sábado, 13 de maio de 2017

Black Pigeon Speaks e Paul Weston falam sobre a detenção orwelliana do Tommy Robinson


     O grande BPS fala acerca da recente prisão do corajoso Tommy Robinson. Se bem se recordem, o Tommy foi preso por volta das 4h da manhã de quarta-feira Mércores, tendo a polícia entrado pela sua casa adentro e arrastado o Tommy para fora à frente da sua mulher e filhas. O BPS partilha a minha opinião de que a polícia inglesa está aterrorizada com as recentes actividades do Sr. Robinson, que tem denunciado activamente os gangues pedófilos muçulmanos, organizado protestos e petições e, sobretudo, enfrentando os pedófilos muçulmanos pessoalmente nas ruas.

Recordo aos caros leitores que há uma forma muito simples de ajudarem o Tommy, que é comprarem o seu livro "Inimigo do Estado", no qual ele denuncia as circunstâncias da sua prisão e a verdade sobre os gangues sexuais islâmicos, bem como a negligência criminosa das autoridades britânicas.




Também Paul Weston (não confudir com Paul Watson), do partido Liberty GB, decidiu pronunciar-se acerca da detenção do Sr. Robinson. E vai ainda mais longe do que o BPS, teorizando o que se está a passar não é apenas uma questão de polícia, mas sim uma estratégia deliberada, por parte do establishment britânico,  de silenciar todos aqueles que se opõem à islamização do nosso continente.

7 comentários:

Leitora disse...

Isso é apenas um teatro. E vc deve saber disso. TommyRobinson = 66 Zzzzzzzzzzzz

Afonso de Portugal disse...

Ai, sim? E quem é que você conhece no Ocidente que está fazendo melhor do que ele? Quem está enfrentando os muçulmanos na rua como ele? Quem está denunciando os gangues pedófilos como ele? Quem está escrvendo livros, organizando protestos e petições como ele? Me diga, por favor!

É realmente muito estranho, os "verdadeiros nacionalistas" raramente aparecem em público e dão a cara, só mesmo estes "judeus" como o Tommy Robinson é que mostram serviço! Mas pronto, a Leitora é muito mais esperta do que eu, somou as letras do nome do Tommy e deu um certo número, já está, o Tommy é judeu e o resto não interessa!

Me explique uma coisa, Leitora, por favor: se isto tudo é realmente teatro, então o é que os judeus ganham com este teatro? De que forma é que eles saem beneficiados com o as denúncias do Tommy Robinson?

Leitora disse...

Mas , mas.. eu disse judeus aonde ? Aliás, eu já abandonei essa tese falsa dos judeus. Os judeus não tem culpa de nada. Apesar de eu ter dúvida sobre o Estado de Israel, o que não é o mesmo que ter dúvidas sobre todos os judeus. São os maçons, Afonso.
E maçons tem em todos as cores e raças. Todos eles trabalham para prejudicar a sociedade em que eles próprio vivem, em benefício de uma elite predadora e escravagista.

Leitora disse...

1º ele nem deve tá preso de verdade, e tudo q se diz dele é falso
2º para nada adiantam 500 protestos e petições, nem mesmo votar adianta, como já dizia Mark Twain
"Se votar mudasse alguma coisa, eles não nos deixariam fazer isso."

Afonso de Portugal disse...

Noto que você não respondeu a nenhuma das minhas perguntas! Porquê, Leitora? Porquê?!?!...


«São os maçons, Afonso. »

Mas os maçons não são maioritariamente judeus? A maçonaria não é uma instituição judaica?


«1º ele nem deve tá preso de verdade, e tudo q se diz dele é falso»

Neste momento ele não está preso, porque foi solto sob fiança. Mas já cumpriu uma pena de 18 meses em 2014, fora outras vezes em que foi detido e julgado mas posteriormente libertado. Você está dizendo seriamente que os registos das prisões, dos tribunais e dos jornalistas britânicos que documentaram a sua tentativa de assassinato são todos falsos?!


«2º para nada adiantam 500 protestos e petições, nem mesmo votar adianta, como já dizia Mark Twain"Se votar mudasse alguma coisa, eles não nos deixariam fazer isso."»

Melhor é ficar atrás do computador resmungando, né? :)

Os protestos fazem as pessoas acordar para certas realidades.
As petições fazem as pessoas compreender que não estão sozinhas.
E Mark Twain estava parcialemente errado. É evidente que votar, por si só, não resolve nada, como ilustra a eleição de Trump. Mas o voto é apenas uma parte da cultura democrática - é isto que os nacionalistas antidemocráticos não compreendem. A par do voto, é preciso capturar as instituições que controlam os destinos da humanidade, os jornais, as televisões, os tribunais, o poder político, as universidades, etc. A democracia não é apenas votar, é participar activamente na vida política e social.

Leitora disse...

"nacionalistas antidemocráticos "
O problema Afonso, é que não existe democracia de verdade. Democracia é nada mais que um teatro, uma farsa, são sempre os mesmos que mandam realmente. Entendeu ?

"Mas os maçons não são maioritariamente judeus? A maçonaria não é uma instituição judaica?"
Hmm.. não sei quanto a isso. Não acho que seja uma instituição judaica.Claro que judeus, por terem especial talento para ascender social e monetariamente, devem ter muito poder nessa instituição.

"De que forma é que eles saem beneficiados com o as denúncias do Tommy Robinson?"

Ora, fica parecendo que existe uma oposição de verdade lutando pelos direitos das pessoas, quando na verdade, não existe. Ganha a fantasia e a enganação.


Afonso de Portugal disse...

«O problema Afonso, é que não existe democracia de verdade.»

Claro que não existe! Não existe nenhum sistema "de verdade"! O problema é que, quando queremos atingir o poder, temos de delinear uma estratégia consequente para sermos bem sucedidos. A minha estratégia e a dos nacionalistas democratas em geral é apostar em ganhar votos e em tomar as instituições.

Já a estratégia da Leitora e dos nacionalistas antidemocratas parece ser apenas queixar-se, contar historinhas sobre os judeus ou sobre a maçonaria e passar o dia atrás do computador reclamando dos escurinhos. Onde é que isso nos leva afinal?


«Ora, fica parecendo que existe uma oposição de verdade lutando pelos direitos das pessoas, quando na verdade, não existe. Ganha a fantasia e a enganação.»

Essa teoria faria sentido se os crimes dos muçulmanos fossem falsos. Mas a menos que a Leitora seja como alguns alucinados "nacionalistas" que acham que todos ou quase todos os atentados cometidos por muçulmanos no Ocidente são falsos, denunciar os crimes dos muçulmanos tem conquistado o eleitorado!

Mas pior do que isso, a Leitora ainda não disse qual é a alternativa. Se o Tommy Robinson, o Geert Wilders, a Marine Le Pen e tantos outros são farsantes, onde estão os "verdadeiros" nacionalistas? Porque não aparecem e conquistam o eleitorado dos "farsantes"?