terça-feira, 9 de maio de 2017

Nova tentativa massiva de entrada de ilegais em Melilha (2)


«Cerca de 300 imigrantes africanos subsaarianos invadiram a cerca de seis metros de arame farpado entre Marrocos e o enclave espanhol de Melilh[em português, 'll' não se lê "lh", seus nabos! Ou será que a Renascença foi tomada por brasileiros?] esta terça-feira este Martes [o dia de Marte]. Pelo menos 100 conseguiram atravessar com sucesso a fronteira, avançou a polícia à agência Reuters.»

Já o disse aqui antes: isto resolvia-se electrificando a cerca...

«Três agentes de fronteira ficaram feridos e necessitaram de atenção médica depois da invasão, que ocorreu às cinco da madrugada depois de os imigrantes terem começado por atirar pedras aos elementos de segurança da fronteira, acrescentou a polícia espanhola. 

Os dois enclaves de Espanha em Marrocos, Ceuta e Melilh[em português 'll' não se lê "lh", seus nabos! O que vocês estão a escrever é 'Melila' com um 'l' a mais!!!], são frequentemente utilizados como pontos de entrada na Europa por imigrantes africanos, que escalam as cercas na fronteira ou tentam nadar ao longo da costa. 

Mais de mil migrantes tentaram atravessar Ceuta em Janeiro. A maioria foi devolvida a Marrocos.»

A maioria? Então, o que é que aconteceu aos restantes? Acabaram por cruzar o Mediterrâneo? Será que agora estão aqui na Europa, a  "enriquecer-nos"?...

___________________________
Outras de Melilha e arredores: 

Nova tentativa massiva de entrada de ilegais em Melilha
Cerca de 50 imigrantes ilegais entram em Melilha
Em Espanha: quatro (4) agentes da guarda civil violentamente agredidos por imigrantes ilegais
Crónicas da Iminvasão da Europa

Sem comentários: