quarta-feira, 7 de junho de 2017

General Carlos Martins Branco: «É inaceitável que existam, só na zona de Londres, 100 tribunais que se regem pela Lei Chária»


     É bastante boa, esta entrevista do General Carlos Martins Branco à SIC Notícias. Apesar de alguma ingenuidade e romantismo no que toca aos "muçulmanos moderados", o General Branco faz muitas denúncias pertinentes. Por exemplo, o General explica que, de acordo com as boas práticas da vigilância a terroristas, são necessárias 20 pessoas para vigiar eficazmente um único suspeito! Só que haverá no Reino Unido pelo menos 3000 pessoas sob vigilância permanente (o Nigel Farage refere 3500)! Ou seja, seriam necessários 60 mil agentes secretos (3000 x 20) para conseguir fazer o trabalho adequadamente! Os atentados são assim praticamente inevitáveis...

O General refere ainda alguns números interessantes sobre o estado da islamização da Europa. Por exemplo, "em Bruxelas, em 114 imãs, apenas 8 são capazes de falar uma das línguas oficias belgas" (francês, flamengo e alemão). "Cerca de 50% das mesquitas no Reino Unido estão sob controle de imãs radicais".

4 comentários:

Bilder disse...

A situação na Inglaterra já vai "para cima de ridículo"(na França apesar de tudo ainda instauraram o tal estado de crise ou lá o que é,por exemplo ontem aquele caso do islamico marteleiro foi exemplar,se fosse em Londres os policias eram martelados até à morte talvez) ,a policia que anda por norma nas ruas continua desarmada como se nada de anormal acontecesse nos últimos anos.

Afonso de Portugal disse...

Sabe caro Bilder, eu finalmente compreendi porque é que Portugal é um país tão esquerdalhista e universalista. Os seus modelos de referência política são precisamente a França o Reino Unido. E copiámos precisamente o pior dos dois países: da França, imitamos a idiossincrasia das elites, com o seu fascínio pelo cosmopolitismo "bem-pensante", o Estado Social que favorece o parasitismo e a cultura de irresponsabilização da classe política; da Inglaterra, copiámos o orgulho acéfalo pelo multiculturalismo de fronteiras escancaradas, o fascínio saudosista pelo império colonial perdido e a convicção insensata de que o mundialismo é a derradeira panaceia para todos os males deste mundo.

Para agravar a situação, temos também importado, nas últimas décadas, o marxismo cultural dos EUA, que é precisamente o veneno mais tóxico que o Ocidente já enfrentou. Não admira, portanto, que o nosso país esteja como está!

Quanto à polícia britânica, para além de andarem desarmados, há inúmeros vídeos na internet em que os podemos ver a ser facilmente sobrepujados pelos maometanos, dando até a sensação que não tiveram sequer aulas de defesa pessoal básica! É realmente assombroso que um agente da polícia ande sozinho pela rua, rodeado de todo o tipo de criminosos... e não saiba sequer desferir um soco correctamente!

Dr. No disse...

Para ler:

http://boltonbnp.blogspot.pt/2017/06/breaking-well-well-well-look-what-was.html

Afonso de Portugal disse...

Por acaso já tinha visto, caro Dr. No, mas como o Paul Jospeh Watson disse na sua conta do Twitter que ia fazer um vídeo sobre o Sadicão, decidi esperar para ver se ele aborda essas denúncias!


Seja como for, obrigado! :)