segunda-feira, 10 de julho de 2017

Hollande II no G20: «Não podemos combater o terrorismo se não agirmos contra o aquecimento global»


E é "nisto" que os liberais depositam a sua esperança! Tristeza...



Para quem não entenda bem francês, o Nelinho 'gerontófilo' Macron abre o vídeo com esta pérola:

«Não podemos fingir combater o terrorismo eficazmente se não tomarmos acções resolutas contra o aquecimento global! Senão, teremos de explicar às pessoas que vivem no Chade, no Níger e arredores que o clima não é um problema.»

E continua: «Hoje, o terrorismo, os grandes desequilíbrios no nosso mundo, o que estamos a viver, está ligado às alterações climáticas que o nosso modo de produção internacional produziu. Temos de lhes dar resposta, porque está tudo interligado!»

Arre porra, se o Trump e o Bush são burros por causa do conteúdo seus discursos, nem sei o que chamar a este reles lacaio globalista e à sua verborreia desconchavada! Isto ultrapassa largamente a estupidez, isto é verdadeiramente surreal! E é este o homem que, supostamente, vai por a Europa novamente nos carris?

10 comentários:

João disse...

Quando me vêm com essa treta pergunto sempre se sabem de onde vem o nome Gronelândia. QUando os viquingues lá chegaram aquilo era bem verde, a criação de ovelhas só terminou para lá do século XII. Se ensinassem estas coisas nas escolas as pessoas talvez começassem a pensar nesta aldrabice.

Afonso de Portugal disse...

Muito bem observado! Aliás, já vi alguns documentários sobre os viquingues da Gronelândia nos quais se criticava os viquingues da Gronelândia precisamente por terem criado gado naquelas paragens! Num desses documentários, feito pela BBC (só podia), o narrador argumenta que a "mundivisão eurocentrista" dos viquingues levou ao seu insucesso naquelas paragens, porque as pastagens e a criação de gado deram cabo do ecossistema local. O que os viquingues deviam ter feito, segundo o narrador, era ter caçado focas!

Isto sim, é ciência! Isto sim, é revisionis... eeer... perdão, rigor histórico!!! :P

João disse...

São uns aldrabões sem cura. Durante mais de 200 anos houve lá criação de ovelhas. Só após o arrefecimento, a partir do século XII/XIII é que terminou. Até exportavam lã para a Islândia e a Europa continental. Com o arrefecimento vieram mais para o sul da Gronelândia e deixaram os povoados mais a Norte. A história é bem contada pelo Jared Diamond em Colapso (edição portuguesa da Gradiva).

Afonso de Portugal disse...

Mais uma execelente sugestão de leitura! Obrigado, caro João! :)

CENSURADO AGAIN disse...

claro ter mil filhos que antes tinham alta mortalidade mas agora o oeste reduziu e agora os mil sobrevivem as cegas pra enriquecer e exportar botes detroits kalergi é culpa do aquecimento e não da ma vontade em usar contraceptivos

CENSURADO AGAIN disse...

o uruguai por exemplo so manteve algum padrão de vida mesmo ja não sendo o que foi por que manteve a demografia equilibrada então tem muito pasto e excedente não precisa ficar implorando sacos de comida pra encher botes

Afonso de Portugal disse...

Censurado Again disse...
«claro ter mil filhos que antes tinham alta mortalidade mas agora o oeste reduziu e agora os mil sobrevivem as cegas pra enriquecer e exportar botes detroits kalergi é culpa do aquecimento e não da ma vontade em usar contraceptivos»

Essa é uma das razões pelas quais sou contra a "ajuda humanitária". Desde logo, porque a "ajuda humanitária" é quase sempre desviada pelos senhores tribais dominantes em cada região africana. E mesmo quando a "ajuda humanitária" chega ao seu destino, ela serve para ajudar os invasores a reproduzir-se em grande número e sem contudo fazer nada para desenvolver os seus países! O resultado é inevitável: quando eles crescem, acabam sempre por querer vir para a Europa! Em termos demográficos, África é o continente que mais cresce e 25% dos jovens africanos querem vir para a Europa! Está-se mesmo a ver que isto vai acabar muito mal...

Leitora disse...

Caara, sabe o que eu já ouvi falar? que em alguns anos vai ser impossível viver na África porque vai ficar muito quente lá, e os africanos vão ser obrigados a imigrar de lá. Risos
Eu particularmente, não acredito muito nisso de aquecimento global, mas eles podem usar essa desculpa pra várias coisas inclusive pra "celebrar" a diversidade mandando africanos pra vários lugares

Leitora disse...

Ah , mas só pra tentar fazer a ligação pro que o 33 disse, o falso aquecimento global poderia levar ao falso terrorismo, (porque é o q é), pois obrigaria muçulmanos a imigrar pra Europa, levando consigo terrorismo (inexistente).

Afonso de Portugal disse...

Leitora disse...
«que em alguns anos vai ser impossível viver na África porque vai ficar muito quente lá, e os africanos vão ser obrigados a imigrar de lá. Risos»

Sim, é precisamente isso que este energúmeno do Macron está a tentar insinuar... e atenção, ele está longe de ser o primeiro a afirmar isso! Eu lembro-me de um debate entre o Nick Griffin, antigo líder do BNP, e um paquistanês "britânico", no início deste século. A certa altura, o paquistanês disse que a imigração era inevitável porque o Paquistão e a Índia estavam a ficar demasiado quentes! :|


«Eu particularmente, não acredito muito nisso de aquecimento global, mas eles podem usar essa desculpa pra várias coisas inclusive pra "celebrar" a diversidade mandando africanos pra vários lugares»

Esse é sem dúvida um dos seus objectivos... o outro é promover os negócios ligados às energias renováveis. O Al Gore e o Obama têm feito muito dinheiro dando palestras sobre o aquecimento global! E o Elon Musk farta-se de ganhar dinheiro com a propaganda ambientalista! As empresas dele, sobretudo a Tesla Motors, não param de subir em bolsa, apesar de quase não venderem carros eléctricos, nem baterias, nem painéis solares...


«Ah , mas só pra tentar fazer a ligação pro que o 33 disse, o falso aquecimento global poderia levar ao falso terrorismo, (porque é o q é), pois obrigaria muçulmanos a imigrar pra Europa, levando consigo terrorismo (inexistente).»

Sim, sim... a ideia deste paspalho é essa! Mas o mais ridículo de tudo é que há milhões de europeus que concordam com ele!!!