quarta-feira, 7 de junho de 2017

Em Odemira (Beja): dois guineenses detidos por tráfico de droga


      Mais dois que "vieram fazer o que os portugueses não querem fazer", porque "os melhores são os que partem", pá! 😜

«Militares do posto da GNR de Odemira detiveram na segunda-feira Lues, dois indivíduos de 22 e 24 anos, de nacionalidade guineense, um por suspeita de tráfico de estupefacientes o outro por permanência ilegal em Portugal.

O facto de não serem conhecidos em Odemira e de contarem, em particular, jovens, no interior da central rodoviária da localidade, levantou suspeitas aos militares da GNR, que abordaram os suspeitos. Na posse de um deles foram apreendidas 95 doses de haxixe, dois telemóveis e 83 euros em dinheiro, enquanto o outro não dispunha de autorização legal para permanecer em Território nacional.


Os dois detidos, que não têm residência oficial e fixa em Portugal, foram constituídos arguidos mediante termo de identidade e residência, tendo sido presentes ontem ao Tribunal de Odemira, não sendo conhecidas as medidas de coacção.»

2 comentários:

RAMIRO LOPES ANDRADE disse...

Caro Afonso de Portugal

Isto é racismo, e intolerância com nossos irmãos da Guiné.
Temos já que falar com o Bloco de Esterco, para arranjar um advogado, e parar com esta ignóbil injustiça.
Liberdade já para estes desprotegidos da sociedade .........
Amém.

obs: isto é apenas um sarcasmo que me saiu das entranhas, o que a GNR devia ter feito, era amarrar uma pedra em cada um, e atira-los amarrados com as mãos as costas no Rio Tejo, correndo o perigo de contaminar os coitadinhos dos peixes.

Abraços.

Ramiro Lopes Andrade

Afonso de Portugal disse...

Ahahahahahaha, caro Ramiro, se há coisa de que gosto em si é a sua sinceridade acutilante! Estou tão farto de ter de lidar com gente politicamente correcta, i.e. hipócrita e covarde, sempre com paninhos quentes e desculpas para o comportamento criminosos dos alógenos! Há dias em que sinto que estou a perder o juízo no meio de tanta gente falsa!

Quanto aos dois "enriquecedores" africanos, a solução era travá-los logo na fronteira, mas enquanto os animais dos "tugas" continuarem a votar em Coelhos e em Costas, isso será impossível!

Grande abraço,
AdP