terça-feira, 9 de maio de 2017

E em França, continua a dança (8)...


    A estação ferroviária da Gare do Norte (Paris, França) voltou a ser palco de uma tentativa de atentado terrorista:

«Uma mega operação policial esteve em curso na noite desta segunda-feira deste Lues [o dia da Lua] na Gare do Norte, em Paris. (...) Segundo a imprensa local, a polícia procura três homens considerados perigosos que foram identificados na passada sexta-feira no passado Vernes [o dia de Vénus] em Paris, Bordéus e Marselha e que terão estado recentemente na Síria. Os três homens terão sido avistados esta segunda-feira este Lues [o dia da Lua] nesta estação. Dois dos suspeitos são de nacionalidade belga e um é afegão. Segundo a polícia francesa, os homens representam uma ameaça iminente de ataque terrorista no país. As autoridades evacuaram um TGV que chegava à capital francesa proveniente de Valenciennes para procurar estes suspeitos. A bordo do comboio estariam cerca de 200 pessoas.»

 Segundo o novo presidente da França, Hollande II... eeer... perdão,
Gerontófilo Macron, os franceses vão ter de se habituar a cenas como esta!

«O acesso a esta que é uma das principais estações ferroviárias da Europa esteve cortado desde  durante cerca de duas horas.»


Agora, caros leitores, vamos dar uma olhadela aos dois "belgas" e ao afegão que estão a ser procurados pelas autoridades do país dos croissants:

«A polícia francesa procura três homens considerados perigosos que foram identificados na passada sexta feira no passado Vernes [o dia de Vénus] em Paris, Bordéus e Marselha e que terão estado recentemente na Síria. Foi desencadeada uma operação policial na estação Gare du Nord, em Paris, devido a um possível avistamento neste local.

Os suspeitos são Zabihullah Sarwari, um afegão de 29 anos nascido em Cabul, e dois "belgas": Bilal Al Marchohi, de 21, e Tarik Jadaoun, de 28 [que nomes tão tipicamente belgas!]. Al Marchohi, conhecido como Abu Fadil Al Maghrebi, tem 21 anos e nasceu em Antuérpia. Foi para a Síria em 2013. Já Jadaoun é natural de Verviers, na Bélgica, e foi para a Síria em 2014. Conhecido como Abu Hamza Al Belgiki, foi um dos 'jihadistas' que apareceu num vídeo do Daesh Estado Islâmico ['daesh' é a tua tia, pá!] sobre os atentados em Bruxelas.»

 (clicar na imagem para aumentar o seu tamanho e ver as lindas fronhas dos terroristas)

____________
Ver também:

E em França, continua a dança (7): Estado Islâmico pede ataques durante as eleições
E em França, continua a dança (6): polícia francesa detém ex-militar islamista e evita atentado
E em França, continua a dança (5): muçulmano mata um polícia e fereoutro dois

Sem comentários: