sábado, 27 de maio de 2017

Três vídeos que vale a pena ver (47): como os globalistas protegem o Islão


1. Black Pigeon Speaks: «Islão - a ideologia dos constantemente incompreendidos"; no Ocidente, o nazismo, o fascismo e o racismo são ideologias veementemente condenadas, com os seus seguidores a serem diabolizados, penalizados laboral e economicamente e até alvo de actos de violência que, no seu caso, é encorajada e celebrada por uma grande parte da sociedade. De forma semelhante, embora talvez menos severa, os seguidores do Cristianismo costumam ser publicamente ridicularizados, com as suas crenças a serem frequentemente descritas como "retrógradas, bárbaras e primitivas". No entanto, a religião criminosa Islão, que partilha características com ambos Cristianismo e nazismo, não tem sido alvo de nenhuma forma de escrutínio ou condenação por parte dos académicos e dos grandes mé(r)dia ocidentais. Neste vídeo o BPS analisa este fenómeno e tenta dar algumas explicações para a sua ocorrência.




2. Paul Joseph Watson entrevista Gad Saad: «Porque é que os esquerdistas se submetem ao terror»; o grande PJW (Infowars) entrevista Gad Saad, um professor universitário líbio-canadiano, na Escola de Negócios John Molson (Canadá). O Prof. Saad, que tem o seu próprio canal no YouTube  é um crítico feroz do multiculturalismo, das "ciências" sociais, do politicamente correcto, dos guerreiros da (in)justiça social, da terceira vaga feminista, do pós-modernismo neomarxista e, naturalmente, do Islão. A conversa começa com o PJW a relembrar o massacre de 29 cristãos pelo do Estado Islâmico (ISIS), ontem no Egipto, e a pouca cobertura que os mé(r)dia ocidentais deram ao sucedido. O Prof. Gad Saad explica que nada disto é acidental: a protecção do Islão faz parte da estratégia daqueles que mandam no mundo. Chamo ainda a atenção para um segmento do vídeo, a partir dos 21m51s, em que se denuncia que as crianças (3-4 anos) nova-iorquinas estão a ser alvo de uma intensa lavagem cerebral para aceitarem a "fluidez de género".




3. Tucker Carlson (Fox News) entrevista Nigel Farage e Mark Steyn: «Nada está a ser feito para contrariar os terroristas»; tivemos mais um ataque terrorista na Europa esta semana e, aparentemente, continuará tudo na mesma. Nem as autoridades britânicas, nem as suas congéneres europeias parecem estar dispostas a tomar medidas concretas para evitar futuros atentados; o Sr. Steyn partilha connosco um dado interessante: o MI5 estima que, no auge da campanha terrorista do IRA, não haveria mais do que 100 terroristas activos... mas conforme eu já vos tinha dito aqui, há actualmente cerca de 3500 potenciais terroristas islâmicos sob vigilância no Reino Unido!

Sem comentários: