda a razão. É que eu na altura ainda estava muito séptico a essa ideia, mas o que ele contou, é hoje bem verdade. É que hoje vivemos numa ditadura ao contrário, e disfarçada de democracia. Pá, a democracia não é perfeita, mas é algo pelo menos em teoria, bem melhor do que uma ditadura. A diferença é que se voltassemos a um regime autoritário, as politicas seriam bem mais transparentes.

Pode não ter nada a ver, mas veja só este vídeo do Nando Moura Afonso ;)

https://www.youtube.com/watch?v=QG7vNGobFqw



Afonso de Portugal disse...

Leitora disse...
«Policiais lidam de perto com os "jovens", devem conhecer eles melhor do que quem não convive tanto com eles. Mas não estou dizendo com isso que eles disseram essas coisas, mas gostaria de saber o que policiais acham dos "jovens", por lidarem sempre com eles.»

Leitora, eu acredito que haja polícias que pensam essas coisas, mas dizê-las em público é outra história! Não acredito que um agente da polícia fosse tão estúpido a ponto de dizer isso!


Censurado Agaian disse...
«ela é mestiça by direita»

Ahahahah “by direita” todo o mundo é mestiço! Desconfio que ele próprio deve chorar copiosamente quando se vê ao espelho: “Meu deus, eu não sou um nórrrdjicu puru!!! Porquê? Porquê?!?!? Eu me odeio!!!! Buáááá


Ivan Baptista disse...
«Pois eu acredito que os agentes da policia tenham dito coisas do tipo e até feito coisas ainda piores.»

Mas o Ivan acredita com base em quê? No depoimento dos “jovens”? Na acusação do MP, cujos procuradores podem muito bem ser Guerreiros da Justiça Social?


«Tal como eu me lembro ter dito, este tipo de ações dos agentes de autoridade, é abuso de poder»

É abuso de poder? Como é que o Ivan sabe? O Ivan estava lá para ver? Eu recordo ao Ivan que, apesar de crucificação indecente dos agentes acusados por parte dos mé(r)dia “tugas”, eles ainda não foram julgados! E têm todo o direito ao princípio da presunção de inocência!!!

Além disso, mesmo que o tribunal os declare culpados, nós já sabemos que há um viés muito forte contra as forças de segurança... basta recordar o caso do agente Hugo Ernano!


«e no caso do Mata-Leão feito ao Brasileiro, eu lembro-me de ter dito isso. Só que o problema que se põe não é esse.»

O brasileiro do mata-leão mereceu inteiramente. Eu até acho que o agente da GNR foi demasiado brando, aquilo não foi violência policial nenhuma! Quando a polícia nos dá uma ordem, nós só temos de acatar e cumprir! Se tivermos objecções, há instâncias às quais podemos recorrer posteriormente! No momento, temos de obedecer!

Afonso de Portugal disse...

Ivan Baptista disse...
«É que se fosse a mesma situação com brancos, o problema não teria tanto impacto e não seria referenciado como sendo, um acto racista.»

Ora, lá está! O que está aqui em causa é, por um lado, fazer crescer a indústria da vitimização e, por outro lado, intimidar e amordaçar os polícias portugueses para que tratem sempre os “jovens” como paninhos quentes, mesmo quando os “jovens” os agridem!”


«É curioso, também eu fui e até nalgumas vezes sou, vitima de preconceito e inclusive de racismo também. É estranho não é ? Um branco a ser alvo de racismo, num país de maioria autóctone branca. Pá,fui... e muitas vezes continuo a ver esse mesmo problema.»

O quê? O Ivan vítima de racismo? Não, não pode ser verdade! Então o Ivan não sabe que o racismo anti-branco não existe?! Ora leia e aprenda:

https://www.publico.pt/2017/07/13/sociedade/noticia/a-falacia-do-racismo-inverso-1778606

…mas não vomite! ;)


«se eu disser qualquer parecida com que a adolescente Codie Stott disse, assim qualquer coisa raxista, prontos, já me podem condenar por raxismo! E esse é o que nos reserva o nosso futuro :)»

A culpa é nossa, Ivan, dos portugueses… em quem temos votado ao longo dos anos? Não se pode votar em pessoas como o Costa, que diz abertamente querer criar um “Espaço Schengen da Lusofonia” e depois esperar que os “jovens” não abusem! São protegidos por todo o sistema!


«(…)ele contou-me de que todas as esquerdas, PS,BE,PCP, eram exactamente iguais.»

No essencial, ele tem razão. Só que o PSD e o CDS não são muito diferentes! Basta ver com quem casou o Passos Coelho e a forma subserviente como a Cristas se submete ao Islão, a ponto de desejar “bom ramadão” aos muçulmanos e de ir visitar a mesquita de Lisboa envergando um hijabe!


«Pode não ter nada a ver, mas veja só este vídeo do Nando Moura Afonso ;)»

LOL! Eu fui recentemente banido pelo Nando Moura por criticar um vídeo dele, mas prometo ver mais logo! :)

Raghnar disse...

Parece que até foi acusada uma oficial de polícia que não estava na esquadra.

http://rr.sapo.pt/detalhe.aspx?objid=88618

"Sub-comissária Ana Hipólito comandava 64ª esquadra de Alfragide e garante que nesse dia não entrou nas instalações da outra esquadra onde as alegadas agressões aconteceram."

Estou a ver que pode ser um daqueles casos onde o MP acusa para em Tribunal pedir a absolvição, não seria o primeiro ou o último. Com tanto sindicato na instituição não existe UM que defenda os agentes que trabalham nos guettos? Se fosse eu recusava-me a patrulhar esses sítios, os políticos e os amigos dos "pobres e oprimidos" que mantenham a segurança a ver o que é bom para a tosse.

“Estes acontecimentos não podem ser vistos de forma isolada no contexto europeu. Na realidade, revelam o clima contemporâneo de criminalização e perfil racial da juventude negra na Europa e o fortalecimento da vigilância”. Islamic Human Rigths Commission (IHRC)

https://ionline.sapo.pt/artigo/571747/cova-da-moura-o-que-disse-em-fevereiro-de-2015-e-o-que-se-diz-agora

Com "defensores" destes, parece-me que o objectivo é fazer desse bairro uma no-go zone, à semelhança dos que pululam por essa Europa fora, onde os "jovens" podem estar à vontade para prestar aqueles "elevados serviços comunitários" como a implantação da Sharia. Já agora, e porque a esquerda brada muito pela "transparência", alguém conhece os financiadores da tal associação de "direitos humanos". É porque me dei ao trabalho de visitar o seu sítio na Internet e não existe qualquer menção aos seus relatórios de contas.

É para "defender" os direitos humanos e está tudo "justificado", "esclarecido" e arquivado. Ah, como é bom ser de esquerda...

Afonso de Portugal disse...

Raghnar disse...
«Parece que até foi acusada uma oficial de polícia que não estava na esquadra. »

Lá está, esta história cheira a esturro desde o princípio! E à medida que vamos sabendo mais sobre o caso, mais a coisa parece suspeita...


«Estou a ver que pode ser um daqueles casos onde o MP acusa para em Tribunal pedir a absolvição, não seria o primeiro ou o último.»

Eu aqui já não estou tão optimista quanto o caro Raghnar. No resto da Europa, os abusos por parte das autoridade, comprovados ou não, têm sido invariavelmente usados como pretexto para limitar a acção das polícias e, nalguns casos, para tornar as esquadras e agências de segurança e os seus dirigentes ainda mais politicamente correctos. Este caso pode servir para mandar um recado às forças de segurança portuguesas: "cuidadinho com a forma como tratam as minorias, senão levam com um processo em cima!"


«Se fosse eu recusava-me a patrulhar esses sítios, os políticos e os amigos dos "pobres e oprimidos" que mantenham a segurança a ver o que é bom para a tosse.»

Eu também acho, nenhum polícia devia voltar a pôr os pés na Cova da Moura, nem em nenhum outro lugar onde as forças da autoridade sejam recebidas à pedrada! Os polícias não podem ser carne para canhão, nem ser pau para toda a obra... quem quiser proteger estes delinquentes, que tenha a hombridade de lidar com eles e com os seus abusos!


«Com "defensores" destes, parece-me que o objectivo é fazer desse bairro uma no-go zone, à semelhança dos que pululam por essa Europa fora, onde os "jovens" podem estar à vontade para prestar aqueles "elevados serviços comunitários" como a implantação da Sharia.»

É de facto muito sintomático que uma organiozação "humanitária" islâmica (repare-se na contradição em termos) venha defender "jovens" que, na sua esmagadora maioria, deverão ser cristãos. Temos muitas pessoas no nacionalismo que culpam os judeus por tudo e mais alguma coisa, mas vê-se, em exemplos como este, que o islâmicos também apostam seriamente na subversão social e no controlo territorial dos arredores dos grandes centros urbanos europeus.


«É porque me dei ao trabalho de visitar o seu sítio na Internet e não existe qualquer menção aos seus relatórios de contas.»

Pois... deve ser apenas uma coincidência! ;)